Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Espião Russo Tentava Trabalhar No Tribunal Penal Internacional

Imagem print scr AIVD

O serviço de segurança holandês AIVD descobriu um cidadão russo que se fazia passar por brasileiro para conseguir trabalho no Tribunal Penal Internacional em Den Haag. O homem já havia sido aceite como estagiário quando foi preso no aeroporto de Schiphol em Maio, disse o chefe da AIVD, Erik Akerboom.

 

É raro que um oficial de uma secreta com tal calibre seja preso, disse Akerboom. O homem, identificado pelo AIVD como Sergey Vladimirovich Cherkasov, trabalhava para o serviço de inteligência russo GRU. "Esse tipo de oficial de uma secreta é mais conhecido como ilegal: alguém que recebeu um treino muito longo e extenso", disse o AIVD em comunicado.

Estes ilegais são difíceis de serem identificados pelas agências de inteligência porque usam um pseudónimo. Dessa forma, eles podem operar sob o radar por um longo período de tempo e continuar a realizar actividades de espionagem. Ao se passarem por estrangeiros, os ilegais podem aceder a informações normalmente inacessíveis a um russo."

Se Cherkasov tivesse conseguido trabalhar para o TPI, ele teria acesso a muitas informações e pessoas que seriam "extremamente interessantes para o GRU russo", disse Akerboom. Ele também podia ter sido capaz de influenciar casos no TPI. O tribunal está actualmente a realizar investigações de possíveis crimes de guerra cometidos por soldados russos na Ucrânia.

O homem, que usava o nome de Victor Muller Ferreira, foi repatriado directamente para o Brasil como estrangeiro ilegal no país. Uma cópia fortemente censurada do seu processo foi anexada ao comunicado de imprensa do AIVD e tornada pública. A Holanda expulsou mais de 20 pessoas suspeitas de espionagem nos últimos anos.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.