Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Portugueses na Holanda

O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa.

Encontrar Casa

Este é o segundo passo que dará quando se encontra aqui. Melhor dizendo, será o terceiro, uma vez que antes disto convém adquirir um seguro de saúde que é obrigatório para todos os que trabalham e residem neste país (poderá encontrar informações através dos links). Quanto à casa, vamos lá a isso.

 

Muitas empresas de trabalho temporário holandesas disponibilizam alojamento e transporte para o trabalho. Mas viver numa casa da empresa tem os seus problemas. É certo que não teremos de nos preocupar com rendas, já que esta é descontada do salário, nem com o pagamento de água, luz e gás, mas a nossa privacidade e liberdade ficam comprometidas.

 

Para além de estarmos "na mão da empresa" para inspecções ás condições da casa, temos de partilhar a casa com desconhecidos, alguns de outras culturas, o que se torna ás vezes muito problemático. As mudanças constantes de casa torna difícil a posse de algumas coisas como televisão ou internet. E caso ficarmos sem trabalho e a empresa exigir a nossa saída, ficamos sem um tecto.

 

Para inicio poderá servir, mas depois e para quem está a pensar em ficar algum tempo, é preferível arranjar uma casa própria. Existem várias agências de arrendamento onde poderá procurar uma casa para as suas posses. Atenção que as rendas são mais altas que em Portugal, mas é possível encontrar rendas de 300 Euros, embora as casas deixem muito a desejar, algumas mesmo a precisar de obras por conta do inquilino. A média de rendas para um apartamento médio na cidade varia entre os 500 e os 700 Euros mensais.

Para começar tem de entrar com um ou dois meses de adianto. Depois terá de tratar do fornecimento de energia e água com um dos fornecedores holandeses (Eneco, Nuon, Essent, etc ~70/120€ mensais). E o mais importante:

A inscrição na Gemeente da sua zona. É uma das coisas mais importantes a fazer depois de ter arrendado uma casa, já que assim fica com acesso a subsidios de renda, desemprego, abonos no caso de ter crianças, acesso ás eleições municipais, mas também com mais duas facturas por ano. O imposto do lixo e tratamento da água potável e manutenção dos diques, passam a ser pagas por nós anualmente (~500€ anuais).

 

divisão de uma casa holandesa

 

Algumas agências de arrendamento apenas aceitam pessoas já inscritas na Gemeente, já que estas trabalham para esta instituição. Terá assim de procurar uma agência aberta a todos.

 

Antes de assinar um contracto de arrendamento, convém ver as condições da casa, se tem aquecimento central, o local, a possibilidade de obras e as condições para o anulamento do mesmo, caso um dia decida mudar de casa. Uma boa ideia, usada por algumas pessoas é juntar-se com um amigo(a) e alugarem juntos. Fica assim mais barato para ambos e a maior parte das casas dá para inscrever 2/3 pessoas, consoante o número de quartos existentes.

 

Não sendo fácil e nada barato, já que só para começar é preciso entrar com pelo menos 1000/2000 Euros, conforme as rendas e agências, ficamos assim mais livres para se até quisermos, procurar um trabalho fora das agências de trabalho. Procurando directamente nas empresas e fábricas, embora para isso seja necessário muitas das vezes, a língua holandesa. Mas isso fica para outro artigo.

 

Para continuarem a seguir esta comunidade, esclarecer dúvidas, fazer perguntas ou simplesmente ajudar, sigam-nos aqui neste Blog Portugueses na Holanda e também pelo Facebook na página Portugueses na Holanda Facebook e mantenham-se sempre a par de actualizações.

10 comentários

Comentar post