Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Pacote de Ajuda Económica Alargado em Mais de 7 Mil Milhões

Imagem de Lorenzo Cafaro por Pixabay

 

O governo vai acrescentar 7,6 mil milhões de euros para as empresas afectadas pela crise provocada pelo coronavírus. Dinheiro esse que será acrescentado ao pacote já existente, anunciaram hoje os ministros Wopke Hoekstra (Finanças), Wouter Koolmees (Assuntos Sociais) e Bas van 't Wout (Assuntos Econômicos). Para além disso, o pacote de ajuda será alargado a empreendedores recém-iniciados e o subsídio para custos fixos será expandido.

 

Quando o gabinete anunciou na semana passada que iria estender o período de confinamento até pelo menos 9 de Fevereiro, também foi anunciado que o apoio à comunidade empresarial seria expandido. Os detalhes foram comunicados hoje, quinta-feira. Desta forma, empresas maiores podem ser agora também reembolsadas por parte de seus custos fixos. Até agora, esta medida estava disponível apenas para empresas com até 250 funcionários. A compensação dependerá da quebra de vendas durante a pandemia.

A partir de agora, as empresas podem ser reembolsadas em até 85% dos seus custos fixos. Para acomodar também empresas menores, o valor mínimo será duplicado, passando de 750 para 1.500 euros. O montante máximo também será aumentado, de 90.000 euros para 330.000 para as pequenas e médias empresas. Um máximo de 400.000 euros aplica-se às grandes empresas.

O esquema de suporte salarial (NOW) também mudará um pouco. O reembolso máximo passa de 80 para 85% dos custos salariais. "É encorajador ver o quão resistente é a economia holandesa, mas não nos podemos considerar ricos", disse o ministro Koolmees. “Empregos serão perdidos e empresas entrarão em colapso”, advertiu o ministro Hoekstra por sua vez.

Subsídio Extra Para Comércio Fechado por Longo Período

No caso das lojas que fiquem muito tempo encerradas devido ao confinamento e por isso, não possam vender a sua colecção de roupas, por exemplo, haverá uma taxa sobre o estoque adicional de no máximo 200.000 euros no primeiro e no segundo trimestre.

Haverá um esquema de garantia para os organizadores de eventos. O governo destina 300 milhões de euros para isso. Ao fazê-lo, pretendem dar aos organizadores de eventos oportunidade de planear os mesmos para depois de 1 de Julho. Sem este esquema de garantia, os organizadores consideram que o risco de cancelamento é muito grande para compensar o investimento.

Haverá também um esquema de ajuda para empresas que começaram no primeiro semestre de 2020, que ainda não conseguem comunicar a perda de volume de negócios, o que torna difícil determinar para que medidas de auxílio se qualificam.

Retroactivos a Partir de 1 de Janeiro

As ajudas começam a ser aplicadas retroactivamente a partir de 1 de Janeiro. O governo espera que essas empresas possam apresentar os primeiros pedidos de apoio em maio, embora ainda não esteja claro como será esse processo.