Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Uma Descida Que Se Nota. Em Um Mês, Preço Cai Cerca De 30 Cêntimos

Imagem de Alexander Fox | PlaNet Fox por Pixabay

O preço do litro do gasóleo caiu acentuadamente em novembro, segundo dados da UnitedConsumers. O preço sugerido era de 2,25 euros no início deste mês, três semanas depois esse preço é de 1,928 euros. Uma redução de mais de 30 cêntimos por litro.
 
 

Devido à queda acentuada, o preço do gasóleo está agora no seu ponto mais baixo desde o início de março e aproxima-se dos níveis pré-guerra na Ucrânia. Desde a invasão russa e o consequente choque no mercado, os preços dos combustíveis subiram acentuadamente. No entanto, o preço atual ainda é significativamente mais alto do que nos anos anteriores.

O declínio começou no final de outubro, depois de os efeitos das greves nas refinarias de petróleo francesas diminuírem. Devido às paralisações, os franceses tiveram que procurar no exterior o combustível, principalmente o gasóleo. Isso fez o preço subir.

Além disso, o preço do petróleo, principal ingrediente do combustível, caiu nas últimas semanas. No início deste mês, o barril de petróleo Brent ainda custava cerca de 95 dólares (mais de 91 euros). Hoje é apenas $ 85,60, quase 10 por cento mais baixo.

Como resultado, não só o gasóleo, mas também a gasolina caiu de preço. Na sexta-feira, o preço sugerido para o litro da gasolina era de 1,95 euros, no início de novembro ainda era de 2,15 euros.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

39.000 Empresas Terão De Devolver Subsídios Recebidos Durante A Pandemia

Imagem de Aracely Mitsu por Pixabay

Dezenas de milhares de empresas que receberam o apoio salarial do governo há mais de dois anos por causa da pandemia de covid-19 vão ter de reembolsar o dinheiro. Até agora, trata-se de 39.000 empresas, das quais a instituição UWV quer um total de 1,4 mil milhões de euros de volta.

 

 

Mas também existem empregadores que têm direito a um subsídio salarial complementar. Por exemplo, a companhia aérea KLM tem direito a 59 milhões de euros adicionais para o período de junho a setembro de 2020.

Devido à Medida de Emergência Temporária (Noodmaatregel Overbrugging Werkgelegenheid), abreviada para NOW, os empregadores tiveram parte dos custos salariais reembolsados ​​no caso de uma perda significativa de volume de negócios como resultado da pandemia. Este arranjo destinava-se a evitar perdas maciças de empregos.

O valor a que os empregadores tinham direito dependia da perda final de rendimento e dos custos salariais. Mas a UWV realizou alguns pagamentos antecipados com base na perda estimada de faturação.

Entre junho e setembro de 2020, segundo período em que o dinheiro do NOW ficou disponível, a UWV concedeu adiantamento a mais de 63.500 empregadores. Sabe-se agora que só 55.000 empregadores tinham direito definitivamente naqueles meses.

Cerca de sete em cada dez empregadores devem reembolsar o apoio NOW. Para 42 por cento, diz respeito mesmo à totalidade do apoio recebido porque a perda de volume de negócios não foi suficientemente grande ou o empregador renunciou ao apoio. Há também um pequeno grupo de empregadores que não indicou de todo a perda no volume de negócios e, por isso mesmo, terá que reembolsar tudo o valor recebido.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

1,5 Mil Milhões de Subsídios Para Empresas De Energia Sustentável Tem De Ser Devolvidos

Imagem de Michael Schwarzenberger por Pixabay

Projetos de energia sustentável receberam mais de 1,5 mil milhões de euros a mais em subsídios nos últimos dois anos. O adiantamento que receberam foi excessivo devido ao aumento dos preços da energia e agora deve ser reembolsado, escreve o ministro do Clima, Rob Jetten, à Câmara dos Deputados. Ainda não se sabe como o governo pode recuperar o dinheiro.
 
 

Os proprietários de parques solares, furos geotérmicos e outros projetos de energia sustentável podem receber um subsídio através do chamado esquema SDE++. Isso garante que essas empresas recebam um determinado preço pela energia produzida, tornando mais atraente o investimento em projetos sustentáveis.

Quando os preços da energia estão extremamente altos, como agora, a maioria dos projetos perde o direito a esses subsídios, sendo que eles passam automaticamente a lucrativos e o governo basicamente fecha os cordões à bolsa.

Mas os valores dos subsídios que esses projetos de energia recebem são determinados antecipadamente com base em preços estimados de energia. Devido ao aumento inesperado e acentuado destes preços, o governo pagou 900 milhões de euros a mais em adiantamentos no ano passado. Apenas 400 milhões de euros foram reembolsados ​​pelos beneficiários, escreve Jetten à Câmara.

Este ano o montante aumentou ainda mais, pelo que cerca de 1,2 mil milhões de euros ainda têm de ser recuperados junto das empresas energéticas. Ainda não se sabe exatamente como isso é possível.

Como os preços da energia continuam altos, a maioria dos projetos não receberá adiantamentos no próximo ano. Como resultado, a agência responsável por esses subsídios, RVO, não pode compensar os pagamentos de subsídios anteriores. "Portanto, explorarei a melhor maneira de lidar com isso junto com a RVO no próximo período", escreve Jetten. Ele está a analisar se uma "abordagem mais coerciva" é necessária para que esse dinheiro seja devolvido ao tesouro do estado.

Evitar Lucros Excessivos

Este ano, quase 14 mil milhões de euros em subsídios para empresas sustentáveis foram solicitados, relata Jetten. O orçamento disponível era de 13 mil milhões de euros, embora se espere que apenas parte dele seja gasto. Isso depende dos preços de mercado nas próximas duas décadas.

Assim como no ano passado, mais da metade do dinheiro foi solicitado por projetos que querem capturar e armazenar as emissões de CO2 da indústria. Se todos esses projetos fossem adiante, eles economizariam mais de 3 milhões de toneladas de emissões de CO2 por ano.

O número de pedidos de subsídios por parte de parques solares caiu drasticamente. Isso provavelmente está relacionado aos problemas de capacidade na rede elétrica, escreve Jetten. Como resultado, em muitos lugares não há mais espaço para injetar energia solar em grande escala.

Em comparação com o ano passado, foram aplicados consideravelmente mais subsídios para projetos de energia geotérmica. Cada vez mais municípios pretendem aquecer as casas de forma sustentável com o calor que é extraído através de furos geotérmicos de profundidade. O calor geotérmico também está a ser usado para substituir o uso de gás natural em estufas.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Recolha De Garrafas Nas Principais Estações. Depoósito É Devolvido Através De Tikkie

Imagem de Darko Djurin por Pixabay

Até ao final deste ano, será possível entregar as suas garrafas com depósito nas cinco maiores estações de NS e receber o dinheiro de volta por meio de um Tikkie. Nas estações de Utrecht, Amsterdam, Rotterdam, Den Haag e Eindhoven. Utrecht Centraal estreou já o novo sistema. Em uma semana, cerca de 1.500 garrafas foram entregues nas quatro máquinas de venda automática.
 
 

A intenção é eventualmente ter pontos de recolha de garrafas e posteriormente também latas em cinquenta estações de comboio. Garrafas de latas de água, sumo e refrigerantes são muito vendidos nas estações e muitas vezes acabam no lixo.

"Há um depósito de 0,15 euros em cada garrafa pequena", diz um porta-voz da NS. No entanto, as pessoas ainda os atiram para o lixo com facilidade. É incómodo levar a garrafa na viagem e eventualmente entregá-lo em um supermercado ou em outro ponto de venda.

Antes da introdução do depósito nas garrafas, dezenas de milhões de garrafas acabavam no lixo das estações todos os anos. Nenhum número é ainda conhecido sobre as latas. “Tanto as garrafas quanto as latas são muito vendidas nas estações”, diz o porta-voz.

Você pode receber o valor por meio de um Tikkie na sua própria conta ou doar para uma instituição de caridade: a Plastic Soup Foundation.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Empresas Podem Vir A Receber 120% Do Seu Valor Em Indemnização Devido às Emissões De Azoto

Imagem de Ryan McGuire por Pixabay

O governo vai oferecer uma indemnização extraordinária para cerca de três mil empresas que tenham de fechar portas devido às elevadas emissões de azoto nas proximidades de reservas naturais. Se uma empresa fechar, o proprietário fica com até 120% do valor da empresa. Isso foi decidido pelos ministros relevantes na terça-feira.
 
 

As empresas que recebem a indemnização extraordinária podem optar por parar, mudar ou investirem em condições mais sustentáveis. Eles não são obrigados a aceitar a oferta. Mas a falta de cooperação levará a requisitos ambientais mais restritos.

O novo regulamento segue o conselho de Johan Remkes, que mediou no verão passado o conflito entre o governo e grande parte do setor agrícola. Remkes aconselhou, entre outras coisas, a combater os maiores emissores de azoto dentro de um ano.

A maioria dos maiores poluidores de azoto são agropecuárias, mas também existem empresas industriais. Para ser elegível para esta possibilidade, as empresas não precisam necessariamente parar completamente. Elas podem se tornar mais sustentáveis ​​ou mudar para um lugar fora das zonas de natureza vulnerável.

Novas Regras Devem Dar Mais Espaço Ao Azoto

As novas regras devem fornecer mais espaço ao azoto para ajudar as empresas que tiveram problemas após uma decisão do Conselho de Estado em maio de 2019. Por causa dessa decisão, milhares de empresas precisaram de um dia para outro de uma autorização para continuarem a trabalhar legalmente.

Além disso, as novas regras para o azoto pode resolver os pedidos de permissão para construção e criação de infraestruturas. Quanto renderá custar ao certo todo o plano, deverá ser conhecido no outono de 2023.

O governo espera apresentar um plano completo na sexta-feira para reduzir as emissões de azoto. Será também informado que as empresas poluidoras terão de pagar pelo emissão do seu azoto.

Grupos De Agricultores

Para os grupos de agricultores Farmers Defence Force (FDF) e Agractie, a voluntariedade é o mais importante. O responsável pela Agractie, Bart Kemp, conversou na terça-feira com os ministros Christianne van der Wal (Natureza e Azoto), Piet Adema (Agricultura) e Mark Harbers (Infraestrutura e Gestão de Água).

"Fizemos progressos tanto em termos de processo quanto de conteúdo, e já era hora", diz Kemp. Ele "não é pessimista antecipadamente" sobre os planos, embora aguarde a sua elaboração. Mas ele critica a possibilidade de o governo impor requisitos ambientais mais rígidos aos agricultores que não pretendem aderir voluntariamente.

A FDF questiona a forma como o governo determina quais as empresas que são as maiores emissoras de azoto. De acordo com o grupo, são "suposições distorcidas" nas quais o governo se baseia.

Johan Vollenbroek, do grupo ambientalista MOB, chama de "bom em princípio" se o governo tomar medidas para reduzir o número de poluidores. "A questão é se é suficiente", diz ele. Outra questão é se a Comissão Europeia aprovará o plano, diz Vollenbroek.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Greve Do Post-NL Cancelada Para Hoje. Para Sexta e Sábado Mantém-se O Pré-Aviso

Imagem de meineresterampe por Pixabay

A greve dos funcionários do PostNL anunciada para esta terça-feira foi cancelada porque ambas as partes vão negociar novamente. Esse é o resultado de um processo sumário que foi levado ao tribunal de Den Haag na segunda-feira. Uma greve na Black Friday (próxima sexta-feira) ainda se mantém prevista por enquanto.
 
 

A FNV e alguns dos funcionários do PostNL querem salários mais altos e querem reforçar essa exigência com uma greve. A empresa postal teme que cartas urgentes, como correspondência médica, não sejam entregues a tempo.

O PostNL e o sindicato discutirão isso durante o dia de hoje. A greve inicialmente anunciada para terça-feira foi assim cancelada. Uma greve nacional maior na sexta-feira, 25, e no sábado, 26 de novembro, não foi cancelada.

O PostNL foi ao tribunal para impedir as greves. O juiz quer esperar primeiro pela nova negociação de hoje. Se nada for resolvido, o tribunal decidirá ainda hoje se deve permitir a greve para sexta e sábado.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Willem Engel Do Viruswaardheid Na Mira Do Ministério Público

Imagem de Sander Koning via ANP Kippa

Esta segunda-feira, o Ministério Público (MP) pediu uma pena de 180 horas de serviço comunitário e uma pena suspensa de 3 meses de prisão contra Willem Engel por sedição (incitação ao crime).
 
 

O MP está a acusar o homem de 45 anos de Rotterdam por uma série de mensagens inflamatórias nas redes sociais relacionadas à pandemia e covid-19. “O suspeito passa dos limites, goza deles e, na visão do Ministério Público, os ultrapassa”, disse o promotor público.

Em junho de 2020, as manifestações do grupo de protesto de Engel, Viruswaarheid, foram proibidas em Den Haag na Malieveld. Engel então escreveu no Twitter que as pessoas não poderiam ser impedidas de vir. Mais de quatrocentas pessoas foram assim detidas a 21 de junho de 2020, após o início dos distúrbios.

Engel tinha mais de 10.000 seguidores no Twitter e no Facebook durante a pandemia de covid-19. Com as suas mensagens, ele exortou os seus seguidores a cometer crimes ou a aceitar conscientemente a possibilidade de fazê-lo, segundo o oficial. Engel convocou os seus seguidores no Twitter para fotografar funcionários de "autocarros idiotas", por fazerem valer a regra do uso de máscara nos transportes públicos ou ligar para uma casa de repouso da terceira idade com palavras ameaçadoras porque foi fechada para visitantes devido a um surto de covid-19. Engel nunca se distanciou de suas declarações.

Viruswaarheid também convocou através da conta do Twitter de Engel em junho do ano passado para "virem namorar" se as pessoas quisessem vir à manifestação proibida em Malieveld. “O suspeito incorre em infração penal ao convocar para uma manifestação, enquanto essa está proibida”, disse o MP.

Surpreendido Com O Pedido Do MP

Engel disse no tribunal que ficou surpreso com o fato de estar no banco de réus. "Obviamente não é sedição, é uma questão política", disse ele. O responsável do Viruswaarheid diz que teve cuidado e precaução nas suas mensagens das redes sociais. O seu advogado chama a sentença pedida de "desproporcional".

Engel foi detido numa secção eleitoral em Rotterdam na quarta-feira, 16 de março, no dia das eleições municipais. Ele passou duas semanas sob custódia e logo após sua libertação deu uma entrevista a um canal no YouTube. Como resultado, ele acabou por ser detido novamente por vários dias.

O tribunal decidirá a 16 de janeiro a sentença.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

A Primeira Queda De Neve Desta Temporada Outono/Inverno

Imagem de Portugueses na Holanda

A KNMI alerta para o piso escorregadio devido à queda de neve no nordeste do país. O aviso amarelo foi declarado para as províncias de Friesland, Groningen, Drenthe, Overijssel, Flevoland e norte de Gelderland.
 
 

De acordo com o KNMI, localmente podem cair entre 1 e 3 centímetros de neve. A queda de neve pode causar estradas escorregadias e má visibilidade durante a madrugada e manhã de segunda-feira.

Como a temperatura do solo ainda está acima de zero, a neve deverá derreter mais rapidamente, mas durante a madrugada, a temperatura do solo deverá cair. Se a precipitação de neve continuar durante a noite, poderá permanecer mais tempo no solo.

Assim, na manhã de segunda-feira, as pessoas destas regiões podem acordar com a paisagem branca com a neve. A maioria dos modelos meteorológicos espera alguns centímetros de neve em Flevoland, Overijssel e Drenthe. Em alguns locais, pode cair até uma camada de 7 centímetros de neve.

Espere assim também alguns transtornos com o trânsito mais lento e acidentes na sua viagem matinal nestas regiões.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Falta De Pessoal Qualificado Pode Ser Preenchido Com Refugiados, Mas Regras Terão De Mudar

Imagem de kzd por Pixabay

Estudou durante anos, ganhou experiência de trabalho e então rebentou a guerra. Quando chegam à Holanda, muitos refugiados não conseguem trabalhar na posição para a qual estudaram e ganharam experiência. Enquanto isso há uma grande escassez de pessoal em muitos setores na Holanda. Porquê é que os migrantes não podem trabalhar no seu nível de estudos?
 
 

Na Holanda, um migrante ou detentor de estatuto de refugiado não pode simplesmente trabalhar em qualquer lugar, diz Evita Bloemheuvel, porta-voz do Conselho Holandês para os Refugiados. "Os empregadores muitas vezes impõem altos requisitos e o procedimento de asilo tem muitas verificações. Por exemplo, os diplomas obtidos no estrangeiro devem ser inspecionados pela instituição DUO, pertencente ao Ministério da Educação. Durante esta inspeção, é verificado qual o diploma holandês é equivalente ao diploma do refugiado."

Portanto, é possível que o DUO classifique um diploma sírio, afegão ou ucraniano a um nível inferior ao que era originalmente no país de origem. Diz Bloemheuvel: "Se isso acontecer, o refugiado pode fazer um curso para ampliar o seu conhecimento. Dessa forma, ele pode eventualmente fazer trabalhos ao seu nível de estudos, como na área da saúde."

Bom Domínio Da Língua Holandesa

Mas uma educação adequada muitas vezes não é suficiente, diz Bloemheuvel. "Conheço um homem que tinha a sua própria academia no Irão. Ele treinou atletas de alta competição e fala inglês fluentemente. No entanto, ele procura emprego na Holanda há mais de um ano. Ele não é contratado para cargos superiores porque o seu holandês é não é bom o suficiente e para um 'personal trainer' isso só não chega. Ele ficou a meio da sua carreira, assim como muitos outros."

Muitos empregadores querem que os seus funcionários falem holandês a um bom nível. "Isso faz sentido, mas muitas vezes é possível encontrar uma solução para que a barreira do idioma seja a menor possível", explica Bloemheuvel. "Coloque alguém em um lugar onde a comunicação é menos importante, como na cozinha do setor da alimentação. Ou ajude o migrante e ensine-lhe os termos mais importantes. Muitos refugiados ucranianos tiveram assim sucesso."

Pieter Vermeer da JobOn, uma comunidade nacional para candidatos a emprego, concorda. "Existem muitos preconceitos entre os empregadores, como a barreira do idioma, que muitas vezes desaparecem quando o empregador conhece a pessoa. Aí ele realmente vê quanto potencial alguém tem. Algo que não é visível apenas com um currículo."

Conhecerem-se Um Ao Outro

Bloemheuvel acrescenta: "Os refugiados muitas vezes têm uma lacuna no seu currículo. Isso ocorre porque eles deixaram de trabalhar devido à guerra e o processo de integração na Holanda leva muito tempo." Por exemplo, um refugiado não pode trabalhar durante os primeiros seis meses da sua entrada na Holanda. “O que faz essa lacuna aumentar mais, sem que o refugiado possa fazer nada a respeito”, diz Bloemheuvel. "Uma entrevista pessoal pode impedir que alguém seja rejeitado apenas por uma leitura do currículo."

Acrescenta Vermeer: ​​"O empregador não precisa oferecer um emprego imediatamente, mas conversar é interessante para ambas as partes. O migrante aprende mais sobre o mercado de trabalho holandês e o empregador conhece todo um novo grupo de funcionários."

De acordo com Vermeer, a Holanda deve investir em refugiados e trabalhadores migrantes. "Isso vale não só para o governo, mas também para os empregadores. Há falta de pessoal e essa é uma solução possível. Essas pessoas querem trabalhar e nós precisamos de gente."

Cuidados

No entanto, deve-se tomar cuidado para que os refugiados altamente qualificados não sejam colocados apenas em profissões indiferenciadas, adverte Vermeer. "No curto prazo, tudo bem. As pessoas geralmente gostam de arregaçar as mangas. Mas, no longo prazo, elas precisam de um desafio. Portanto, cabe a nós oferecer o desafio."

E isso não se aplica apenas aos refugiados de guerra. "Muitos trabalhadores migrantes chegam à Holanda. Considere, por exemplo, o pessoal de TI da Índia. Eles trazem as suas esposas, que muitas vezes também são licenciadas. Perdemos muito conhecimento se não oferecemos um lugar na área para todas essas pessoas."

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Ministro Dos Negócios Estrangeiros, Wopke Hoekstra, De Visita à Ucrânia

Imagem de ANP

O ministro Wopke Hoekstra dos Negócios Estrangeiros está atualmente em Kyiv para uma reunião com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky. Durante a visita, Hoekstra e todos os presentes tiveram que se proteger num abrigo anti-bomba devido a um ataque aéreo. Foram ouvidas explosões por toda a cidade.
 
 

Depois de Hoekstra ter acabado uma declaração à imprensa na terça-feira durante a visita ao Conselho de Segurança Nacional da Ucrânia, o alarme de ataque aéreo fez-se ouvir na capital ucraniana. Logo depois foram ouvidas explosões e o grupo imediatamente se abrigou. Um míssil caiu perto do prédio onde se encontravam. O abrigo foi abandonado por volta das 17h30 (horário holandês), depois de terem lá estado por quase três horas.

É a segunda visita de Hoekstra à capital ucraniana desde o início da invasão russa no final de fevereiro. Em maio, ele esteve em Kyiv com a sua homóloga alemã Annalena Baerbock.

A conversa entre Hoekstra e Zelensky estava marcada para o final do dia. Eles reuniram por cerca de 45 minutos.

Hoekstra prometeu à Ucrânia investir milhões de euros no próximo ano para financiar a investigação de crimes de guerra no país. "Os perpetradores devem ser responsabilizados", disse o ministro.

Segundo Hoekstra, a conversa foi principalmente sobre armas e o que mais a Holanda e os seus aliados podem fazer nessa área. Hoekstra não quis desenvolver mais sobre o assunto. O outro tema principal das negociações foi o acordo dos cereais e "como podemos garantir que Putin não use os cereais novamente como arma".

Hoekstra também recebeu um prémio de Zelensky. Foi condecorado com a Ordem do Príncipe Jaroslav, o Sábio. É sobretudo um “sinal de cordialidade e amizade” entre os dois países, responde o ministro à condecoração.

15 milhões de euros também foram falados na reunião, disse Hoekstra após consultar o seu colega ucraniano Dmytro Kuleba. O dinheiro destina-se, entre outras coisas, a investigações forenses sobre crimes de guerra. Marechaussee (Polícia Militar Real) e organizações privadas investigarão crimes nos quais a Rússia pode ser eventualmente responsabilizada.

Ucrânia Agradece À Holanda Por Toda A Ajuda

Kuleba agradeceu a Hoekstra por toda a ajuda. A Holanda tem fornecido apoio humanitário e militar ao governo de Kyiv desde o início da guerra em fevereiro. Segundo Kuleba, esse bom relacionamento oferece a oportunidade de firmar uma “parceria estratégica”. A Ucrânia pediu à Holanda tanques com munição e armas antiaéreas.

Hoekstra disse que a Holanda continuará a fornecer ajuda. "Putin pode parar esta guerra. Mas se não o fizer, devemos continuar a apoiar a Ucrânia na luta pela liberdade."

Hoekstra também está atualizado sobre o fornecimento de energia no país. Nas últimas semanas tem sido duramente atingido por ataques russos com drones e mísseis. O governo anunciou na semana passada que 110 milhões de euros estão prontos para ajudar a Ucrânia durante o inverno. Anteriormente, já haviam sido prometidos 70 milhões de euros para o mesmo objetivo.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Investimento Em Estrada E Transporte Público

Imagem de Rijkswaterstaat

O governo vai disponibilizar 4 mil milhões de euros para projetos de infraestrutura em todo o país. Os investimentos fazem parte de um montante total de 7,5 mil milhões de euros que o governo tinha negociado no acordo de coligação para tornar acessíveis novas áreas residenciais em construção e planeadas. O restante do dinheiro está destinado a investimentos em infraestrutura rodoviária (2,7 mil milhões de euros) e ciclovias (780 milhões de euros).
 
 

O ministro Mark Harbers e a secretária de Estado Vivianne Heijnen da Infraestrutura e Gestão da Água e o ministro da Habitação Hugo de Jonge, dividem entre estes ministérios o orçamento. O dinheiro será gasto em novas linhas ferroviárias, estradas e ciclovias. Além disso, o dinheiro está já a ser investido em linhas ferroviárias e estradas existentes.

Os ministros ressalvam que devido ao problema das emissões de azoto, aumento de preços e falta de trabalhadores, ainda há muita incerteza sobre a implementação e entrega dos projetos. No entanto, consideram importante “acelerar e continuar a trabalhar na acessibilidade e na habitação”.

No total, o governo está a investir cerca de 1,1 mil milhões no fluxo de tráfego nas estradas nacionais. Falamos na construção de novas estradas (801 milhões de euros) e investimentos em sistemas de tráfego (300 milhões de euros) que deverão garantir uma melhor fluidez do tráfego.

Randstad E Projetos Locais

Para além dos projetos já em andamento, o governo concluiu acordos com governos regionais para projetos locais. Por exemplo, a linha de metro Norte/Sul em Amsterdam será alargada para Schiphol e Hoofddorp. O Ministério da Infraestrutura também quer aumentar a capacidade na A10 Sul perto de Amsterdam. Essa é uma das estradas mais movimentadas do país.

Mais de 1,5 mil milhões de euros serão investidos em Zuid Holland na melhoria das ferrovias e estações entre Leiden e Dordrecht. Em Rotterdam estão a ser investidos mais de 600 milhões de euros nas ligações fluviais da cidade para a região. Isso envolve também a construção de pontes e túneis a atravessarem o rio Mass.

Em Noord Brabant, mais de 800 milhões de euros irão para a zona de Brainport Eindhoven. Em particular, o transporte público precisa ser expandido e melhorado neste local.

A intenção é que todos esses projetos tornem as novas áreas residenciais mais acessíveis. O governo estabeleceu anteriormente a meta de construir 900.000 novas casas até 2030.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Grande Incêndio Em Amsterdam Na Manhã De Domingo. Parte Do Edifício Acabou Por Ruir

Imagem de Inter Visual Studio/ Michel van Bergen

Um grande incêndio assolou um complexo de apartamentos em Amsterdam esta manhã de domingo. Parte do prédio acabou por ruir. A polícia considera o incêndio criminoso e já deteve uma pessoa. Segue-se uma investigação mais profunda para averiguar a seriedade do possível crime.
 
 

O alerta de fogo foi dado às 8h30 e só foi considerado controlado por volta das 13h30. Pelo menos 75 casas foram afetadas. Os bombeiros tentaram salvar a parte esquerda do prédio, que tem mais sessenta casas.

Até onde se sabe, ninguém ficou ferido. As primeiras informações davam conta de uma pessoa ferida e que foi levada ao hospital, mas um porta-voz do corpo de bombeiros disse mais tarde que essa informação estava incorreta. "Esta manhã a situação era bastante caótica e parecia haver uma pessoa ferida. Não é o caso", diz ele.

No entanto, seis pessoas foram observadas pelas equipas médicas no local por causa da grande quantidade de fumo que foi libertado.

O incêndio ainda levou várias horas a ser controlado. As autoridades aconselharam os moradores da zona a manter as janelas e portas fechadas e desligar a ventilação de suas casas.

Complexo Evacuado

O incêndio deu-se na Voetbalstraat em Amsterdam-Slotervaart, bem junto do nó de Nieuwe Meer entra a A10 e A4. No chamado Startblok Riekerhaven, um projeto de habitação para jovens refugiados que acabaram de receber uma autorização de residência (portadores de estatuto) e outros jovens da Holanda.

Segundo o Corpo de Bombeiros, 240 pessoas moram no complexo. No total, cerca de 350 moradores e moradores locais tiveram que deixar as suas casas. "Ainda não é conhecido ao certo quantas pessoas poderão voltar para suas casas ainda hoje", disse o porta-voz. Cerca de 135 pessoas estão atualmente acomodadas num pavilhão desportivo nas proximidades.

Parte do complexo acabou por ruir devido aos estragos estruturais causados pelo incêndio. Havendo alguns elementos que indicam fogo posto, a Polícia procedeu à detenção de um suspeito e segue agora com uma investigação mais profunda do caso.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

São Conhecidos Os Aumentos Nos Seguros De Saúde Para 2023

Imagem de Gerald Oswald por Pixabay

Todos os seguros de saúde anunciaram já os seus prémios de seguro. Significativamente mais altos para o próximo ano. Grandes seguradoras como a VGZ, Menzis e Zilveren Kruis aumentam os prémios das apólices de seguro básico mais populares num montante entre 7,50 e 9,30 euros.
 
 

Por exemplo, a VGZ aumentará o prémio em 9,30 euros em 2023 para um valor de 141,95 euros por mês, um aumento de 7%. O prémio da Menzis aumentará 6 por cento, um aumento de 8 euros por mês para 141,25 euros por mês.

O aumento dos seguros de saúde tem a ver com o envelhecimento da população, maior procura e preços mais altos para tratamentos e medicamentos. A inflação alta também desempenha um papel. Como resultado, os salários no setor de saúde e os custos de energia e materiais aumentarão, afirmam as seguradoras de saúde.

"Estamos bem cientes de que esta é uma mensagem difícil para nossos clientes", diz o diretor da Menzis, Dirk Jan Sloots. Segundo o diretor da VGZ, Frank Elion, o aumento é inevitável. "Entendemos que esta é uma quantia significativa. Especialmente num momento em que a vida rapidamente se torna muito mais cara, um aumento nos prémios de saúde é uma mensagem que preferimos não entregar."

CZ Usa As Suas Reservas 

Na Zilveren Kruis, os segurados pagarão mais 7,50 euros por mês, o que significa que o seguro básico custará 138,95 euros no próximo ano. Isso é quase 6% a mais.

A apólice de seguro básico mais popular da CZ também aumentará, para 138,50 euros por mês. A 3,75 euros, este aumento ascende a 2,8 por cento. Isso é muito menos em comparação com as outras seguradoras.

A CZ está a utilizar 110 milhões de euros das suas próprias reservas, saldos de prémios que não foram utilizados em anos anteriores. A seguradora de saúde tenta limitar os aumentos de prémios dos seus segurados.

No final de setembro, a seguradora de saúde DSW anunciou que aumentaria o prémio de cuidados de saúde em 9,75 euros para um valor de 137,50 euros por mês, um aumento de 7,6 por cento.

Mudar Até 31 De Dezembro

Em 2022, o valor mensal de um prémio aumentou em média 4 euros em relação a 2021. Pagamos uma média de 126,83 euros por mês este ano.

As seguradoras tiveram até este sábado para anunciar os seus prémios para 2023. As pessoas seguradas podem assim então considerar se querem continuar com a companhia de seguros ou mudar para outra seguradora de saúde até ao final do ano. De referir que o seguro de saúde é obrigatório nos Países Baixos.

Para compensar o aumento dos prémios de assistência médica, o governo vai aumentar o subsídio máximo de zorgtoeslag para pessoas de baixo e médio rendimento para 154 euros. A franquia permanecerá 385 euros no próximo ano. Além disso, o desconto de grupo em todas as apólices de seguro básico de saúde desaparecerá em 2023.

O aumento dos custos de saúde somam-se à escassez de dinheiro com a qual muitas famílias já estão a lidar. Nada menos que 42% da população teve um ou mais problemas de pagamento durante este ano, de acordo com a pesquisa do consultor Nibud. O prémio do seguro de saúde geralmente é pago com atraso.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Idade De Reforma Cada Vez Mais Longe

Imagem de Tom por Pixabay

A idade de reforma (AOW) vai aumentar três meses porque a esperança média de vida voltou a aumentar. A partir de 2028, as pessoas passam a receber a pensão do Estado aos 67 anos e três meses. Acaba assim a reforma aos 67 anos dos últimos dois anos.

 

O período covid-19 causou uma maior mortalidade na Holanda. Como resultado, a esperança média de diminuiu nos últimos dois anos. Mas, de acordo com novas previsões, voltaremos a envelhecer durante mais tempo nos próximos anos, segundo os cálculos do Instituto de Estatísticas (CBS). "Não vemos razão para supor que a tendência pré-corona não continuará", diz o investigador da CBS Ruben van Gaalen. "Portanto, esperamos que o aumento da esperança de vida continue."

De acordo com as últimas previsões, a esperança média de vida das pessoas de 65 anos em 2028 será de mais 21 anos. O desenvolvimento estrutural é que a Holanda está, em média, a envelhecer mais. A covid-19 causou uma quebra de tendência que, segundo Van Gaalen, foi "temporária".

A CBS sempre calculou a esperança média de vida para o futuro, para ajudar a determinar a idade de reforma. Com base nisso, o Ministro dos Assuntos Sociais determina anualmente a idade da reforma com uma visão a cinco anos. Desta forma, os trabalhadores mais velhos podem antecipar em tempo útil uma mudança na idade da sua reforma.

A fim de manter a idade da reforma (AOW) atualizada, a idade do AOW de 65 anos foi eliminada em 2013. O aumento da idade de reforma foi introduzida no primeiro governo de Rutte. Esse aumento foi mais tarde acelerado pelo seu segundo governo. Isso levou a protestos de sindicatos que estipulavam no Acordo de Pensão de 2019 que a idade de reforma aumentaria menos rapidamente. A idade atual de reforma AOW é de 66 anos e sete meses. Em 2023 e 2024, aumentará em três e dois meses, respetivamente.

Esperança De Vida

A idade de reforma AOW está diretamente ligada à esperança média de vida dos seus cidadãos. Inicialmente a intenção era que isso viesse a acontecer num rácio de um para um. Então as pessoas teriam que trabalhar mais um ano se a esperança de vida aumentasse também um ano. Este vínculo foi ajustado no Acordo de Previdência. Com o cálculo atual, dois terços do aumento da esperança de vida traduzem-se numa idade de reforma mais elevada em um terço. De acordo com essas projeções, a idade de reforma AOW será de 68 anos em 2039.

Nos anos de 2020 e 2021, a esperança de vida diminuiu. No entanto, de acordo com a CBS, a tendência ascendente começou novamente a subir. "O corona não terá efeito estrutural na esperança de vida das pessoas", diz o investigador Van Gaalen. "É verdade que mais pessoas morreram do que o esperado e que a esperança média de vida caiu nesse momento."

Existem todos os tipos de vantagens e desvantagens associadas à pandemia. A pandemia também levou a um desenvolvimento incrível na luta contra doenças infecciosas”. De acordo com Van Gaalen, o passado mostra que a tendência de subida acabará por continuar. “Se você observar a esperança de vida em outros países, verá que ainda não atingimos o teto. A esperança média de vida em países como França, Itália, Espanha e Japão é ainda maior. Na Europa, somos apenas um tamanho médio.”

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Mais Cidades A Proibir Fogos De Artifício No Ano Novo

Imagem de Nick por Pixabay

Amsterdam, Rotterdam e Haarlem estão entre as 12 cidades e vilas holandesas que proibiram a queima e lançamento de fogos de artifício durante as festividades do Ano Novo, informou a emissora NOS no fim de semana.

 

A NOS questionou 223 autarquias locais sobre os seus planos e apurou que 12 estão a introduzir uma proibição total, mais duas estão a ponderar fazê-lo no próximo ano e cerca de 10 planeiam fazê-lo no futuro. As cidades permitirão apenas pequenos fogos de artifício que são vendidos durante todo o ano e destinados a crianças. Os fogos de artificio profissionais deverão ser licenciados.

Fogos de artifício não foram permitidos durante as duas últimas celebrações do Ano Novo por causa das restrições do coronavírus, embora a proibição tenha sido amplamente ignorada. Este ano, por exemplo, 773 pessoas tiveram ferimentos relacionados com fogos de artifício durante as festividades de Ano Novo, de acordo com o órgão de segurança pública VeiligheidNL.

Oficialmente, fogos de artifício foram proibidos em todo o país desde 2020, já que o governo restringiu gradualmente a disponibilidade de fogos de artifício que podem causar danos e ferimentos. Os fogos de artifício aprovados só podem ser acionados entre as 18h do dia 31 de dezembro e as 2h do dia 1 de janeiro.

Amsterdam, Rotterdam, Schiedam, Haarlem, Bloemendaal, Heemstede, Apeldoorn, Nijmegen, Heumen, Mook en Middelaar, Soest e Utrechtse Heuvelrug planeiam impor uma proibição geral este ano, por causa dos incómodo causado pelo barulho, danos e impacto ambiental. Arnhem planeia seguir o exemplo no próximo ano. A organização VNG disse em março que 65% dos municípios apoiam a proibição.

Outras cidades introduziram zonas livres de fogos de artifício, perto de centros comerciais, zoológicos e casas de repouso. Cerca de 40 autoridades locais introduziram áreas livres de fogos de artifício, incluindo Den Haag, que identificou 53, disse a NOS.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Creche E BSO Sobem De 10% A 40%, Dependendo Dos Rendimentos

Imagem de Esi Grünhagen por Pixabay

Levar o filho para a creche no próximo ano será consideravelmente mais caro do que este ano. As taxas em muitas organizações de cuidados infantis estão em subida acentuada e, especialmente, os pais com rendimentos baixos e médios sentirão isso nas suas carteiras. A própria contribuição subirá de 10 a 40 por cento em relação a este ano.

 

Preços de energia elevados, rendas em alta e uma enorme escassez de pessoal. Uma conversa com cinco organizações de cuidados infantis de diferentes tamanhos para perguntar como estes crescentes custos se refletem nos seus preços. Também usamos uma pesquisa realizada pela nettobijdrage.nl, uma ferramenta que os pais podem usar para calcular a sua própria contribuição para a creche dos filhos. A pesquisa perguntou a mais de setecentas organizações de assistência à infância sobre os seus preços para o próximo ano.

Isso mostra que as taxas de cuidados infantis (KDV) e cuidados fora do horário escolar (BSO) vão aumentar acentuadamente no próximo ano: em média, 8,5%.

Razões Do Aumento

Alguns locais estão bem acima disso. As taxas devem aumentar de 6 a 10 por cento no próximo ano, diz Adriaan Haans, proprietário dos centros infantis KLEIN em Boxtel. Ele aponta como motivo as negociações de acordos coletivos de trabalho que estão em andamento para este setor, com aumentos de ordenado esperados. "Além disso, o reajuste da inflação é exigido, embora eu duvide que eles consigam."

Uma organização de acolhimento de crianças com quase 50 filiais em todo o país, também pensa que terá de aumentar consideravelmente os preços no próximo ano. O aumento varia de 9,35% em Friesland a 11,15% em Amsterdam. 

A KidsFoundation, a maior organização de cuidados infantis da Holanda, diz que os seus clientes "infelizmente" terão que levar em conta um ajuste de inflação em 2023. A inflação para 2022 tem até agora uma média de 9,5%.

Mas para os pais, o aumento dos preços não é a única preocupação. Os rendimentos baixos e médios, em particular, vão pagar mais do que apenas o aumento de preço. A própria contribuição (ou seja, a parte pela qual não recebe um subsídio de assistência à infância) aumentará relativamente rápido em 2023, calculou Jeroen Pernot da nettobijdrage.nl. Qualquer pessoa com rendimentos até 27.000 euros por ano e que leve duas crianças à creche durante dois dias pagará cerca de 745 euros a mais por esse serviço em 2023. Isso representa um aumento de 40% em relação a este ano.

Os pais com rendimentos até 60.000 euros pagam quase 850 euros a mais. Um aumento de 22 por cento. As famílias que ganham até 120.000 euros por ano veem os seus custos com cuidados infantis aumentarem cerca de 13%, ou mais 1.103 euros por ano.

Rendimentos Mais Baixos

Os custos das organizações de assistência à infância estão a aumentar rapidamente, diz Emmeline Bijlsma, diretora da Brancheorganisatie Kinderopvang (BK). "Mas o subsídio de creche é sempre determinado bem antes do verão. Nessa altura estávamos a lidar com números muito diferentes.

É justamente o grupo de pessoas que você mais desfavorecido no acesso à creche que terá problemas por causa desse aumento de preços, diz Bijlsma. "Não sei os aumentos exatos dos preços por organização, mas conhecemos o efeito. E isso é principalmente difícil para as famílias de menor rendimento, que podem estar sujeitas ao cancelamento dos seus contratos." 

Segundo Bijlsma, isso não se deve apenas aos preços mais altos, mas também à natureza do trabalho desses pais. "Alguém que faz trabalho de escritório ainda pode ter uma criança em casa por meio dia. Isso não é possível na área da produção ou construção. E mais importante: também é ruim para as crianças faltar à creche." 

Devido ao enorme aumento dos custos, é cada vez mais difícil moderar o preço sem comprometer a qualidade, diz Loes Ypma, presidente da Branchevereniging Maatschappelijke Kinderopvang (BMK). "Na visão da BMK, a acessibilidade da creche é principalmente responsabilidade do governo; pedimos aos políticos que sigam isso de perto."

A BMK também pede que os seus associados não passem todos os custos para as suas tarifas. A BMK faz isso na esperança e na suposição de que a política atuará e que o preço máximo por hora aumentará significativamente em 2024. "Damos algum tempo aos políticos para pensarem sobre isso, mas esperamos que o governo também assuma sua responsabilidade depois", diz Ypma.

Imagem Portugueses na Holanda

 

Porque é que os pais se deparam com um aumento de preços tão grande? Isso deve-se a duas razões. 

  • Em primeiro lugar, o facto de o aumento do subsídio de creche estar aquém do aumento dos preços (5,58 por cento contra 8,6 por cento). A creche está se tornando mais cara, mas a compensação que recebe do governo está a ficar para trás. 
  • Mais caras ainda ficam as amas, onde as ajudas diferem das da creche e BSO. O subsidio aumenta de 6,52 euros para 6,73 euros. Este ano, mais de 60% das amas estavam na taxa máxima ou abaixo dela. Isso cairá para cerca de 43% em 2023.

O Limite Do Reembolso

Além disso, a maioria das organizações de acolhimento já cobra uma tarifa horária superior à tarifa máxima estabelecida pelo governo. A pesquisa da nettobijdrage.nl mostra que a taxa horária média deste ano foi de 8,95 euros; 45 cêntimos a mais que os 8,50 euros que o subsídio tem como máximo. No próximo ano a tarifa horária média subirá para os 9,72 euros, pelo que as organizações cobrarão em média 75 cêntimos a mais por hora do que a tarifa máxima do governo.

Para os BSO, a taxa horária média este ano foi de 7,98 euros e espera-se que seja de 8,62 euros no próximo ano. A taxa máxima da ajuda do estado é de 7,31 e aumentará para 7,72. Em 2023, os pais pagarão, portanto, quase um euro por hora a mais para deixar os seus filhos no BSO. 

Os aumentos de preços significam que os pais deixarão de ser reembolsados ​​em até 96%, mas - dependendo do seu rendimento - até um máximo de 84,75% para serviços BSO e 88,6% para creches.

Diferenças Regionais

Imagem de Portugueses na Holanda

 

Os preços diferem também por região, diz Jeroen Pernot, da nettobijdrage.nl. "Não vai surpreendê-lo que as tarifas na Randstad sejam mais altas do que no resto do país, principalmente devido aos custos de renda mais altos e pessoal mais caro." 

Isso é confirmado pelo proprietário de uma creche em Amsterdam, com cinco locais. "A minha equipa não pode morar em Amsterdam, os preços das casas são muito altos para isso. Todos moram fora da cidade, então eu tenho que pagar um ordenado relativamente maior para os compensar nos custos de viagem."

 

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Protesto Na Dam Em Amsterdam. David Icke Foi O Grande Ausente

Imagem de Trouw

A polícia interveio pacificamente na tarde de domingo durante uma manifestação na Praça Dam, em Amsterdam. Com cerca de duzentos participantes em um protesto contra o governo de Rutte, apenas um sistema de som foi apreendido.

 
 

A Polícia chegou à Praça Dam por volta das 15h, confiscaram o sistema de som e conversaram com os manifestantes. A multidão dispersou e o protesto chegou ao fim. As autoridades não usaram de força para acabar com a manifestação.

Mais de mil pessoas compareceram ao protesto no início do dia. Após cerca de uma hora e meia na Praça Dam, a multidão foi-se reduzindo, sempre acompanhada pela polícia. Os manifestantes atravessaram a Rokin e de Wallen.

Havia sinais de protesto contra o Fórum Económico Mundial e contra a tirania. Bandeiras holandesas invertidas também se encontravam na manifestação, símbolo do protesto dos agricultores contra os planos de azoto do governo.

Um porta-voz da polícia disse que o ambiente foi calmo e amigável. Houve apenas uma breve contra-manifestação de um grupo de cerca de quinze a vinte antifascistas, que foram mantidos afastados dos manifestantes pela polícia. Exceto por alguns gritos de um lado para o outro, essa contra-demonstração não levou a nada em questão de ordem pública.

Samen voor Nederland, cancelou a manifestação na semana passada, porque o teórico da conspiração convidado, o inglês David Icke, foi impedido de entrar no país pelas autoridades. A organização da manifestação passou apenas um excerto de som de um discurso dele. Nele, Icke chamou a situação em torno da sua proibição de entrada de "ridícula".

Icke é um grande defensor de uma teoria da conspiração que afirma que a humanidade é secretamente governada por répteis alienígenas, que fingem ser humanos. Segundo os críticos, os répteis são uma metáfora para uma elite em particular - Judeus - levando o seu discurso a ser considerado anti-semita, razão pela qual foi impedido de entrar na Holanda para a manifestação cancelada da Samen voor Nederland.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Construção Volta A Correr O Risco De Parar À Conta Das Emissões De Azoto

Imagem de Portugueses na Holanda

A construção não pode ser isenta dos regulamentos de emissão de azoto. O efeito sobre a natureza também deve ser calculado para projetos que emitem azoto ainda que apenas temporariamente, decidiu o Conselho de Estado na quarta-feira passada.

A decisão é um novo capítulo na crise do azoto. Para muitos projetos, isso irá resumir-se ao adiamento, porque será mais difícil obter uma licença de construção.

 

O Conselho de Estado ressalta que a decisão não resultará em uma paralisação total da construção. As regras do jogo anteriores a 1 de julho de 2021 serão aplicadas novamente. "Isso significa que, para cada projeto de construção, deve-se investigar quais são as consequências do azoto para as áreas naturais protegidas." De acordo com a indústria da construção, isso é difícil, pois pode levar muito tempo para fazer esses cálculos.

A decisão é outra derrota sensível para o governo. Em 2019, o Conselho de Estado tinha dado isenção à construção no que tocava a regras de emissão de azoto. Esta isenção foi criada justamente para reerguer o setor após uma primeira decisão de limites à emissão de azoto neste setor, o que causou um declínio de emissão de licenças de construção.

Mas o juiz criticou o raciocínio do governo: de acordo com a lei europeia, as emissões de azoto só são permitidas se houver certeza de que não há danos à natureza. "A isenção geral de construção não oferece essa certeza", disse Bart Jan van Ettekoven, presidente da Divisão de Jurisdição Administrativa do Conselho de Estado.

O mais alto tribunal administrativo critica a política de azoto do governo em várias áreas. "A maioria das medidas ainda precisam ser trabalhadas em termos concretos, precisam ser organizadas e implementadas", enfatizou Van Ettekoven. "Além disso, os ministros desconhecem o efeito de grande parte dessas medidas."

Para reduzir as emissões de azoto na agro-pecuária, o governo pretende comprar as produções de gado. Mas depende da cooperação dos empresários. Como resultado, é incerto se as emissões realmente vão cair, decidiu o mais alto tribunal administrativo.

Projeto Porthos

O Conselho de Estado toma uma decisão em referência ao projeto Porthos no porto de Rotterdam. Por meio dos gasodutos do projeto, empresas como a Shell e a Exxon devem ser capazes de armazenar CO2 no Mar do Norte, de modo a limitar o seu impacto no clima. A organização ambientalista Mobilisation for the Environment (MOB) entrou na Justiça para interromper a construção dessas ligações e retirar as suas isenções de emissão de azoto.

Com a abolição da isenção, agora é necessário investigar as consequências do projeto para a natureza. Porthos já tinha feito tal investigação, mas entregou-a já tarde demais. É por isso que a MOB tem agora seis semanas para responder, após o que o Conselho de Estado toma uma decisão final sobre o projeto.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Comboio Com Bilhete Mais Caro. Algumas Assinaturas Mensais Mais Baratas

Imagem de Nikolay por Pixabay

A NS vai aumentar o preço dos bilhetes de comboio em 5,5% no próximo ano. A novidade é que algumas assinaturas vão ficar mais baratas, para incentivar as pessoas que viajam para o trabalho a fazê-lo no comboio.

A NS ajusta as taxas todos os anos com base, entre outras coisas, na inflação esperada. Em média, os preços na transportadora aumentam 4,3%.

 

Nos últimos meses, muitos passageiros tiveram problemas devido a comboios superlotados. A empresa de transporte público luta contra uma grande falta de pessoal. Após 7 de novembro, o horário será ainda mais reduzido. Vão circular menos comboios diariamente fora dos horários de pico e durante todo o dia às sextas-feiras.

Para as pessoas que viajam na primeira classe, os preços aumentarão 7,4% no próximo ano. Um porta-voz da NS diz que os preços desses bilhetes foram realmente um pouco baixos demais nos últimos anos. É por isso que eles sobem de forma relativamente mais forte no próximo ano.

O preço de uma assinatura para viagens ilimitadas diminuirá em 2,4%. Isso também aplica-se a assinaturas que permitem viagens ilimitadas em uma única rota. Desta forma, a NS espera garantir que mais pessoas usem o comboio para ir e vir para o trabalho.

Outras assinaturas, como bilhetes de grupo, aumentam o seu preço. Uma assinatura destas que permite viagens ilimitadas fora do horário de pico custa agora 107,90 euros por mês. Esse preço aumentará mais de 10 por cento no próximo ano para 119,95 euros.

"A inflação total de quase 13% é esperada para 2022 e 2023. As viagens de comboio ficam 6,3% mais caras nestes dois anos. Essa diferença deve-nos custar mais de 100 milhões de euros e a própria NS vai gerar isso", diz Tjalling Smit, que é responsável pelas passagens de comboio e assinaturas mensais no conselho de administração da NS.

Criticas

A organização de passageiros Rover é muito crítica em relação à decisão da NS. "Os preços não devem ser aumentados, mas congelados. Com uma oferta significativamente menor de comboios, maiores tempo de viagem, carruagens mais cheias e mais escalas para um destino, esse aumento não se justifica de forma alguma."

"Seria mérito da empresa - dada a má qualidade do serviço - renunciar a qualquer aumento de preço."

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Cada Vez Mais Dados Usados Na Holanda

Imagem de PawinG por Pixabay

No segundo trimestre deste ano, a Holanda consumiu coletivamente 403 milhões de gigabytes de dados móveis. Foram 15 por cento a mais do que no trimestre anterior. É a informação dada pela Autoridade Holandesa para Consumidores e Mercados (ACM) através do seu Monitor de Telecomunicações.
 
 

O consumo de dados móveis está a aumentar porque os consumidores optam cada vez mais por uma assinatura apenas com internet, já que se pode ligar por meio de aplicativos de chamada e mensagem, como o WhatsApp. A chamada telefónica é então realizada através da ligação à Internet móvel. No segundo trimestre, dos 21,3 milhões de assinaturas, 895 mil continham apenas internet.

O facto de os consumidores utilizarem cada vez mais uma ligação à Internet móvel é também evidente pela diminuição do número de minutos de chamadas utilizados e mensagens de texto enviadas. No segundo trimestre, 10,4 mil milhões de minutos foram usados em chamadas. São 9 por cento menos do que no primeiro trimestre. O número de mensagens de texto enviadas caiu 5%, para 577 milhões.

De acordo com a ACM, o tráfego de dados móveis também cresce porque cada vez mais dispositivos inteligentes podem fazer uma conexão móvel para enviar informações. Exemplos incluem detetores de fumo inteligentes, sistemas de alarme e contadores de energia.

Existem agora mais de 14 milhões de conexões móveis para dispositivos inteligentes. No segundo trimestre, foram adicionados 570.000 desses dispositivos.

Fibra Distribuída De Forma Desigual

A ACM também publica no Telecommonitor os números das ligações à Internet para o lar. O regulador está preocupado porque a disponibilidade de fibra ainda está distribuída de forma desigual na Holanda. O problema não ocorre apenas em áreas rurais, mas também em áreas densamente povoadas na região da Randstad.

As diferenças por região surgiram porque a construção de uma rede de fibra ótica exige altos investimentos. As empresas de rede instalam fibra onde esperam poder recuperar esses investimentos. Em locais onde já existem outras redes rápidas, como o cabo de TV da Ziggo, há menos procura por fibra ótica.

Aliás, a ACM espera recuperar o atraso nos próximos anos. Segundo o regulador, há uma espécie de corrida entre as empresas de fibra ótica para serem as primeiras a conseguir fornecer fibra a um bairro ou local.

 

Portugueses na Holanda sempre informou a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.

Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição de apoiantes, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Pág. 1/2