Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Problema de Privacidade do CoronaMelder Resolvido

Imagem de iXimus via Pixabay

 

A partir das 17h00 de Sábado, a aplicação CoronaMelder enviará novamente notificações para pessoas que podem ter entrado em contacto com infectados por covid-19.

 

O ministro da Saúde, Hugo de Jonge, decidiu na quarta-feira suspender temporariamente os avisos da aplicação depois de um problema de privacidade com telefones Android ter sido descoberto.

Investigadores do Ministério da Saúde, Bem-Estar e Desporto determinaram que uma violação de dados na estrutura do Google podia ser acedida do exterior. As notificações das últimas 48 horas ainda serão recebidas pelos utilizadores da aplicação.

Os telefones nos quais o CoronaMelder está activo trocam códigos aleatórios para registar a proximidade um do outro, com recurso ao sistema Bluetooth. Os códigos trocados deveriam ser armazenados com segurança no telefone, o que acabou por não acontecer.

Como os códigos podem ser combinados com outras fontes de dados, é possível determinar se o proprietário de um telefone está infectado e quais os telefones dessas pessoas infectadas entram em contacto com outros. Isso viola a Lei de Notificação Temporária Covid-19.

Sem Fuga de Dados

De acordo com o Google, não há evidências de que o erro tenha sido usado por terceiros. Os utilizadores podem ver no aplicativo se ele possui a actualização necessária que solucionou esse problema.

Agora que sabemos com certeza que os dados dos utilizadores estão bem protegidos, o CoronaMelder pode mais uma vez agregar valor à pesquisa regular de fontes e contactos”, diz De Jonge.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Ofertas de Trabalho - Construção

building-804526_640.jpg

 

Procura trabalho na Holanda?

Conheça aqui as ofertas de empresas apoiadas pelos Portugueses na Holanda.

 
 
Profissionais Construção Civil (Código: 001)
Estamos à procura de profissionais experientes para projectos de construção na área de  Roterdão.
 
Você trabalha em equipe e / ou independentemente, sob a orientação de um capataz ou encarregado.
 
Requisitos de trabalho
• Experiência na área;
• Certificado VCA válido;
• Falar inglês. A comunicação em holandês é uma vantagem;
• Na posse de uma carta de condução.
 
Local de trabalho
Área Roterdão, Países Baixos
 
O que nós oferecemos
• Benefícios salariais e acordo adicional, conforme Contrato Colectivo de Trabalho (CAO Bouw);
• Um bom cliente com uma atmosfera de trabalho colegial; 
• Trabalho de longo prazo;
• Continuidade em vários projectos de construção.
 
Interesse? Envie seu CV em inglês ou holandês para portuguesesnaholanda@gmail.com para uma pré-selecção, referindo a posição e código a que se candidata.
 
***
Devido às restrições impostas devido à pandemia do covid-19, só serão aceites para já, candidatos que já se encontram nos Países Baixos e que tenham a sua situação regularizada.

Pagamento de IMI a Decorrer Durante o Mês de Maio

Imagem de analogicus por Pixabay

 

Se tem casa própria em Portugal, é provável que já tenha sido notificado para o pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Este imposto é anual e é calculado com base no valor patrimonial do imóvel assim como na sua localização, dentro de limites mínimos e máximos. As taxas são da responsabilidade dos municipios onde os imóveis se encontram.  

Apesar do estado de emergência nacional que se vive, o Governo já indicou que não haverá adiamento do pagamento deste imposto. Assim, é importante estar a par de todos os prazos.

O pagamento do IMI pode ser pago na totalidade ou em prestações, seguindo as seguintes condições, de acordo com o Código do IMI. 

  • Se o valor a pagar for até 100 euros, o pagamento deverá ser feito durante o mês de Maio; 
  • Valores entre os 100 e os 500 euros, o pagamento pode ser feito em duas prestações, em Maio e Novembro; 
  • Valores superiores a 500 euros, o imposto pode ser pago em três prestações, em Maio, Agosto e Novembro.  

No entanto, não é obrigado a pagar o IMI de forma faseada se o valor for superior a 100 euros. Se preferir pode fazer o pagamento na totalidade, já em Maio. 

As taxas do IMI são fixadas anualmente pelos municípios onde se encontram os imóveis. Actualmente, as taxas situam-se entre 0,3% e 0,45% para os prédios urbanos. E, no caso dos prédios rústicos, a taxa aplicável é de 0,8%. Há igualmente beneficios fiscais dependentes do agregado familiar a cargo.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

2.158 Euros de Impostos Sobre Veículos nos Países Baixos

Imagem de János Bencs por Pixabay

 

Um veículo motorizado custa nos Países Baixos uma média de 2.158 euros em impostos por ano, de acordo com dados publicados quinta-feira pela Associação Europeia da Indústria Automóvel (ACEA) . Com treze países registados, Holanda fica a meio da tabela.

 

É na Bélgica que o proprietário de um veículo perde mais. Pagam em média 3.187 euros por veículo. O mais barato é na Espanha, onde como proprietário de um automóvel ou outro veículo motorizado, paga-se em média 1.086 euros. Isso é quase três vezes menos do que na Bélgica e cerca de metade do que nos Países Baixos. Portugal fica um pouco acima da Espanha e Grécia, com uma média de 1.528 euros.

A ACEA pesquisou os impostos sobre veículos em treze países da UE, incluindo os principais mercados como Alemanha, França, Espanha e Itália. O Reino Unido não foi incluído e muitos países do Leste Europeu também não entraram nesta pesquisa.

Foram analisados não apenas os impostos para o carro em si, como o imposto sobre a compra e o imposto rodoviário, mas também os impostos sobre o combustível. O IVA também está incluído nos cálculos.

Em termos absolutos, os alemães são os que pagam mais. No maior mercado de automóveis da Europa, o governo recebe 99,9 mil milhões de euros em impostos sobre veículos por ano.

Em termos europeus, a Holanda é o mais caro dos países ​​no que diz respeito aos impostos sobre os combustíveis. Na Holanda, pagam-se 813 euros de imposto por 1.000 litros, de acordo com dados da ACEA. O IVA sobre o combustível não é levado em consideração nestes cálculos. A título de comparação: Portugal é o nono país com mais impostos sobre os combustíveis, com 600 euros de imposto por 1.000 litros.

Greves na ProRail. Circulação de Comboios Limitada ao Longo da Semana

Imagem de Mabel Amber por Pixabay

 

Os passageiros de comboio já foram severamente afectados pelas greves na gestora ferroviária ProRail nesta quarta-feira. E a situação não será melhor no resto desta semana.

 

Porquê a Greve?

A ProRail e o sindicato FNV Spoor não chegam a acordo sobre o novo contracto colectivo de trabalho (CAO). Os pontos de discórdia estão no aumento salarial e na vigência do novo CAO. Após meses de negociações, a ProRail fez uma proposta final aos três sindicatos envolvidos no início de Março. Além do FNV Spoor, estão também envolvidos o CNV e VHS Rail. Os dois últimos concordaram com as propostas. Os trabalhadores afectos ao FNV Spoor, não a aceitaram.

O sindicato posteriormente emitiu uma ameaça de greve à ProRail, na esperança de conseguir impor melhores condições de trabalho. Na semana passada, ficou claro que a administração da ferrovia iria manter a sua proposta final anterior. É por isso que FNV Spoor decidiu esta semana avançar com a greve e com campanhas em vários postos de controle de tráfego ProRail. Em algumas regiões não circulará qualquer composição.

Greve Até Quando?

Pelo que parece, as greves vão até sábado. Na quinta e sexta-feira, tal como aconteceu hoje, haverá greve das 06h00 às 08h00 em diferentes regiões. Mas no sábado, a FNV Spoor quer fazer greve por 24 horas em todo o país, com inicio às 5h00 de sábado.

A ProRail não consegue dizer exactamente quais os problemas que os passageiros encontrarão nos próximos dias, mas é claro que os passageiros vão ter vários problemas nas suas deslocações para o trabalho. Não apenas porque não há composições a circular por duas horas, mas também porque leva cerca de outras duas horas, após o termino da greve, para que o tráfego de comboios seja totalmente retomado.

Na quarta-feira, primeiro dia de acções, as paralisações causaram muitos transtornos aos passageiros. Por exemplo, na primeira hora após a retoma das viagens, vários comboios circulavam lotados. Os passageiros reclamaram devido à falta de espaço suficiente, especialmente devido às restrições covid-19.

Como Será Feita a Greve?

A greve é valida para todo o país apenas no sábado. Nos outros dias, é a vez de uma região diferente da Holanda. Quarta-feira houve paralisações nas regiões de Utrecht, Amsterdam e Alkmaar. Na quinta-feira será a vez das regiões de Den Haag, Rotterdam, Dordrecht e Roosendaal, seguido-se de uma paralisação na sexta-feira na região de Eindhoven, Maastricht, Arnhem, Zwolle e Groningen. A ProRail informa que as greves também causam algum transtorno nas áreas onde não ocorrem as interrupções de trabalho.

Actualmente não há planos para outras ações pela ProRail. O gestor ferroviário e a FNV destacam que pretendem resolver os problemas até ao próximo sábado.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Monarquia Menos Popular em 2021.

Imagem de Ansgar Scheffold por Pixabay

 

popularidade do rei Willem-Alexander é consideravelmente menor do que nos anos anteriores desde o alarido em volta das suas férias na Grécia em 2020. Num inquérito conduzido pela agência Ipsos para a NOS, baseada numa amostra representativa de mil holandeses, o apoio à monarquia e o apreço pela rainha Máxima também diminuíram significativamente, de acordo com a pesquisa.

 

O rei e sua família foram desacreditados no ano passado, devido às suas férias na Grécia, numa altura que a Holanda estava em confinamento e as viagens não essenciais estavam desaconselhadas. Numa outra pesquisa que a Ipsos realizou no final do ano passado em nome da Nieuwsuur, já era notável uma queda significativa na confiança da população no rei. Em Abril de 2020, 76% dos inquiridos confiavam no rei, em comparação com os 47% no final do ano passado. Desde então, a confiança no rei aumentou ligeiramente para 57 por cento.

Cerca de metade dos entrevistados consideram o rei uma pessoa interessada e compassiva nos assuntos do país. No ano passado, cerca de 70% o descreveram com essas palavras.

68 por cento dos inquiridos são positivos sobre a rainha Máxima, em comparação com os 83 por cento em Abril de 2020. De acordo com a pesquisa, 58 por cento ainda apoiam a monarquia nos Países Baixos. No ano passado, eram cerca de 75 por cento. Quase um quarto dos questionados acha que a Holanda deveria tornar-se uma república.

Três quartos dos inquiridos também dizem que a princesa Amália, sucessora directa ao trono, irá receber um subsidio demasiado alto após os seus dezoito anos. Essa bolsa ascende a 1,6 milhões de euros.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Agenda de Aniversário do Rei dos Países Baixos

Imagem de Erikt sob licença (CC BY-SA 3.0)

 

Público a gritar, apertando as mãos e beliscando os doces tradicionais: mais uma vez, isso não vai acontecer para a família real. Assim como no ano passado, o Dia do Rei será diferente do que estamos acostumados, mas Willem-Alexander e sua família ainda assim vão ter a sua agenda cheia.

 

No ano passado, eles ficaram confinados à sua própria residência Huis ten Bosch, mas este ano a família real tem permissão para deixar Wassenaar. Willem-Alexander, Máxima, Amalia, Alexia e Ariane vão para Eindhoven, onde fazem uma visita ao High Tech Campus em Eidhoven, base da Philips, e o lar de várias empresas, incluindo IBM e Intel.

A família conduz para o campus numa caravana de carros novos e antigos, que podem ser vistos no NPO1 por volta das 10h50 (assim como o resto do programa). O rei dirige um antigo DAF feito especialmente para seus avós, a Rainha Juliana e o Príncipe Bernhard, na década de 1950. O carro descapotável foi usado como veículo na casa de férias da família real na Itália por muitos anos.

Máxima dirige atrás do marido num carro solar da empresa holandesa Lightyear e as princesas são divididas por ambos os veículos. Amalia iria sentar-se ao lado do pai, mas segundo os rumores, ela própria assumirá o volante. A jovem de dezassete anos está a tirar sua carta de condução, para poder fazer-se à estrada no seu aniversário de dezoito anos, em Dezembro.

Após a viagem, a família vai para uma "rua de selfies" digital a caminho do próximo evento, onde estará um palco. Eles serão supreendidos com um espectáculo, mas ainda não se sabe o quê ou quem.

Um estúdio especial de televisão foi montado no High Tech Campus, onde a maior parte da transmissão será transmitida. Aqui também há um papel importante para as três princesas, que desenvolverão diversas actividades. Por exemplo, eles conversarão com colegas num programa de entrevistas para jovens, aprenderão os segredos do tompouce, um doce típico holandês com Robèrt van Beckhoven, membro do júri do Heel Holland Bakt e competem entre si numa corrida.

Assim como em 2019, a família também participa de um quiz regional, no qual compete contra outras quatro conhecidas famílias da região de Eindhoven. Willem-Alexander, Máxima e suas filhas também cozinharão com um chef famoso, falarão às pessoas sobre inovações e homenagearão os profissionais da saúde num programa ao vivo ampliado. O Koningsdag 2021 pode ser seguido no NPO1 até às 13h10.

A Festa Continua

A família viaja de volta para Den Haag, onde pode ser vista por volta das 16h30 no Nationale Toost, que também é transmitido ao vivo e onde se dará vivas ao rei com "Lang zal hij leven". Willem Alexander receberá aí todas as cartas escritas recentemente por idosos no contexto do Post voor het Paleis.

Também há muito o que fazer à noite e o casal real assiste ao concerto que os The Streamers dão no palácio Noordeinde. A partir das 20h Guus Meeuwis, Typhoon e Miss Montreal, entre outros, subirão ao palco e o público também poderá acompanhar este concerto online gratuitamente. O espectáculo dura até aproximadamente às 22h.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Koningsdag 2021 - O Rei dos Países Baixos

Imagem de Koos Breukel - Casa Real Reino dos Países Baixos sob domínio público

 

Tal como em 2020, também este ano os festejos e eventos do Koningsdag estão cancelados. Para além da visita oficial da Família Real, este ano em Eindhoven, pouco ou nada se irá passar nas ruas da Holanda. Não quer dizer que não devemos conhecer o monarca holandês.

 

Sua Alteza Real, Willem-Alexander Claus George Ferdinand, Rei dos Países Baixos, Principe de Oranje-Nassau, Jonkheer van Amsberg. É este o titulo oficial do monarca holandês desde 30 de Abril de 2013, dia que sua mãe, a Princesa Beatrix, abdicou do trono a seu favor.

Também desde essa data, não se comemora mais o Dia da Rainha a 30 de Abril (Koninginnedag) mas sim o Dia do Rei (Koningsdag) três dias antes, a 27 de Abril.

É tradicionalmente o dia de aniversário do Rei dos Países Baixos, comemorado com uma visita real a uma cidade e por todo o país realizam-se eventos de rua e mercados de segunda mão. O Dia do Rei é o único dia em que os holandeses comemoram o seu país com muito laranja, a cor da Casa Real e bandeiras dos Países Baixos nas janelas de suas casas.

Nasceu em Utrecht como o filho mais velho da rainha Beatriz dos Países Baixos e do nobre e diplomata alemão Claus von Amsberg. Tornou-se príncipe de Orange e herdeiro ao trono dos Países Baixos a 30 de Abril de 1980, quando sua mãe tornou-se a rainha reinante.

Estudou em escolas primárias e secundárias públicas e serviu na Marinha Real Holandesa. Estudou história na Universidade de Leiden. Casou-se com Máxima Zorreguieta Cerruti em 2002 e juntos têm três filhas: a princesa Catarina Amália, Princesa de Orange e herdeira directa ao trono (nascida em 2003), princesa Alexia (nascida em 2005) e a princesa Ariana (nascida em 2007).

É interessado em questões internacionais de gestão de recursos hídricos e desportos. Até sua ascensão ao trono, era membro do Comité Olímpico Internacional (1998-2013), presidente do Comité Consultivo sobre Água no Ministério da Infra-estrutura e Meio Ambiente dos Países Baixos (2004-2013) e presidente do Conselho Consultivo sobre Água e Saneamento do Secretariado-geral das Nações Unidas (2006-2013). É actualmente o segundo monarca mais jovem na Europa depois do rei Filipe VI da Espanha.

Guilherme Alexandre é descendente directo da família imperial russa, através de uma das três filhas do czar Paulo I: Ana Pavlovna, que veio a ser Rainha Consorte dos Países Baixos após seu casamento com Guilherme II. É igualmente descendente directo da princesa Anne, Princesa Real e Princesa de Orange, filha de Jorge II da Grã-Bretanha, fazendo com que Guilherme Alexandre faça parte da linha de sucessão ao trono britânico.

Casamento

A 2 de Fevereiro de 2002, Guilherme Alexandre desposou a argentina Máxima Zorreguieta Cerruti, filha do político Jorge Zorreguieta. Os pais da noiva não compareceram à cerimónia, devido ao pai ter sido um ministro da ditadura argentina de Jorge Rafael Videla.

Embora Guilherme Alexandre, como todos os monarcas neerlandeses, fosse um membro da Igreja Reformada Holandesa, o catolicismo de Máxima não foi um problema para o casamento.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Ajax a Uma Vitória de Ser Campeão Nacional

Imagem de Daniel sob licença (CC BY 2.0)

 

Os adeptos do Ajax festejaram no exterior do Johan Cruijff Arena no domingo, após a vitória sobre o AZ por 2-0. Os adeptos voltaram para casa após o pedido do director do clube Edwin van der Sar.

 

A quatro jogos do final, o Ajax está doze pontos à frente do segundo classificado, o PSV, e com uma diferença de golos a favor da equipa da capital. A equipa de Erik ten Hag pode ganhar oficialmente o título em casa com o FC Emmen na próxima semana.

Centenas de adeptos já fizeram a festa para os jogadores no domingo, depois de eles apareceram no piso superior do estacionamento.

"Queremos agradecer o vosso apoio ao longo do ano", disse Van der Sar por meio de um megafone. "Estamos muito contentes por terem estado lá hoje no estádio. Claro que vamos tentar ganhar o título nacional juntos na próxima semana."

"Neste momento, queremos agradecer-lhes por terem vindo aqui. Vamos agora todos, os jogadores também, para casa. Queremos pedir-lhes que saiam com calma".

Os adeptos foram embora logo após o discurso de Van der Sar. A polícia informa que não houve distúrbios e que ninguém foi detido.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

 

Mais de Uma Centena de Multas em Festa Ilegal em Zeist

Imagem de Twitter - Politie Utrecht

 

Devido a uma festa ilegal, a polícia em Zeist distribuiu mais de cem multas durante a noite de sábado para domingo. As pessoas presentes estavam numa festa dentro de uma câmara frigorífica desactivada de um antigo prédio comercial.

 

A polícia recebeu várias denúncias de grupos de pessoas na área e descobriram a festa no prédio por volta das 3 horas da manhã.

Como havia apenas uma saída, as mais de 100 pessoas foram facilmente multadas por violar as medidas corona, disse a polícia. As autoridades não fizeram detenções. No entanto, o equipamento de som e luz presente no local, avaliado em alguns milhares de euros, foi confiscado pelas autoridades.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos.

Tempo de Espera na Habitação Social Pode Ser Mais de Sete Anos

Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

 

As pessoas que procuram habitação social têm de esperar mais de sete anos por uma casa em vinte e cinco por cento dos municípios holandeses, de acordo com um estudo da NOS este sábado sábadoOs tempos de espera mais longos podem ser encontrados em Landsmeer, Wormerveer, Laren e Diemen.

 

Para o estudo, a NOS investigou todos os municípios dos Países Baixos. Apenas 212 do total de 355 municípios forneceram números suficientes. Em noventa desses municípios, o tempo de espera ultrapassa os sete anos. Isso significa que em pelo menos um quarto dos municípios, uma pessoa terá que esperar mais de sete anos por uma casa social para alugar. Provavelmente o número poderá ser superior, porque faltam dados de 143 municípios.

O período de registo mais longo pode ser encontrado na Noord-Holland: existem dez municípios onde os residentes têm que esperar mais tempo por uma casa de aluguer social. Nestes municípios o tempo de espera é superior a quatorze anos.

O que é surpreendente é que muitos desses lugares estão nas imediações de Amsterdam. Em Landsmeer, Purmerend e Oostzaan, todas localizadas na zona norte da capital, o tempo de espera é de 22, 24 e 15 anos respectivamente. Em Diemen, a leste de Amsterdam, o tempo de espera também é de quinze anos. Em Amsterdam, os residentes têm que esperar em média treze anos por uma casa social para aluguer.

A razão para os longos tempos de espera é simplesmente a escassa oferta de habitação destinadas ao aluguer social. Entre 2015 e 2020, o número de casas de associações habitacionais aumentou 1 por cento, enquanto a população aumentou 3 por cento no mesmo período. "Além disso, após a construção de muitas casas, prevaleceu a sensação de que chegava, enquanto a demanda por habitação ainda aumentava: por jovens, trabalhadores migrantes, idosos e detentores de asilo", disse Martin van Rijn, presidente da associação comercial das sociedades de habitação Aedes, à NOS.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

Inquérito. Expectativas e Experiências de Regresso dos Novos Emigrantes Portugueses

Imagem de Lubov Lisitsa por Pixabay

 

Emigração. Pode parecer novidade, mas o estudo dos movimentos migratórios é de grande importância para o conhecimento da sociedade e das suas implicações para a economia. Com vista a ajudar este tipo de estudos, Portugueses na Holanda disponibilizam o seguinte inquérito destinado a portugueses maiores de 18 anos e que tenham saído de Portugal depois do ano 2000 e tenha entretanto regressado a Portugal e ainda permaneçam no país.

 

Este inquérito insere-se no projecto de investigação “Expectativas e experiências de regresso dos novos emigrantes portugueses: reintegração e mobilidades (EERNEP)”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Ref.ª PTDC/SOC-SOC/28730/2017) e desenvolvido por uma equipa com elementos do CICS.Nova.Instituto Politécnico de Leiria, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e do CIES, Iscte-Instituto Universitário de Lisboa.

Se tem nacionalidade portuguesa e/ou nasceu em Portugal, tem 18 ou mais anos, tenha saído de Portugal depois do ano 2000 e tenha entretanto regressado e neste momento resida em Portugal, agradecemos a sua colaboração no preenchimento deste questionário (cerca 15 min).

As respostas são anónimas e confidenciais - não é recolhida qualquer informação pessoal dos respondentes - e destinam-se apenas aos objectivos do projecto. A sua participação é da maior importância, pelo que agradecemos a sua participação e apoio na divulgação.

Projecto e Inquérito: Expectativas e experiências de regresso dos novos emigrantes portugueses: reintegração e mobilidades

Facebook: Experiências e Expectativas

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

Preços na Restauração Devem Aumentar

Imagem de Richard Winter por Pixabay

 

É oficial a abertura de esplanadas de bares e restaurantes a 28 de Abril, após seis meses de encerramento. Todas as vendas perdidas e todas as dívidas que os empresários acumularam terão de ser compensadas de alguma forma. Assim entendem os economistas.

 

Como é costume quinzenalmente, o primeiro-ministro Mark Rutte e o ministro da saúde Hugo de Jonge dão a sua conferência de imprensa nas noites de terça-feira. Como anunciado na última, os estabelecimentos de restauração poderão voltar a receber clientes na sua esplanada a partir da próxima quarta-feira.

Essa é uma boa notícia para os proprietários do sector da restauração, mas é precisa também actualizar os valores. Todo o sector está fechado desde Outubro, excepto para entregas ao domicilio e o Rabobank estima uma perda de receita nestes meses em 80 por cento. “Para o ano todo, esperamos uma redução de 50% na facturação”, diz o economista do sector Jos Klerx. "Isso equivale a uma perda de mais de 6,5 mil milhões de euros."

O ABN AMRO analisou o número de pagamentos com cartão de débito no sector da restauração e alojamento nos últimos meses e concluiu que os bares tiveram uma queda de 75 por cento na facturação desde Outubro e os restaurantes perderam 53 por cento.

Aumento de Preços

Portanto, aumentos de preços não estão excluídos, ainda mais porque os fornecedores também aumentaram os seus preços nos últimos meses. A Heineken implementou um aumento de 2,7 por cento a 1 de Abril, na AB InBev esse aumento é de 3,5 por cento. “Parece quase inevitável que a restauração comece a reflectir esse aumento nos seus preços”, diz Klerx. "Além disso, todos os empresários na restauração tiveram que se endividar ainda mais para sobreviver e isso também deve ser compensado." No final de 2020, o sector da restauração e alojamento tinham quase 6 mil milhões de euros em empréstimos bancários.

Do ponto de vista empresarial é um momento muito bom para aumentar os preços, pensa Klerx. "Os consumidores estão ansiosos para tomar a sua bebida com os amigos novamente e por isso não se importarão em pagar um pouco mais. Mas uma cerveja não ficará mais cara imediatamente na reabertura. Isso deverá acontecer a longo prazo."

Exemplo Alemão

É o que também diz Stef Driessen, que acompanha o sector no ABN AMRO. Ele prefere ver o benefício de um subsídio temporário. No verão passado, os bares na Alemanha já cobraram cerca de 2,50 euros a mais de "sobretaxa corona" por cliente e Driessen também vê isso a acontecer na Holanda. No ano passado, os empresários holandeses ainda se mostraram relutantes em fazê-lo, mas Driessen acredita que os consumidores agora também estão prontos.

Ele também espera que o sector da restauração trabalhe com mais eficiência. “As pessoas terão que se acostumar a ter que reservar um lugar e a não ficar o dia todo a ocupar o espaço. Isso vai permitir mais fluxo de clientes, o que por sua vez aumenta a facturação."

Aumento de Salários

Os salários provavelmente também devem aumentar no sector, diz Driessen. "Uma grande parte dos funcionários pré-corona agora encontrou outro trabalho na área da saúde ou nos GGDs, por exemplo e portanto haverá escassez de profissionais. Isso significa que há uma boa hipótese de que os empresários ofereçam salários mais altos para atrair pessoal."

A filial da organização Koninklijke Horeca Nederland acredita que cabe aos próprios empresários tomar essa decisão, mas não acredita que essa conta deva chegar ao cliente. "O governo optou pelo encerramento obrigatório e não compensando totalmente os empresários do sector da restauração. O governo deve compensar esse dano, não o consumidor."

Os economistas não prevêem que isso aconteça imediatamente, mas defendem a extensão dos pacotes de apoio e a possibilidade de usar créditos de emergência também na fase de recuperação.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

GoShort no Fim de Semana. Cinema Português nos Países Baixos

Imagem de Antonio Cansino por Pixabay

 

Nada como um fim de semana de maratona cinéfila. Até 25 de Abril, vários filmes portugueses ou coproduzidos com instituições portuguesas, estão disponíveis online no Festival Internacional de Curtas Metragens de Nijmegen - GoShort.

 

Em comunicado da Embaixada de Portugal nos Países Baixos e com o apoio do Camões IP, conhecemos várias curtas metragens coproduzidas com instituições portuguesas. Numa competição dirigida a estudantes, destacam-se “My Uncle Tudor”, de Olga Look, “Spirits and Rocks: an Azorean Myth”, de Aylin Gökmen, “Don’t Hesitate to Come for a Visit, Mom”, de Anna Artemyeva e “An Act of Affection” de Viet Vu.

Realizadores portugueses também apresentam obras neste festival. “Armour”, de Sandro Aguilar, “Elo”, de Alexandra Ramires e “Nha Mila” de Denise Fernandes.

Embora o Festival Internacional de Curta Metragens de Nijmegen - GoShort decorra até 25 de Abril no modelo online, a plataforma ficará acessível até ao dia 30 de Junho. Por isso, se tiver interesse em participar e ver alguma das curtas apresentadas, poderá fazê-lo até esse dia.

O festival decorre em GoShort.nl 

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

Nem Sempre a Natureza É Saudável

Imagem de André Karwath sob licença (CC BY-SA 2.5)

 

Estamos a chegar já ao mês de Maio. O tempo aquece, o Sol brilha mais e mais quente, passeamos mais ao ar livre. E com esta liberdade, espreita um perigo muitas vezes negligenciado. Por muito estranho que pareça, os Países Baixos nesta altura do ano, sofrem com... carraças e a doença associada às suas picadas.

 

Todos os anos, aproximadamente 1,2 milhão de pessoas na Holanda são picadas por uma carraça. Destes, cerca de 17.000 (quase 1,5%) desenvolvem um anel vermelho bem definido ao redor do local da picada. Isto é sinal de infecção pela bactéria Borrelia, transmitida por estes bichinhos e causadora da Doença de Lyme. Nem todas as pessoas infectadas pela bactéria apresentam este anel vermelho. A maioria das picadas de carraças ocorre no período de Maio a Agosto.

A bactéria Borrelia burgdorferi é transmitida principalmente na Holanda pela carraça da espécie Ixodes ricinus. Presente maioritariamente em ovelhas, pode ser encontrado em outros mamíferos de médio e grande porte. Eles detectam o potencial hospedeiro através da irradiação do calor corporal.

Prevenção

Prestando muita atenção entre Março e Novembro, quando caminha por floresta ou erva alta. Use roupas compridas, mas verifique sempre todo o corpo quando regressa a casa. Use um repelente de insectos se necessário para prevenir. Se realizar estes passeios com o seu cão, deve também controlar o seu animal de estimação.

Os machos medem cerca de 2,5 mm de comprimento, enquanto que as fêmeas alcançam entre 3 e 4 mm, mas quando totalmente distendidos após se alimentarem podem chegar aos 10 mm de comprimento. Os machos apresentam o corpo coberto por uma carapaça maciça, a qual nas fêmeas só se encontra na parte anterior do corpo.

Na eventualidade de encontrar uma no seu corpo após um passeio na Natureza, você deve removê-la o mais rápido possível. O risco de infecção aumenta quanto mais tempo o insecto permanecer na sua pele. Geralmente é necessário que a carraça esteja agarrada ao corpo durante 36 a 48 horas para que a bactéria seja transmitida. Use uma pinça ou alicate plano. Prenda bem no corpo da carraça e gire suavemente enquanto puxa da pele. Às vezes, as garras ficam para trás. Isso em si é inofensivo, mas deve tentar retirá-las na mesma.

Imagem de James Gathany sob Domínio Público

 

Como Saber Se Ficou Infectado

A indicação mais visível é uma mancha vermelha que aparece no local da picada. Como essa mancha não aparece imediatamente, deve ficar atento ao local por algumas semanas. Por exemplo, pode desenhar um círculo ao redor com uma caneta ou marcador ou colocar um penso para saber o local. A mancha geralmente é maior do que 5 centímetros e um pouco mais pálida no meio, fazendo com que pareça um anel vermelho. Assim que ver esse sintoma, deve consultar imediatamente um médico.

Como nem todas as pessoas podem desenvolver a mancha vermelha, deve igualmente consultar um médico se desenvolver sintomas da Doença de Lyme dentro de algumas semanas ou meses após a picada. Febre, dores musculares, visão dupla, paralisia do rosto e dores nas articulações também são sintomas da Doença de Lyme.

Cerca de 20 por cento das carraças estão infectadas com a bactéria causadora da Doença de Lyme. Isso varia conforme a região. Mas isso não significa que as hipóteses de desenvolver Doença de Lyme após uma picada de carraça sejam de 20 por cento. Essa probabilidade é de apenas de 2 a 3 por cento, o que não significa que não deva estar vigilante.

A Doença de Lyme é tratável com o recurso antibióticos específicos que devem ser prescritos pelo seu médico de família.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em 

Apoie Portugueses na Holanda e receba vantagens exclusivas

para apoiar.

E receba vantagens e descontos exclusivos

 

 

Novo Erro no Caso dos Subsídios - Creche. O Toeslagenaffaire

Imagem de bagandou.de por Pixabay

 

Cerca de 400 pais atingidos pelo caso foram indevidamente avisados pelas autoridades fiscais de que não receberão os 30.000 euros de indemnização pelos problemas que lhes foram causados no caso dos subsídios-creche. Outros 1.350 pais também receberam essa mensagem, mas ainda não se sabe se eles têm direito efectivamente a uma indemnização.

 

A secretária de Estado Alexandra van Huffelen (Subsídios) considera o erro, numa carta à Câmara dos Deputados, "muito doloroso", porque os pais em questão "são agora novamente confrontados com um erro após anos de incerteza".

Os pais atingidos receberam uma carta em Abril afirmando que não têm direito à indemnização. Depois que muitos pais entraram em contacto com as autoridades fiscais, foi descoberto que isso afinal foi um erro. Mais um.

Ao mudar para um novo sistema de processamento de dados, os dados dos pais que solicitaram o auxílio-creche antes de 2012 foram perdidos. Uma vez que o sistema não previa que esses pais tivessem requerido o subsídio de guarda de crianças, eles não teriam direito à indemnização.

Indemnização Paga Não a Um Mas a 12 de Maio

O grupo que em qualquer caso tem direito a indemnização, receberá o valor antes do prazo final de 1 de Maio. Os 1.350 casos restantes vão ser avaliados com rapidez. As pessoas deste grupo que se qualificarem para a chamada solução Catshuis, receberão o dinheiro no dia 12 de Maio.

O escândalo do auxílio-creche diz respeito a milhares de pessoas que tiveram de reembolsar grandes quantias de dinheiro indevidamente ao Belastingdienst. Eles não foram autorizados a fazer um pagamento faseado e por causa disso, enfrentaram sérios problemas financeiros e familiares, que muitas vezes atingiram as famílias por vários anos.

A legislação rígida da máquina fiscal e a dura execução na caça às fraudes foram descritas no ano passado no devastador relatório Injustiça sem precedentes, como desumana e institucionalmente racista. O relatório levou à queda do governo a 15 de Janeiro.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Vantagens e Descontos Exclusivos Para Apoiantes

subscribe-5425462_1280.png

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro. Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.

 
Disponibilizamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento deste ponto de encontro e de informação. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 
Clique em
para nos apoiar
 
Os nossos apoiantes receberão assim vantagens especiais, que entre outros, incluem conteúdos exclusivos, vídeos em directo, descontos em produtos e serviços e muito mais, que estarão constantemente a serem actualizados.
A subscrição não é obrigatória e pode ser cancelada sempre que assim o entenderem. Os descontos e sua aplicação são da responsabilidade das empresas ou entidades que os disponibilizam.

Dolfinarium de Harderwijk Sob Criticas nos Espetáculos com Golfinhos

Imagem de Christel SAGNIEZ por Pixabay

 

Os golfinhos do Dolfinarium em Harderwijk não farão mais truques para o público após um relatório com duras criticas sobre as condições de vida dos animais no zoológico marinho. Uma investigação encomendada pelo Ministério da Agricultura descobriu que os golfinhos são usados ​​com muita frequência como artistas de entretenimento, o que segundo o ministério, não está de acordo com o papel educacional que o centro deveria ter.

O centro, que vem sofrendo pesadas perdas por causa da crise do coronavírus, disse que não vai abolir totalmente os programas, mas vai agora concentrar-se mais no comportamento natural dos animais. O Dolfinarium, inaugurado em 1965, também está a transferir duas morsas, oito golfinhos roaz-corniveiros e dois leões marinhos para um zoológico marinho na China, devido às condições de vida abaixo da média. Os animais foram mantidos em tanques muito rasos para mergulhar às profundidades a que estão acostumados.

A organização de protecção animal, World Animal Protection Nederland, disse que não há garantia de que os animais não serão usados ​​para entretenimento na China. “As crianças estão a aprender que não há problema em usar animais selvagens para entretenimento”, disse um porta-voz da organização à emissora NOS .

A proibição da criação não está entre as recomendações do relatório. O parque já havia interrompido a inseminação artificial de golfinhos após uma transmissão em 2016 do programa de investigação RamBam, mostrando imagens gravadas secretamente de um trabalhador estimulando manualmente um golfinho para produzir sémen.

Temos golfinhos suficientes no momento, mas podemos começar o programa de reprodução novamente no futuro”, disse o gerente do Dolfinarium, Alex Tiebot à emissora. A World Animal Protection quer que os deputados pressionem a proibição da reprodução e estão a preparar uma petição. "Um golfinho nascido hoje poderá viver mais de cinquenta anos em cativeiro. Isso é inaceitável", disse a organização.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Estado Assume Dividas das Familias Atingidas Pelo Toeslagenaffaire

Imagem de Clker-Free-Vector-Images por Pixabay

 

Governo holandês assume a divida das famílias atingidas pelo toeslagenaffaire, o caso do erro e excesso de zelo dos Serviços de Finanças. Para além disso, ficam assim com o cadastro limpo perante os credores para receberem os 30.000 euros de indemnização prometidos.

 

Nos últimos tempos, o governo tem-se ocupado não apenas com indemnizações aos pais afectados, que receberão pelo menos 30 mil euros, mas também assumiu as dívidas que acumularam em resultado do caso dos benefícios. O Secretário de Estado das Finanças Van Huffelen decidiu cancelar todas as dívidas que tinham com o governo. Caso contrário, a indemnização ameaçava acabar imediatamente nos bolsos dos credores.

Além disso, havia também um pedido da Câmara dos Deputados para assumir as demais dívidas dos pais a terceiros. Van Huffelen deu agora o primeiro passo para a reestruturação das dívidas. Um trabalho facilitado pois todas as dividas estão assinaladas.

Liquidação Amigável

Pessoas com a chamada liquidação de dívidas amigável também recebem um cadastro fiscal limpo por parte do governo. Tratam-se de cerca de 1000 pais, escreve Van Huffelen no blogue da Administração Tributária e Aduaneira. “Este grupo de cerca de 1000 pais receberá, portanto, o dinheiro antes de 1 de Maio: 30.000 euros. Se eles tiverem direito a mais dinheiro, mais dinheiro virá.

A conta para cancelar estas dívidas é estimada em 56 milhões de euros, escreve Van Huffelen à Câmara dos Deputados. Anteriormente, o gabinete já havia reservado cerca de 750 milhões de euros para a resolução deste caso de erro e excesso de zelo fiscal.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Volta a Paz à Escola De Telgenkamp em Hengelo

Imagem de Tobias Rehbein por Pixabay

 

A paz voltou à escola primária De Telgenkamp. Por volta das 16h00, bombeiros, especialistas em explosivos, pessoal médico e a maior parte da polícia voltaram às suas bases. A escola foi reaberta, parecendo ter sido uma ameaça falsa. A evacuação de De Telgenkamp ocorreu após uma denúncia anónima por volta das onze horas. As casas nas imediações também foram evacuadas por volta do meio-dia.

 

Uma testemunha no Twitter relatou a detenção de um jovem no bairro de Slangenbeek em Hengelo, perto da De Telgenkamp na Luxemburgstraat, que foi evacuada esta manhã. No entanto, apenas foi uma revista corporal não relacionada à situação ao redor da escola, informou a polícia.

A polícia levou a denúncia "extremamente a sério". Os alunos da escola De Telgenkamp foram transferidos para o ginásio próximo na Slangenbeek. O facto de as casas vizinhas também terem sido evacuadas, indicava uma ameaça séria. No início da tarde, membros da Equipe de Reconhecimento de Explosivos Militares (TEV) chegaram à escola e fizeram buscas no prédio. Nada perigoso foi encontrado, levando à abertura da zona e da escola.

Moradores

Um dos moradores que teve que sair de casa pela manhã diz: “Ouvimos muitas crianças na rua, isso foi perceptível. Então vimos as crianças a fugir da escola e muitos policias. Então um agente apareceu e disse-nos para sairmos de casa imediatamente. Não disse porque, mas parecia sério. Não podemos levar nada e tivemos que sair imediatamente. Os agentes usavam coletes e foram bastante intransigentes. Você imediatamente pensa em situações como às vezes se vê nas escolas nos Estados Unidos, mas não houve pânico.

A escola lecciona segundo a ideologia católica romana. De Telgenkamp quer-se fundir com a Europaschool pública. A direcção da escola informou recentemente os pais sobre esse assunto: “Este é um passo empolgante para nós. Compreendemos, é claro, que as coisas vão mudar para você e para as crianças. Cada mudança evoca emoções e estamos bem cientes disso.

Este é um segundo incidente envolvendo uma escola numa semana. Na quinta-feira passada, o HN Werkman Stadslyceum, uma escola secundária no centro de Groningen, foi evacuado por precaução após, o que a polícia chamou na altura, “receber uma ameaça”.

 

Portugueses na Holanda sempre informaram a sua comunidade gratuitamente e sempre o irá fazer no futuro.
Mas o futuro coloca também desafios, que só com a ajuda dos nossos leitores, conseguem ser superados.
Iniciamos assim a subscrição da nossa plataforma, onde por um pagamento mensal recorrente podem apoiar o crescimento desta plataforma. Esse pagamento poderá ser cancelado sempre que quiserem.
 

Pág. 1/3