O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa. Também pelo Facebook em www.facebook.com/portuguesesholanda
publicado por Alvaro Faustino, em 26.02.17 às 19:31link do post | | adicionar aos favoritos

 

Aproximam-se as eleições para a eleição de deputados do Parlamento Holandês, a Tweede Kamer. No próximo dia 15 de Março, todos os holandeses e estrangeiros naturalizados, maiores de 18 anos, irão escolher quem vai governar a Holanda nos próximos quatro anos.

Mas nós também fazemos parte da sociedade holandesa. Trabalhamos e vivemos também neste país. Pagamos impostos, seguro de saúde e se calhar, muitos de nós, não usufruem de todos os direitos a que podemos. Mesmo assim, a democracia e lei, deixam-nos de lado. Considero mesmo que somos os "Sem Voz".

Como eu, pensam muitos outros e Carrie Ballard, um escritor americano a viver em Den Haag, e Hugo Shoppek, um alemão que trabalha como especialista em sustentabilidade, ambos foram os responsáveis pela organização no passado dia 21 de Janeiro da Marcha das Mulheres em Amsterdam, vêm agora com uma Carta Aberta a toda a Holanda, dar a voz aos que não têm voz.

Transcrevo aqui esta Carta Aberta:

 

"Caros Países Baixos,

Somos todos pessoas que vivem na Holanda. Somos pessoas normais; Seus vizinhos. Alguns de nós são estrangeiros, e alguns de nós são holandeses. Todos nós nos importamos com a Holanda.

Os Estados Unidos acordaram para a eleição de Donald J. Trump apenas algumas semanas atrás. Muitas pessoas ficaram chocadas. Sua campanha apelou para os americanos que foram deixados para trás pela economia moderna, sentiam-se enganados, fora de seu direito a um futuro bom, a classe média branca cujas opiniões não foram compreendidas ou abordadas e que sentem que são desprezados por uma suposta elite.

Eles são racistas? Não, mas eles testemunham minorias ficando à frente deles e quando as pessoas são de uma cor ou religião diferente, é fácil dirigir raiva e medo a eles.

 

Um futuro melhor?

Os partidários do actual presidente dos EUA achavam que votar anti sistema e exclusão (a "proibição muçulmana") faria um futuro melhor para eles. Na realidade eles estão vendo leis em que não votaram e que estão a mudar o carácter do país.

Pedimos ao povo da Holanda para fazer melhor do que os EUA fizeram na eleição para a Presidência. Na Holanda, há manifestações pacíficas de milhares de pessoas comuns, muitas mulheres e crianças, contra Trump e contra o ódio aqui na Holanda.

As pessoas de boa vontade querem mudanças também, mas não à custa de ficar atrás no progresso social e ter mais e mais problemas e divisão na sociedade. Medo e preconceito não fará nada além de mal a todos nós. Acreditamos que os Países Baixos podem encontrar outras soluções, melhores para as diferenças entre aqueles que vivem aqui e aqueles que estão vindo, soluções em linha com os valores holandeses de abertura e respeito, de equidade, de norma e comportamento respeitoso.

 

Aceitação

Podemos viver juntos se aceitarmos algumas diferenças entre nós. A cultura holandesa tem normas e valores, como todas as culturas. Se vivemos aqui, devemos respeita-los em nosso comportamento diário.

E para os outros? Podemos beneficiar das coisas que outras culturas podem contribuir? Cultura, trabalho, comida, música, aprendizagem, piedade? Nós queremos chegar a todos. Queremos fazer a paz com os outros e dentro de nossos próprios pensamentos.

Nós gostaríamos de juntarmos para fazer a nossa parte, para manter a Holanda, o nosso lar, um país de inclusão, solidariedade, valores, justiça para todas as pessoas de boa vontade. Por favor junte-se a nós. Pode ser que gostamos de alguém que é mau para nós ou que odiamos alguém que é bom para nós, mas não nos esqueçamos de fazer aos outros como gostaríamos que eles nos fizessem a nós. Vamos concentrar-nos nas coisas que fazem os holandeses tão orgulhosos, holandeses e estrangeiros que admiram este país.

Diga "Não" ao ódio e à divisão, e "Sim" à democracia que funciona bem, a um ambiente limpo e seguro, a uma economia justa, ao respeito pelos cidadãos e a um bom futuro para nossos filhos.

Obrigado."

 

Se pretende assinar esta Carta Aberta, que será enviada a todos os jornais holandeses, envie email para: lovelettertoNL@gmail.com

A carta original pode ser encontrada na Dutch News.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


Entre em Contacto
Portugueses na Holanda no Facebook
pesquisar
 
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28


Links de Interesse
blogs SAPO