Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Conferência de Imprensa. Holanda Volta ao Confinamento Parcial Até Janeiro

foto: difisher por Pixabay

 

Primeiro Ministro Mark Rutte e Ministro da Saúde Hugo de Jonge atenderam hoje a mais uma conferência de imprensa sobre as medidas de combate à pandemia de covid-19. Com os números a baixar, há boas notícias... mas não para todos.

"Temos que levar em conta que as restrições continuarão a ser aplicadas até meados de Janeiro para combater o corona vírus." Foi o que disse o Ministro da Saúde na conferência de imprensa. "Se os números de contaminações continuarem a cair, pode haver um alívio cauteloso em meados de Dezembro." Mas isto não quer dizer que a restauração vá reabrir já no próximo mês. Em Dezembro o Governo espera que as infecções diárias não ultrapassem os 3.600 casos e não mais de 10 novos internamentos diários, para que assim possa aplicar um maior relaxamento em algumas das medidas.

Medidas

Na conferência de imprensa, ambos os ministros confirmaram que as medidas extra, anunciadas há duas semanas, deixam de fazer efeito amanhã à meia-noite. "Essas medidas funcionaram, ou melhor, nosso comportamento funcionou", disse o Primeiro Ministro Rutte. Ainda assim, de acordo com o Primeiro Ministro, ainda há espaço para melhorias. Especialmente nos supermercados e outras lojas, onde as pessoas podem cumprir melhor as regras e também em casa. Isso significa, sempre que possível, trabalhar mais em casa e receber menos visitas. No início de Dezembro, o Governo espera poder deixar mais claro as possibilidades em torno do Natal. "Todos nós ansiamos por estar mais juntos e menos sozinhos em casa", disse o Ministro De Jonge, mas acrescentou: "Devemos ter cuidado para não iniciar uma terceira onda no Natal."

Agora que as medidas extra de há duas semanas atrás não foram renovadas, voltamos ao confinamento parcial de 13 de Outubro. Museus, bibliotecas públicas e teatros podem reabrir, mas o sector da restauração permanecerá por enquanto fechado.

Máscaras e Testes

A partir de 1 de Dezembro vamos também assistir a mudanças. O uso de máscara de protecção passará a ser obrigatório em espaços públicos fechados e via pública, onde indicado pelas autoridades locais. Também a partir de 1 de Dezembro, pretende-se que todas as pessoas que tenham estado em contacto com uma pessoa infectada sejam testadas, mesmo não apresentando queixas. Esse teste deverá acontecer 5 dias depois da indicação de contacto com um contaminado por via da aplicação Corona Melder ou pesquisa de contactos da GGD. Aqueles que apresentem um teste negativo não necessitam de realizar a quarentena.

Vacina

O Ministro De Jonge abordou também o tema da vacinação e da aparente não disposição da população para a tomar. "As pessoas estão preocupadas com a velocidade com que a vacina está sendo desenvolvida, mas se ela não for segura e eficaz, não será aprovada”, disse o Ministro. “Todos os processos que normalmente acontecem na sequência de desenvolvimento e produção agora estão rodando em paralelo. Por isso mais rápido."

De Jonge também enfatizou que não haverá vacinação obrigatória. A vacinação poderá começar nos primeiros meses de 2021, pensa o Ministro.