Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Zoo Blijdorp - Rotterdam. Dificuldades Financeiras Levam a Propor Eutanásia aos Animais

Imagem de Randy Rodriguez por Pixabay

 

Devido aos confinamentos forçados, o zoo de Blijdorp em Rotterdam está com dificuldades financeiras e precisa urgentemente de ajuda. O município prometeu um empréstimo de dez milhões de euros, mas não há consenso sobre as medidas de reorganização a implementar. Entretanto o dinheiro escasseia e os animais ficam em perigo.

Já no zoo Artis em Amsterdam foi anunciado na semana passada que os leões iriam deixar o parque, porque a crise covid-19 também está a deixar as finanças do zoológico da capital no vermelho. Sabe-se agora que os leões afinal já não se estão a mudar para França como estava planeado. O que vai acontecer agora com os animais ainda não é conhecido.

Em relação a Blijdorp, o município de Rotterdam quer como contra partida ao empréstimo de 10 milhões, um corte de 3,75 milhões anuais. Os cortes levarão à extinção de 40 dos 170 postos de trabalho e muitos dos benefícios dos restantes trabalhadores também desaparecem. Uma viabilização financeira do zoológico só é possível com um lucro anual de 1.5 milhões de euros. Na eventualidade de o dinheiro não chegar, a última hipótese para os animais seria a transferência para outros zoo. O problema desta solução é que muitos jardins zoológicos já não têm espaço ou enfrentam igualmente dificuldades financeiras, o que dificulta ainda mais nos gastos inerentes a essas transferências. A solução mais dramática, e que todos os interessados desejam evitar, será a eutanásia de animais.

Concensos

Há partidos que entendem que Blijdorp deve fazer ainda mais pelo bem-estar dos animais ao conceder o empréstimo. O Partij voor de Dieren (Partido para os Animais) acredita que um parque zoológico é um conceito desactualizado nos dias de hoje. Ruud van der Velden do PvdD: “Este zoológico data da época da escravatura. Nada mudou." Principalmente agora que precisa de dinheiro, será o momento ideal para ajustes, segundo o partido. “Parem de criar animais. Transformem Blijdorp num parque do futuro”, diz Ruud van der Velden.

Outros partidos, como o Leefbaar Rotterdam propõe que Blijdorp receba novamente cerca de dois milhões em subsídios anuais. O SP pode concordar com mais dinheiro estrutural para o zoológico, mas quer que os animais tenham mais e melhores condições. O partido 50 Plus é outro que também concorda: "Se queremos uma atracção de multidões na região, temos que investir dinheiro." 

Na próxima quinta-feira, 18 de Fevereiro, será decidido se Blijdorp receberá o empréstimo. Parte já foi paga em Outubro de 2020 e os restantes seis milhões só virão após a aprovação dos planos.

 

 

 

Fique em Casa no Fim de Semana. Não Pelo Corona, Mas Pelo Tempo

Imagem de weerplaza

 

Chamam-lhe o "sneeuwargeddon" (sneeuw = neve + armageddon) e já há algum tempo que vem a ser seguido mas agora parece estar certo: a Holanda enfrentará um fim de semana de inverno extremo. Além de uma espessa camada de neve, a previsão indica uma verdadeira tempestade de neve pela primeira vez em 42 anos. A revelarem-se correctas as previsões, o país ficará bloqueado no fim de semana.

O clima extremo de inverno é causado por duas correntes de ar que convergem sobre os Países Baixos neste fim de semana. Da colisão entre o ar frio do Pólo Norte e o ar quente da Espanha, surge uma bomba meteorológica, com fortes nevascas e temperaturas abaixo de zero como resultado. 

A previsão é de que nevará continuamente por pelo menos 24 horas a partir da tarde de sábado. Isso pode causar uma camada de neve de 30 centímetros, podendo atingir os 50 centímetros localmente. "Isto será histórico", diz Jordi Huirne, meteorologista da Weer.nl. A última vez que algo do género aconteceu na Holanda foi em 2005 e 2010.

Previsão

No sábado o vento irá mudar para leste, introduzindo temperaturas siberianas no país que em colisão com a depressão vinda de sul, proporcionarão as condições ideais para a formação de chuva gelada. Este tipo de precipitação cria uma camada de gelo em todas as superfícies onde toca, sendo as estradas os locais mais perigosos para isso acontecer. Estas condições devem-se manter na parte sul do país, abaixo dos grandes rios (Maas e Rijn).

Ao longo da tarde de sábado e da noite de domingo a precipitação passará a neve e o vento aumentará de intensidade, podendo ocorrer acumulação de neve, causando bloqueios nas vias de comunicação. A tempestade deverá seguir pelo o dia de domingo com queda de neve e vento gélido. As temperaturas máximas deverão rondar os -4º C. A sensação de frio será ainda maior. -15º C. 

O conselho é portanto: fique em casa. Evite utilizar o automóvel e até mesmo os transportes públicos.

Esta tempestade é em tudo semelhante à que atingiu a cidade de Madrid em Espanha no mês passado e já no inicio deste mês, a de New Jersey nos Estados Unidos, causando uma total paralisação de ambas as cidades.

Resto da Semana

Durante a próxima semana manter-se-á o frio polar e a quede de neve. As temperaturas máximas não passarão acima dos 0º C e durante a noite podem mesmo chegar aos -10º C, dando-se as condições para a formação de gelo e restrições na circulação. Estas condições deverão manter-se assim até ao final dessa semana.

 

Shell Apresenta Relatório de Contas de 2020. Empresa Perde 71% dos Seus Lucros

Imagem de pixel1 por Pixabay

 

A Shell, a gigante holandesa do petróleo, sofreu um prejuízo de 18 mil milhões de euros no ano passado, que foi dominado pela crise causada pela pandemia. O lucro operacional foi de US $ 4,8 biliões, 71% menos que no ano anterior, segundo o relatório publicado pela empresa esta semana.

 

Em especial no segundo trimestre de 2020, a Shell mergulhou fundo no vermelho. Diante da situação, a empresa optou então por fazer cortes substanciais. Devido à crise do covid-19, há muito menos procura por combustíveis. A Shell já tinha anunciado no ano passado que iria cortar consideravelmente a sua força de trabalho. No mês de Janeiro deste ano, anunciou um corte em 10% dos empregos, cerca de novecentos postos de trabalho, só na Holanda. 

Em meados do ano passado, quando os números de Abril, Maio e Junho foram apresentados, a Shell anunciou que perderia US $ 17 biliões em activos. A empresa vale menos hoje porque a demanda de combustíveis é muito menor, resultado da crise covid-19, aos sucessivos confinamentos e redução de viagens, proibição de voos e devido a um mal-estar económico geral.

Directivas Para a Reabertura das Escolas Básicas. Grupos 7 e 8 com Conselho de Uso de Máscara Fora das Aulas

kids-1093758_1920.jpg

 

As escolas são incentivadas a permitir que as crianças do grupo 7 e 8 usem máscara de protecção fora da sala de aula, anunciou o Ministério da Educação, Cultura e Ciência nesta quarta feira. As crianças também devem permanecer em grupos pequenos e fixos, tanto quanto possível.

Escolas primárias, educação especial e creches reabrem as suas salas novamente a 8 de Fevereiro. Nos últimos dias, as medidas para prevenir a propagação do vírus nas escolas foram discutidas com o sector.

Não só é fortemente recomendado que as crianças dos grupos 7 e 8 usem máscara de protecção, caso não estejam sentadas na aula ou não possam manter distância suficiente umas das outras. As escolas também devem distribuir os intervalos. Isso limita o contacto entre crianças de grupos diferentes.

Os professores que leccionam os grupos 7 e 8 também podem usar uma máscara facial, se desejado, mas isso não é obrigatório.

O corpo docente deve manter sempre uma distância de 1,5 metros um do outro. O conselho é fazer com que as crianças dos grupos mais baixos trabalhem juntas em grupos de cinco e as crianças nos grupos 7 e 8 em grupos menores ou a pares.

Directivas importantes

  • As crianças nos grupos mais altos devem ir elas mesmas para a escola tanto quanto possível.
  • Os pais de crianças dos restantes grupos levam e buscam seus filhos por conta própria e devem usar uma máscara de protecção no exterior da escola.
  • As escolas devem distribuir os intervalos para limitar os contactos.
  • O pessoal docente deve manter uma distância de 1,5 metros um do outro, mas isso não se aplica entre alunos e professores.
  • O conselho é fazer com que as crianças dos grupos 7 e 8 usem máscara de protecção, caso não estejam na aula ou não consigam manter distância suficiente umas das outras.
  • A turma inteira deve ser colocada em quarentena por cinco dias se alguém estiver infectado com o vírus.
  • Um teste deve ser feito após cinco dias. Quem não quiser deve permanecer em quarentena por mais cinco dias.

Quarentena

Se crianças ou professores estiveram em contacto com uma pessoa infectada, devem ser colocados em quarentena por cinco dias, após os quais podem ser submetidos a um teste voluntariamente. A idade das crianças não importa. Aqueles que não quiserem fazer o teste devem permanecer em quarentena por mais cinco dias, totalizando uma quarentena de 10 dias.

O ministério aponta que, se uma escola providenciou pequenos grupos fixos de alunos nas aulas, a quarentena pode ser limitada ao grupo que esteve em contacto com a pessoa infectada, sob consulta do GGD.

Um porta-voz do ministério explicou que as mesmas regras se devem aplicar a outros membros da família no caso de uma infecção numa sala de aula. "Se você tiver entrado em contacto com alguém com teste positivo para o covid-19, você deve fazer quarentena. Se você puder manter distância dos seus familiares, eles não precisam ser colocados em quarentena."

Reabertura de Escolas. Comércio a Meio Gás. Uma Pequena Brecha nas Medidas (Minúscula Mesmo)

Imagem de Михаил Мингазов por Pixabay

 

Em conferência de imprensa, primeiro ministro Mark Rutte e ministro da saúde Hugo de Jonge, explicam como será o próximo período de confinamento. Com uma pequena abertura das medidas de combate à pandemia, a incerteza e dúvida da nova variante britânica do vírus leva a um prolongamento da maioria das medidas até 2 de Março.

Escolas e Creches

As escolas básicas e creches reabrem a 8 de Fevereiro, mas com regras para segurança para todos. Com a intensificação dos testes, caso seja detectada uma criança positiva para coronavírus, toda a turma ou grupo ficará em quarentena, realizando-se de novo teste ao fim de cinco dias.

Esta reabertura permitirá a cerca de 450.000 crianças voltarem às creches e cerca de 1,5 milhões de jovens voltarem ao ensino presencial em ambiente escolar. Os docentes terão também acesso facilitado a testes rápidos de despiste à covid-19.

Pelo menos até 1 de Março, as escolas secundárias e MBO, HBO e WO permanecerão fechadas, com excepções para alunos de pais com trabalhos vitais e alunos vulneráveis. O ensino prático, aulas para alunos em exames e exames também podem ocorrer nas instituições.

Comércio Não Essencial

Também o comércio não essencial vê uma pequena brecha na sua actividade a partir de 10 de Fevereiro. Com encomendas online ou por telefone, os clientes passam a poder recolher os seus produtos directamente nas lojas em horário especifico, mas sem entrarem no estabelecimento. Em caso de várias pessoas em espera deverá ter-se atenção às regras no exterior, como o distanciamento social e o uso de máscara de protecção. Deverá haver pelo menos quatro horas entre a encomenda e a recolha para evitar compras por impulso.

Recolher Obrigatório

Para já manter-se-á como planeado, até às 4.30h do dia 10 de Fevereiro, mas a sua continuidade ou não para além dessa data deverá ser decidida no final desta semana, quando mais dados estiverem disponíveis.

Restantes Medidas

Permanecem inalteradas. Museus, teatros, cinemas, salas de concerto, casinos, escolas de música, monumentos e locais semelhantes permanecerão fechados. Isso também aplica-se a zoológicos e parques de diversões e às academias de desporto, piscinas e saunas. 

O sector da restauração está aberto apenas para a recepção de pedidos e entrega em casa.

O conselho do governo continua a ser o de não receber mais do que uma pessoa com mais de 13 anos em casa e não mais que uma vez por dia. O governo pede que as pessoas trabalhem em casa, a menos que o trabalho realmente não possa ser feito no lar e que usem o transporte público apenas para as viagens estritamente necessárias.

Para viagens ao exterior continuam desaconselhadas até final de Março, mas em necessidade é fazê-lo apenas em "circunstâncias familiares graves ou para trabalho que realmente não possa ser adiado e onde a presença física seja absolutamente necessária".

E claro, as regras de higiene continuam a vigorar, igualmente como o distanciamento de 1,5 metros e o uso de máscara de protecção nos transportes públicos, interior de estabelecimentos ou locais que não seja praticável a manutenção de uma distância segura.

 

Nível de Água Preocupante nos Países Baixos

Imagem de Hermann Traub por Pixabay

 

Rijkswaterstaat e as empresas estatais de controle de água estão a preparar-se para a chegada de um nível alto água vindo dos Alpes no final desta semana. Devido ao aumento da água no Rijn, IJssel e Waal, zonas baixas ao longo dos rios vão transbordar e as planícies de inundação vão-se encher. 

O nível da água do Rijn em Lobith está actualmente a 12,72 metros acima do nível do mar. Devido às persistentes depressões a sudoeste da Holanda, em plena área de captação e ao derretimento precoce da neve no sul da Alemanha e na Suíça, o nível dos rios aumentará ainda mais nos próximos dias, para aproximadamente 14,30 metros acima do nível do mar. A Rijkswaterstaat declarou o aviso amarelo quando o nível de 12 metros foi excedido. É nesta fase que os rios transbordam as suas margens e medidas de protecção são accionadas. Oficialmente, os Países Baixos estão em situação de cheia.

Na página da Rijkswaterstaat e das empresas estatais de controle de água podem ser já vistos alertas à população que trabalha, vive ou usa as zonas de inundação para outros fins ao logo do Rijn e do IJssel. Várias ligações fluviais, como em Dieren e Brummen, estão suspensas porque o pontão ficou debaixo de água. Outras ligações vão ser encerrados no final desta semana. Os açudes em Driel, Amerongen e Hagestein no Baixo Reno ( Nederrijn) foram abertos pela Rijkswaterstaat para tirar pressão ao rio principal. A defesa contra inundações Ravenswaaij no Lek foi fechada. Essa barreira protege o interior no oeste do país contra o aumento do nível de água do Lek. O transporte marítimo está a ser desviado através do Prinses Marijkesluizen.

Nijmegen

A empresa estatal de controle de água Rivierenland rebocou a estação flutuante de bombeamento Pannerling, perto de Doornenburg, para o porto fluvial de Arnhem no passado fim de semana. Isto foi necessário para permitir que a água flua livremente através do Linge no Betuwe. O nível da água do Waal estava 10,32 metros acima do nível do mar na tarde de segunda-feira. A água está no limite de transbordo no cais de Nijmegen. As escadas de acesso à margem desapareceram sob a água do rio, um pedaço do gradeamento ainda sobressai. O Ooijpoort não está mais acessível. A água continuará a subir nos próximos dias. A 13,40 metros acima do nível do mar, Rijkswaterstaat fala oficialmente de "águas extremamente altas". 

O canal lateral de escoamento do Waal, perto de Nijmegen, está aberto desde segunda-feira e o polder Munnikenland, perto do Castelo de Loevestein, vai ser inundado para prevenir inundações a jusante, de acordo com o órgão de controle de água. O Rivierenland gerencia os diques do rio desde a fronteira alemã até Zuid Holland e realiza várias inspecções durante as cheias. A vigilância dos diques ainda não é necessária com nível de água esperado.

A Rijkswaterstaat não está para já preocupada porque está prevista uma queda no nível da água após o fim de semana. As previsões dependem do evoluir meteorológico da próxima semana. 

Maas

De acordo com Rijkswaterstaat, a água no Maas está alta há algum tempo, mas diminuirá nos próximos dias. Barreiras temporárias foram construídas em vários locais ao longo do rio para evitar inundações. O alto nível da água foi causado pelo derretimento da neve e pela chuva nas Ardenas e no norte da França. O pico do nível da água foi atingido na manhã de sábado com um débito de 1.775 metros cúbicos por segundo à entrada na Holanda, em Limburg. Um metro cúbico de água equivale a mil litros.

Pág. 3/3