Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Está Formado o Novo Governo da Holanda

Imagem de André Muller via Pixabay

 

O primeiro-ministro Mark Rutte disse ontem aos repórteres na segunda-feira que está "muito feliz" com a nova formação do governo. Rutte disse antes que esperava que o novo governo trouxesse um novo ímpeto ao país. A nova mentalidade será mostrada na maneira como as coisas são feitas. "Tenho esperança de que isso aconteça", disse Rutte na segunda-feira.

 

Apenas nove rostos antigos permanecem na nova formação, composta por 14 mulheres e 14 homens, mais Rutte. O novo governo, que deverá tomar posse nos próximos dias, será constituído por 20 ministros no total de quatro partidos, VVD, D66, CDA e ChristenUnie (CU): 10 homens e 10 mulheres e 9 secretários de estado.

  • Primeiro-Ministro: Mark Rutte (VVD). Liderando o seu quarto governo, Mark Rutte conseguiu sobreviver a várias crises durante o processo de formação. Rutte, de 54 anos, é primeiro-ministro desde 2012.
  • Ministro das Finanças: Sigrid Kaag (D66). Diplomata de carreira multilíngue até assumir a liderança do D66, Kaag renunciou ao cargo de ministro das Relações Exteriores do anterior governo devido ao caos que foi a evacuação holandesa de Cabul.
  • Ministro das Relações Exteriores: Wopke Hoekstra (CDA). Hoekstra, líder do CDA, queria permanecer no sector financeiro, mas o fraco desempenho do seu partido nas eleições de Março forçou uma mudança de cargo.
  • Ministro do Comércio Exterior e da Ajuda ao Desenvolvimento: Liesje Schreinemacher (VVD). Uma nova cara no governo, Schreinemacher, um advogado de 38 anos, foi eleito para o Parlamento Europeu em 2019.
  • Ministro da Justiça e Segurança: Dilan Yesilgöz (VVD). Nascido em Ancara e ex-conselheiro da cidade de Amsterdam, Yesilgöz foi eleito para o parlamento em 2017 e é secretário de estado dos assuntos econômicos desde maio.
  • Ministro da Protecção Legal: Franc Weerwind (D66). Amsterdammer com raízes surinames, Weerwind é o actual burgomestre de Almere. Ele também é presidente da associação de ciclismo Fietsersbond.
  • Ministra do Lar e do Reino: Hanke Bruins Slot (CDA). Com uma carreira no exército, Bruins Slot é deputada desde 2010, com especialização em defesa e governo local.
  • Ministro da Habitação: Hugo de Jonge (CDA). O actual ministro da Saúde muda-se para a Habitação, onde será responsável pela reforma do mercado imobiliário holandês e pelo aumento da oferta de habitação.
  • Ministro da Educação, Cultura e Ciência: Robbert Dijkgraaf (D66). Cientista ligado a Princeton nos Estados Unidos e apresentador popular de palestras científicas na televisão, Dijkgraaf é considerado a nomeação surpresa do governo.
  • Ministro das Escolas: Dennis Wiersma (VVD). Actualmente membro do Parlamento com experiência em administração, Wiersma é secretário de estado dos assuntos sociais em exercício desde Agosto.
  • Ministra da Defesa: Kajsa Ollongren (D66). Ministra dos Assuntos Internos no actual governo, Ollongren tem dupla nacionalidade, sueca e holandesa.
  • Ministro das Infra-estruturas e Hidrovias: Mark Harbers (VVD). Harbers foi secretário de estado pela imigração na administração anterior, mas foi forçado a renunciar em 2019 após uma polémica causada por um relatório sobre crimes de refugiados.
  • Ministra da Economia e do Clima: Micky Adriaansens (VVD). Senadora desde 2019 e directora da Twynstra Gudde, Adriaansens iniciou a sua carreira como advogada.
  • Ministro do Clima e Energia: Rob Jetten (D66). Actual líder do grupo parlamentar D66, Jetten é duro no discurso sobre mudanças climáticas e a sua nomeação é vista como uma cereja no topo do bolo para o seu partido.
  • Ministro da Agricultura, Natureza e Qualidade Alimentar: Henk Staghouwer (CU). Executivo do conselho provincial de Groningen com responsabilidade pela agricultura, natureza e mar de Wadden e proprietário de uma cadeia de padarias.
  • Ministra das Questões de Natureza e Azoto: Christianne van der Wal (VVD). A presidente do CDA e executiva do conselho provincial em Gelderland responsável pela economia e inovação tem o trabalho de reduzir a poluição por compostos de azoto.
  • Ministra dos Assuntos Sociais e Emprego: Karien van Gennip (CDA). Foi secretária de estado de Jan Pieter Balkenende e a primeira deputada a usufruir da licença de maternidade. Ela é formada em física pela TU Delft e actualmente trabalha para o ING.
  • Ministra da Estratégia Contra a Pobreza, Participação e Pensões: Carola Schouten (CU). Filha de um agricultor e ministra da Agricultura no governo anterior, Schouten muda para o novo cargo de Participação e Pensões.
  • Ministro da Saúde, Bem-estar e Desporto: Ernst Kuipers (D66). Presidente do centro médico da Universidade Erasmus e chefe da rede nacional de cuidados intensivos, Kuipers tornou-se uma personalidade proeminente durante a pandemia de covid-19.
  • Ministra dos Cuidados de Longa Duração e Desporto: Conny Helder (VVD). Directora de um grupo de lares de idosos e presidente da organização nacional Actiz, Helder chegou às primeiras páginas com as suas preocupações sobre o coronavírus no sector de lares de idosos.

Secretário(a) de Estado

  • dos Impostos: Marnix van Rij (CDA). Ex-conselheiro fiscal, Van Rij foi presidente do CDA durante o ano passado. Sua esposa é americana.
  • dos Benefícios e Alfândegas: Aukje de Vries (VVD). De Vries, de Groningen, é deputada desde 2012 e agora é responsável por resolver o escândalo fiscal dos subsídios de uma vez por todas. 
  • da Juventude e Prevenção: Maarten van Ooijen (CU). Aos 32 anos, Van Ooijen é o membro mais jovem da nova administração. Actualmente é responsável pelo bem-estar, desporto e integração no Município de Utrecht. 
  • das Minas: Hans Vijlbrief (D66). Ex-funcionário público, Vijlbrief foi secretário de estado dos impostos no anterior governo e agora está encarregado de resolver o problema da compensação de gás de Groningen. 
  • das Infra-estruturas e Hidrovias: Vivianne Heijnen (CDA). Responsável pela regionalização, habitação e inovação social no Município de Maastricht, Heijnen é a única pessoa de Limburg na nova administração. 
  • da Defesa: Christophe van der Maat (VVD). Responsável pela mobilidade e finanças no conselho provincial de Noord-Brabant desde 2015, Van der Maat foi anteriormente um funcionário público. 
  • da Cultura e Média: Gunay Uslu (D66). A historiadora cultural Uslu faz parte da directoria de vários museus. Ela também esteve envolvida na empresa de viagens Corendon, de seu irmão.
  • para Asilo e Imigração: Eric van der Burg (VVD). Ex-líder do VVD em Amsterdam, Van der Burg é actualmente senador. Mais famoso por sua declaração de 2017 "quanto mais refugiados, melhor". 
  • para os Assuntos do Reino e Digitalização: Alexandra van Huffelen (D66). Ex-chefe da empresa de transporte público de Amsterdam, Van Huffelen foi secretária de estado das finanças, encarregada de resolver o escândalo fiscal dos subsídios.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.