Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Venda De Ovos Com Restrições Na Holanda

Imagem de Pexels por Pixabay

Devido a um surto de gripe aviária, a produção de ovos permanece em quarentena, situação que ocorre desde o início de outubro. Os supermercados não podem vender ovos de produção natural (vrije-uitloopeieren) a partir de 25 de janeiro. As caixas são então preenchidas com ovos de produção massiva, os chamados "scharreleieren". 
 
 
O setor avícola teme que esse ajuste mate o ovo de produção natural.

Se as galinhas de produção natural não saírem para o exterior por dezasseis semanas, os seus ovos não poderão mais ser vendidos como de produção natural.

É por isso que o ALDI já não vende ovos naturais em algumas localidades. As cadeias de supermercados Albert Heijn, Jumbo e PLUS rotularão as caixas até 25 de janeiro, o mais tardar, para deixar claro que contêm ovos de produção massiva a partir desse momento. Os produtos que normalmente contêm ovos naturais também terão ovos de produção industrial a partir do final de janeiro.

O PLUS, que não vendia ovos de origem industrial desde 2012, mas apenas ovos naturais ou biológicos, terá também de substituir os ovos naturais por ovos industriais.

Em parte porque os criadores de galinhas incorrem em custos extras, os ovos naturais são normalmente um pouco mais caros do que os ovos industriais. Albert Heijn, Jumbo e PLUS anunciaram que pagarão o mesmo preço aos agricultores durante a obrigação de confinamento, mesmo que os seus ovos não possam mais ser chamados de ovos naturais ou biológicos.

Os consumidores continuarão a pagar o mesmo pelo produto. A embalagem foi ligeiramente modificada ou contém um rótulo diferente.

Para economizar nos mantimentos, os consumidores têm optado com mais frequência por ovos de produção industrial em vez de ovos orgânicos ou naturais nos últimos meses.

Os consumidores compraram nada menos que 25% menos ovos orgânicos, diz Bart-Jan Oplaat, da União Holandesa de Avicultores. Os ovos industriais ficaram 28% mais caros em um ano, não apenas devido aos custos mais altos, mas também devido à procura extra, informou o Instituto de Estatísticas.

Chama-se a atenção que os ovos biológicos ainda possam ser vendidos com o selo orgânico, pois a criação de galinhas biológicas passa por períodos obrigatórios no exterior, uma das condições desta categoria.

Risco De Desaparecimento Dos Ovos Naturais

De acordo com Oplaat, estavam a ser discutidos planos na UE para regular e acabar com a regra das 16 semanas para o ar livre. Mas esta consulta foi adiada para o terceiro trimestre de 2023.

É possível que o ovo de uma galinha que ainda não estava sujeita a quarentena em setembro de 2022, mesmo que a obrigação de confinamento ainda se aplique, ainda possa ser vendido como um ovo natural.

Oplaat teme que a atual obrigação de confinamento possa dar a sentença de morte ao setor de criação livre. Em fevereiro de 2022, o ovo natural também desapareceu temporariamente do supermercado devido a uma obrigação de segregação de aves que vigorava na época. Ainda não se vislumbra o fim das medidas restritivas.

"A questão é se os criadores de galinhas ainda vão investir em galinhas livres. Uma galinha poedeira vive cerca de dois anos. Se ela for para o abate em breve e um criador comprar novas galinhas poedeiras, pode haver muitas incertezas de como criar essas galinhas”, diz Oplaat. Normalmente, a produção livre rende mais, mas isso parece menos atraente agora.

De acordo com o líder sindical, também é um problema que os comerciantes alemães de ovos naturais holandeses procurem o produto em outro lugar. Na própria Alemanha, não há nenhuma obrigação nacional de confinamento, por isso os ovos naturais ainda são vendidos e produzidos no país.

Oplaat acha que os supermercados podem procurar alternativas estrangeiras para poder fornecer novamente esta qualidade de ovos. "Porque senão o consumidor vai mudar para uma caixa que é mais barata e que também contém ovos de produção industrial. Eles têm o mesmo sabor."

 

Se aprovam este tipo de conteúdo na plataforma, façam gosto, comentem e partilhem as informações e muito importante, para receberem estas informações de valor em português, subscrever os nossos canais FacebookInstagramTikTok e YouTube.

A informação disponibilizada irá continuar a ser gratuita para todos, mas outra forma de apoio é a subscrição no nosso clube de apoiantes onde, por um pequeno valor mensal, podem apoiar o crescimento desta plataforma para a preparar para os desafios do futuro.