Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Ministro Da Saúde Pretende Concentrar Serviços. Dois Dos Quatro Centros Cardíacos Pediátricos Terão De Fechar

Imagem de David Mark por Pixabay

O ministro da saúde, Ernst Kuipers, afirma que apenas dois dos quatro centros especializados em cirurgia cardíaca pediátrica podem permanecer abertos no futuro. No dia 1 de abril, deverá ser tomada a decisão de quais serão os dois centros. O ministério pede conselhos aos hospitais académicos.
 
 
Os procedimentos cirúrgicos em crianças com cardiopatia congénita realizam-se em quatro centros de hospitais universitários. A saber, em Rotterdam, Utrecht e Groningen. O quarto centro é uma colaboração entre Amsterdam e Leiden.

Em primeira escolha, o ministro Kuipers planeava manter abertos os centros em Rotterdam e Utrecht. Mais tarde, porém, foi decidido aguardar uma investigação da Autoridade de Saúde Holandesa (NZa) sobre as consequências para os cuidados hospitalares.

O NZa alertou que o encerramento pode ter consequências nos cuidados intensivos para crianças e cuidados intensivos em certas regiões. Além disso, isso também pode levar a um tempo de viagem muito maior para os pais e os seus filhos que precisam de cuidados intensivos.

É por isso que a autoridade propôs dividir o atendimento em regiões norte e sul. Mas as organizações de pacientes não concordam com isso.

Discussão Longa

A discussão sobre os centros é um assunto que vem desde 1993, Kuipers escreve em uma carta à Federação Holandesa de Centros Médicos Universitários (NFU). É por isso que Kuipers acredita que uma decisão deve ser tomada rapidamente.

O ministro quer saber dentro de um mês se a NFU pode tomar a decisão por conta própria. O mais tardar até 1 de abril, Kuipers quer saber quais dois dos quatro hospitais podem continuar a prestar o serviço. Não é desejável, segundo o ministro, pensar mais em passar o tempo proposto pelo NZa por causa da "urgência do assunto".

Kuipers espera que a NFU também investigue como as consequências negativas podem ser limitadas. Ele quer ter clareza sobre isso até 1 de outubro, o mais tardar. Ele espera que as discussões entre os centros sejam difíceis enquanto não estiver claro em quais hospitais os tratamentos devem ser concentrados.

O ministro é a favor da concentração de alguns cuidados especializados. Mais pacientes com um distúrbio específico serão tratados nessas áreas, o que melhorará o atendimento. Segundo o ministro, essa visão é “amplamente compartilhada”.

 

Se aprovam este tipo de conteúdo na plataforma, façam gosto, comentem e partilhem as informações e muito importante, para receberem estas informações de valor em português, subscrever os nossos canais FacebookInstagramTikTok e YouTube.

A informação disponibilizada irá continuar a ser gratuita para todos, mas outra forma de apoio é a subscrição no nosso clube de apoiantes onde, por um pequeno valor mensal, podem apoiar o crescimento desta plataforma para a preparar para os desafios do futuro.