Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

O Pequeno País Que Quer Salvar o Mundo

     A Holanda aprovou um pacote de medidas para combater a chamada "crise do nitrogénio". As emissões de nitrogénio, em várias variantes químicas, são bastante elevadas no país e são gases altamente poluentes, irritantes, perigosos para a saúde pública e um dos componentes da chuva ácida e acidificação de rios e lagos. Por essas razões e para seguirem as directivas europeias e do Acordo de Paris para as Alterações Climáticas, o governo holandês aprovou um duro pacote de medidas para atacar o problema.

E como seria de esperar, essas medidas não são do agrado da população. Vamos ficar a conhecer algumas das mais importantes.

 

Agricultura

     Este é o principal produtor de nitrogénio no país. Representam 46% de todo o nitrogénio produzido pela actividade humana e é a que recebe os maiores cortes. No fundo o Governo pretende limitar a produção de gado e agrícola dos agricultores holandeses. Por isso as constantes manifestações em Den Haag e por todo o país, com milhares de tractores a invadirem auto estradas e centros das cidades.

Num país com uma crescente população, apenas irá fazer com que os preços dos produtos deste sector aumentem e que a balança comercial incline mais para a importação de produtos. Também o sector da produção de flores irá ser afectada.

 

Construção

     Representam apenas 0.6%, mas também este sector verá um grande corte na industria. Todos nós já nos apercebemos das dificuldades de arranjar uma casa no país e há igualmente o conhecimento de que são necessárias 50.000 habitações por ano, apenas para manter a oferta nos níveis de hoje. Pois com os cortes no sector que se avizinham, essa necessidade irá aumentar. Pretende o Governo limitar as novas autorizações de construção, fazendo com este sector também já se fizesse ouvir nas ruas e avenidas de Den Haag. 

Mais uma vez a crescente população e imigração no país, juntamente com a debandada de empresas que saem do Reino Unido por causa do Brexit, irá fazer desta medida, mais um aumento de preços e da especulação imobiliária, principalmente nos grandes centros urbanos.

 

Autoestradas

     Uma das outras medidas que irá afectar a população em geral. Pretende o Governo baixar o limite de velocidade em todas as autoestradas para os 100 Km/h. Acabam-se assim as zonas de 130 e 120. Todos os quilómetros de autoestrada em todo o país, que ainda tinham limites superiores, passam para 100 Km/h durante o dia. Durante a noite está previsto manterem o limite actual para a zona, embora hajam municípios e províncias que a pretende manter nos 100 km/h sem horário.

 

Outras Medidas

     Outras medidas menores estão também previstas como no sector da energia, tráfego marítimo internacional, doméstico e tratamento de resíduos, mas destas medidas, as que mais irão interferir com o dia a dia serão as implementadas localmente pelos municípios.

E existem municípios que pretendem ir mais além sobre as medidas do Governo. Por exemplo, há municípios que propõem a redução do limite de velocidade nas autoestradas em zonas de protecção natural Natura 2000 para os 80 Km/h ou a proibição de circulação motor nas cidades aos Domingos.

 

     Mas será importante tomar nota do denominador comum em todas estas razões para cortes de produção nos vários sectores. Todas as razões que levam ao aumento da produção de nitrogénio e seus derivados químicos por interferência humana é apenas um: A sobre população deste pequeno quadrado de terra no centro da Europa. Somos mais de 17 milhões de habitantes neste pequeno país com metade do tamanho de Portugal e onde grande parte é água e terrenos pantanosos. Talvez a prova de estarmos a retirar do solo, mais do que ele nos consegue dar.