Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Amsterdam Quer Proibir Turistas Estrangeiros de Frequentar Coffeeshops

Imagem de DimStock por Pixabay

 

Os turistas estrangeiros serão proibidos de frequentar coffeeshops em Amsterdam no futuro, de acordo com o jornal Parool. Em uma carta ao conselho municipal da cidade, a burgomestre Femke Halsema, o Ministério Público (OM) e a Polícia disseram que, no futuro, apenas os residentes terão acesso às lojas para comprar e fumar cannabis.

Os esforços para reduzir a criminalidade ligada à indústria nas últimas duas décadas reduziram o número de coffeeshops em Amsterdam de 283 para 166, mas a demanda por drogas continua a aumentar, de acordo com a carta. Os chamados turistas da cannabis contribuíram para isso, diz Halsema. Antes do surto do coronavírus, 1.5 milhões de turistas estrangeiros por mês visitavam coffeeshops. Halsema também aponta que a pesquisa sugere que uma grande proporção de turistas estrangeiros não viria à capital se não poderem ir a uma coffeeshop. Nos últimos meses, aumentaram os pedidos de políticos, empresas, agências de turismo e residentes da capital holandesa para fazer cumprir uma lei nacional que diz que apenas os residentes podem comprar nos coffeeshops.

Ela nunca foi aplicada em Amsterdam por causa de preocupações de que a medida levaria o comércio para as ruas. “Não estamos a caminhar para uma Amsterdam sem cannabis porque os coffeeshops pertencem à cidade”, disse Halsema, de acordo com o jornal Parool. "Mas há um desejo enorme de mudar o turismo. A liberdade que temos na Holanda não deve ser uma licença para grandes grupos de jovens andarem a vomitar nos canais porque fumaram e beberam demais."

A burgomestre também pretende limitar o número de coffeeshops e regular o fornecimento com uma nova "marca de qualidade". Embora os coffeeshops sejam de responsabilidade da cidade, a nova proposta será discutida pelo conselho municipal de Amsterdam para traçar planos definitivos, e também haverá um período de transição antes que qualquer decisão seja aplicada.

A Cannabis Livre

Ao contrário do que muitos pensam, o consumo de cannabis e outras drogas leves não é livre na Holanda. Estas drogas e seu consumo são toleradas sim pela sociedade e pela lei que as descriminaliza, mas esta indústria é fortemente regulada e controlada pelas autoridades municipais. Apenas os coffeeshops devidamente licenciados têm permissão de venda. O consumo e venda na via pública é igualmente proibido e punido por lei como tráfico. 

Também o cultivo em larga escala é proibido no país. Os coffeshops têm limites de quantidade estipulados e fornecedores legalizados. Com o excesso de turismo da cannabis, os coffeeshops recorrem muitas vezes a produtores ilegais para satisfazer a clientela. Daí, por vezes, tomarmos conhecimento de estufas de cannabis que são descobertas em sótãos, caves, estufas abandonadas ou armazéns na Holanda.