Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Spoedtest.nl Sob Suspeita de Fraude Com Certificados de Vacinação

covid-19-g1e67ac955_1920.jpg

 

Spoedtest.nl é um dos maiores laboratórios de teste covid-19 na Holanda e onde recaem suspeitas de emitir certificados de vacinação falsos, acusa o Ministério da Saúde. O director considerou a acusação de "completamente infundada". 

 

Ontem à noite, o Ministério da Saúde anunciou que procedeu com uma denúncia contra uma empresa de testes. A empresa foi imediatamente excluída do sistema de Testen voor Toegang, não podendo assim de realizar mais esse tipo de teste. A Spoedtest.nl tem 100 locais afiliados ao Testen voor Toegang. “O impacto directo não é assim tão grande. Temos outros 23 provedores, com 600 locais", disse um porta-voz do sistema Testen voor Toegang.

"Decisão Drástica"

O director do Spoedtest.nl lamenta "a decisão drástica do ministério". Ele nega que sua empresa tenha emitido certificados de vacinação falsos. “Só sabemos neste momento que uma investigação está em curso. Temos total confiança no resultado bem-sucedido desta investigação. Fornecemos certificados de teste, não certificados de vacinação.”

Em princípio, as empresas de teste não emitem certificados de vacinação. Eles apenas fornecem provas dos resultados de um teste rápido *a covid-19. Se o resultado for negativo, o cliente pode carregar um código QR na aplicação coronacheck que é necessária para entrar e frequentar locais como um restaurante ou museu.

Mau Uso do Portal

No entanto, a suspeita agora concentra-se no facto de que os envolvidos no Spoedtest.nl abusaram do sistema com o qual os médicos podem registar manualmente as vacinas. Isso pode ser feito por meio de um portal da web que foi criado após problemas anteriores com o registo automático de vacinações covid-19.

O portal web é acessível apenas aos médicos que se encontram registados no sistema BIG. Esses médicos também supervisionam as empresas de teste. Esse também é o caso do Spoedtest.nl, confirma o diretor Emmelkamp. “Estamos a trabalhar com o ministério para investigar isso. Também queremos chegar ao fundo das coisas.” Ele considerou as suspeitas de "completamente infundadas".  

Segundo Emmelkamp, o Spoedtest.nl tinha acesso ao sistema para poder registar os testes positivos. Isso era necessário para que mais tarde o sistema conseguisse emitir o certificado de recuperação e criar o código QR para a aplicação Coronacheck. "Dos nossos 2.000 funcionários, apenas cinco tinham acesso ao sistema de geração de certificados de recuperação. Esses mesmos cinco funcionários declararam por escrito que não abusaram do sistema."

O acesso ao portal só é possível por meio de "um login pessoal e autenticação em duas etapas".

No entanto, o ministério apresentou um relatório à polícia. Além disso, também a Inspecção de Saúde e Assistência Juvenil foi informada. "O nosso objectivo é bloquear o maior número possível de certificados de vacinação emitidos de forma fraudulenta", disse um porta-voz.

Carta Interna

O Spoedtest.nl enviou uma carta a todos os funcionários na última sexta-feira na qual a empresa aponta fraudes anteriores com códigos QR por funcionários do GGD. A empresa anuncia na carta que exercerá uma supervisão extremamente rígida para prevenir tais fraudes. O Spoedtest.nl informou que tem toda a confiança nos seus funcionários e que presume que nenhuma fraude foi cometida por eles. Três dias depois, o ministério acusa-o exactamente disso: fraude.

Segundo Emmelkamp, ​​isso é apenas uma coincidência. “Nós só soubemos das suspeitas do ministério na noite de segunda-feira. Enviamos essa carta em resposta aos códigos QR falsos que foram distribuídos pelo GGD."

Além de pelo menos um funcionário do GGD, alguns assistentes de clínica geral também foram presos nas últimas semanas por fraude com certificados de vacinação.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.