Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Novembro e o Seguro de Saúde

 

Chegamos a Novembro e com ele o conhecimento dos novos preços e coberturas dos Seguros de Saúde. Como a maioria deve saber, o Seguro de Saúde na Holanda é obrigatório para todos os que vivam no país e apenas uma vez por ano o podemos mudar.

 

Algumas companhias já o fizeram, mas até ao dia 12, todas as seguradoras deverão ter informado os seus segurados das mudanças das suas apólices.

As novidades

Para já, o que se conhece das novidades para 2018 são:

  • O "eigen risico", a franquia obrigatória dos seguros, mantém-se nos 385 Euros. Apenas uma seguradora, a DSW, terá uma franquia de 375 Euros, mas os segurados terão a obrigatoriedade de usar serviços médicos escolhidos pela seguradora.
  • Os preços mensais do prémio de seguro dos pacotes básicos deverão subir cerca de 7 Euros por mês.
  • Os descontos sobre o rendimento para o Sistema de Saúde também aumentam ligeiramente. De 6.65% para 6.90% para os trabalhadores e de 5.40% para 5.65% para reformados.
  • Também o "Zorgtoeslag", o Subsidio de Seguro, terá um aumento. Para além do aumento percentual igual ao aumento dos prémios de seguro, terão também um aumento dado pelo Governo para que haja realmente um poder de compra maior por parte das famílias. Assim sendo, os novos valores serão: Pessoas Singulares - um aumento de 132 Euros, passando para 1197 Euros anuais. Para Famílias - um aumento de 196 Euros, passando para 2237 Euros anuais.
  • Pacotes básicos expandidos. Estes pacotes são iguais para todas as seguradoras e para o próximo ano terão as seguintes adições: 
    • Compensação para terapia de 12 tratamentos para pacientes com osteoartrite nas articulações do quadril e joelho.
    • Reembolso para transporte hospitalar sentado e tratamento para pacientes oncológicos que recebem imunoterapia.
    • Indemnização pelo cuidado de menores associados à assistência médica da criança.
    • Remuneração do medicamento Orkambi para o tratamento da doença da glândula tiróidea (fibrose cística).
  • A enfermagem domiciliária recebe um orçamento extra de 435 milhões de Euros.

Novo Seguro

Sendo o dia 12 de Novembro a data que ficará a conhecer os novos preços, tratamentos, valores e cláusulas dos seguros de saúde para 2016, poderá depois escolher o que melhor achar e mudar para uma seguradora nova. Mas há regras que são importantes de seguir.

Uma vez que só podemos mudar de seguradora de saúde uma vez por ano, teremos de ter cuidado com a nova seguradora que contratamos.

O mais importante a ter atenção é ao tipo de apólice que contrata. Existem dois tipos:

  • Restitutiepolis - Onde o segurado pode escolher livremente o prestador de serviços de saúde. Pode assim escolher o que estiver mais perto de sua casa ou no qual tem mais confiança.
  • Naturapolis - Onde o segurado tem escolher o prestador de serviços de saúde a partir de uma lista com os quais a seguradora tem contrato. Se o segurado escolher um prestador de serviços de saúde, com o qual a sua seguradora não tem um contrato, o segurado poderá não ter uma restituição completa dos gastos de saúde nesse prestador de serviços.

Outro ponto importante é aos extras que podemos contratar com o novo seguro. O basispakket é igual para todos, apenas os preços mudam ligeiramente, mas os pacotes extras podem diferir bastante. Os pacotes extras podem incluir, por exemplo, tratamentos de fisioterapia, medicinas e tratamentos alternativos, possibilidade de tratamento no estrangeiro, pagamento de óculos, etc... Tal como as possibilidades extras variam de seguradora para seguradora, também os valores são diferentes.

Por fim, o tratamento de dentes. O acesso a dentista faz parte de um outro pacote extra que varia consideravelmente de seguradora para seguradora. Tal como os pacotes extras, também aqui diferem em alternativas e preços.

 

Denúncia (opzeggen)

Depois de ficar a conhecer todos os prós e contras e de escolher a sua nova seguradora, poderá denunciar o contrato com a anterior. Esta denúncia de contrato terá de ser realizada até 31 de Dezembro inclusive, através de email, carta registada, com a ajuda do serviço de mudança da nova seguradora ou com a assistência de uma página online de serviços de comparação de seguros.

 

Mudança (overstappen)

A mudança para a nova seguradora terá de ser realizada até 31 de Janeiro inclusive. Se o fizer depois desta data, poderá receber uma multa por falta de seguro obrigatório de saúde. Se apenas pretende contratar um seguro básico, o melhor é fazer-lo a partir da ultima semana do ano.

Se contratar igualmente um pacote extra, tenha em atenção que a nova seguradora poderá recusar o contrato. As companhias de seguro não poderão recusar novos contratos dos pacotes básicos, mas sobre os extras poderão recusar ou cobrar um valor superior se a pessoa for mais velha ou sofrer de doença crónica.

 

A Escolha

O mecanismo mais fácil e rápido para fazer a escolha e mudança é através de um zorgvergelijker, um comparador de seguros de saúde. Apenas temos de introduzir os nossos dados e é-nos apresentada uma lista com os seguros mais baratos disponíveis para as nossas escolhas, região, idade e sexo, podendo depois fazermos uma comparação entre eles em relação a qualidade, coberturas e opiniões de outras pessoas.

Estes são os três locais mais usados para comparação de seguros de saúde:

Para uma justa comparação, faça-a a partir de 12 de Novembro, data em que todos as seguradoras terão comunicado os novos preços para 2018.

 

Esta é uma informação retirada da Associação de Consumidores Holandesa, a Consumentenbond (holandês).

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda