Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Como é o Processo de Vacinação na Holanda?

Imagem de torstensimon por Pixabay

 

Como é feita a vacinação na Holanda? Como estrangeiro a viver no país, tenho direito à vacina? Quando vou ser chamado? Quanto custa a vacina? Estas e outras perguntas chegam-nos à nossa caixa de mensagens. Muitas dúvidas e desconhecimento do processo de vacinação também. Eis aqui a resposta a muitas destas perguntas.

 

A estratégia de vacinação na Holanda começou tarde em relação a outros países europeus. Começou tarde e continua lenta, com pouco mais de 1 milhão de pessoas vacinadas até ao final do primeiro trimestre, num total de mais de 17 milhões de habitantes. A juntar a isso, os atrasos na entrega de lotes, principalmente da AstraZeneca, destinada à maioria da população. Segue no entanto com vacinas de outros fornecedores e mantém-se a estratégia definida pelo governo. Até ao final do terceiro trimestre, toda a população deverá estar vacinada contra o covid-19.

O Contacto

A vacina é administrada após marcação do destinatário da mesma. A notificação para a vacina é feita através de carta da GGD, recentemente alargada a médico de família, clínicas e especialidades e deverá depois marcar por telefone o dia e hora em local de melhor conveniência. A vacina é dada apenas após marcação e é gratuita. No caso de vacinas administradas em duas doses, deverá ser realizada marcação para ambas, com três semanas de separação entre elas. O vacinado não deverá tomar a vacina se estiver infectado com coronavírus ou em gestação. Durante o contacto telefónico para a marcação, deverá responder a um pequeno inquérito.

Quer assim dizer que a vacina é também oferecida aos estrangeiros devidamente legalizados no país. A GGD usa o banco de dados nacional para o contacto com a população. Mesmo sendo estrangeiro, mas devidamente registado e com seguro de saúde, vai ser contacto por carta e convidado a realizar a marcação para uma vacina. A informação de vacinação fica depois registada numa base de dados do RIVM, o Instituto Nacional de Saúde Pública e Ambiente.

Pessoas dos 60 aos 64 anos com indicação médica já começaram a receber a notificação esta semana. Em meados do segundo trimestre deverá arrancar a vacinação geral da população sem indicação médica.

A vacina para o covid-19 é gratuita e facultativa.

As Vacinas Disponíveis

Há várias farmacêuticas que fornecem a vacina para o covid-19 e elas são destinadas a grupos específicos. Por essa razão, o vacinado não poderá escolher qual a que quer tomar. Para a população geral com indicação médica não urgente e para a saudável, estão destinados os lotes de vacinas da anglo-sueca AstraZeneca em duas doses e a partir de Junho, da alemã CureVac que usa a tecnologia ARNm. Está também previsto o uso da vacina dos laboratórios Johnson & Johnson em parceria com a holandesa Janssen. Esta vacina usa o método tradicional de fabrico e será administrada em apenas uma dose.