Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Nove Anos Depois, A Primeira Queda Nos Preços Das Casas

amsterdam-26

O mercado imobiliário entrou num período mais calmo nos últimos três meses de 2022. Os agentes imobiliários venderam 8% menos casas neste período em comparação com o mesmo período do ano anterior, enquanto o preço médio de venda foi quase 4% menor. Em uma base anual, os preços das casas caíram 6,4%, a primeira queda em nove anos.

 
 

Isso é evidente nos números da Associação Holandesa de Agentes Imobiliários (NVM). Como menos casas foram vendidas, a oferta de imobiliário aumentou. De outubro a dezembro, a oferta mais que dobrou em relação ao ano anterior.

Embora os preços das casas tenham caído, quase metade das casas vendidas ainda foram vendidas acima do preço pedido. Esta é uma queda significativa em comparação com um ano atrás. Nessa altura a percentagem estava mais perto de 80%.

Também é surpreendente que a diferença entre o preço pedido e o preço de venda esteja em queda. No último trimestre, ainda apenas 0,1 por cento.

Baixam As Vendas De Casas Novas

Os valores acima referem-se a edifícios existentes. O número de novas casas vendidas caiu quase pela metade em comparação com os últimos três meses do ano anterior. O preço médio de uma casa nova foi de 1% menor do que nos três meses anteriores.

"O quarto trimestre de 2022 foi mais amigável para os compradores de imóveis", diz Lana Gerssen, da NVM. "O mercado imobiliário extremamente encarecido parece ter ficado para trás." Ela está, no entanto, preocupada com a acessibilidade da habitação, devido ao aumento dos juros das hipotecas.

Futuro Cauteloso

Três meses atrás, o NVM esperava fechar o ano com uma pequena vantagem. Em vez disso, o declínio continuou. É por isso que Gerssen não se atreve a fazer previsões para o futuro. "A previsão requer uma bola de cristal e nem sempre é clara."

Gerssen vê a queda nos preços das casas como uma correção saudável para um mercado imobiliário sobrecarregado. "Um ano antes, os preços das casas ainda subiam 20% anualmente. O período que ficou para trás foi anormal."

Mas a população da Holanda está em grande crescimento e a procura por habitação continua alta. "A oferta não consegue acompanhar e ainda está aquém. Minha preocupação é que não seremos capazes de atender à procura por habitação se a oferta não aumentar seriamente."

 

Se aprovam este tipo de conteúdo na plataforma, façam gosto, comentem e partilhem as informações e muito importante, para receberem estas informações de valor em português, subscrever os nossos canais FacebookInstagramTikTok e YouTube.

A informação disponibilizada irá continuar a ser gratuita para todos, mas outra forma de apoio é a subscrição no nosso clube de apoiantes onde, por um pequeno valor mensal, podem apoiar o crescimento desta plataforma para a preparar para os desafios do futuro.