O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa. Também pelo Facebook em www.facebook.com/portuguesesholanda
publicado por Alvaro Faustino, em 20.10.15 às 19:30link do post | | adicionar aos favoritos

 

Um investimento para os próximos anos para a criação de 2.000 novos postos de trabalho para motorista de pesados.

A Holanda está a envelhecer e começa a precisar de novos profissionais para o sector do Transporte e Logística. Para combater a "desertificação" e envelhecimento deste vital sector na Holanda, o Ministério dos Assuntos Sociais e do Emprego irá iniciar no final deste ano e até 2017, o investimento e a campanha para a criação de 2.000 postos de trabalho para motorista de pesados, com garantia de emprego.

 

Contra o Desemprego

Para além desta campanha para o recrutamento de novos motoristas, o plano prevê a inclusão de desempregados e a facilidade de transferência de profissionais dentro do sector. As regras irão prever, por exemplo, que um motorista consiga se transferir para outra empresa de transportes pesados, se prever que vai ficar desempregado devido à ameaça de falência da sua empresa, ou que, por motivos de doença anterior, não lhe tenha sido possível regressar à sua profissão.

 

Notícia original:

AD (holandês)

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Portugueses na Holanda Email

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 20.10.15 às 17:06link do post | | adicionar aos favoritos

 

O preço médio das casas subiu na Holanda cerca de 3.5% em relação ao ano anterior. Os preços médios estão assim ao nível do primeiro trimestre de 2004.

Em Junho de 2013, os preços da habitação chegaram ao ponto mais baixo na Holanda e desde aí, tem subido mais rapidamente do que a sua descida, que se iniciou em Abril de 2008. O preço das casas está neste momento 6.6% mais caro do que em 2013, mas consegue ficar mesmo assim, 16% mais barato do que em Agosto de 2008, altura que atingiu o seu preço mais alto, antes da crise europeia.

 

Mais Vendas

A razão para esta subida deve-se ao facto do aumento da procura de habitação própria no mercado. Segundo o registo nacional de vendas no mercado imobiliário, em Setembro de 2015 tinham sido vendidas 16.324 habitações, contra as 12.949 de Setembro de 2014. Isto representa um aumento de 3%, só neste período de comparação. 

De uma forma geral, este aumento verificou-se um pouco por toda a Holanda, mas foi na província de Friesland que se verificou o maior aumento; 43%. No outro extremo, a província de Zeeland registou um aumento de vendas de 6.5%. As excepções foram mesmo as províncias de Groningen e Flevoland, que tiveram uma pequena queda nas vendas.

Mais de um terço das vendas foram realizadas com habitação tipo moradia geminada, mas houve também mais 14% de apartamentos vendidos.

Também no mês passado, foram realizados 83 leilões oficiais para a habitação. Um número menor (7 menos) do que no mesmo mês do ano anterior.

 

Notícia original:

AD (holandês)

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Portugueses na Holanda Email

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 14.10.15 às 18:30link do post | | adicionar aos favoritos

 

17 de Julho 2014. O voo da Malásia sai de Amsterdam com destino a Kuala Lumpur. Algumas horas depois, desaparece sobre os céus na Ucrânia. É esperado o pior e pouco depois confirma-se: o MH17 está no chão, destruído e espalhado por 50 quilómetros quadrados. Os 298 ocupantes não sobrevivem.

 

Esta foi uma das maiores catástrofes na aviação para a Holanda. 196 dos ocupantes eram holandeses que sem razões aparentes, morrem na queda de um avião.

É criado assim um gabinete de investigação à queda do voo MH17 com a Holanda à cabeça, num grupo internacional de investigadores. Passado mais de um ano, o relatório está completo e é mostrado ao público e à imprensa.

 

Ficam aqui as principais conclusões deste relatório:

Conclusões em relação à rota do voo MH17

 

  • Durante o período anterior ao voo MH17, o conflito armado no leste da Ucrânia passou para o espaço aéreo. Em consequência disso, o sobrevoo do espaço aéreo pela aviação civil passou a ter mais riscos.
  • Os depoimentos das autoridades ucranianas, na qual reportam o abate de aviões militares nos dias 14 e 16 de Julho e no qual mencionam a existência de armamento capaz de chegar à altitude de cruzeiro dos voos comerciais, deveria ter sido razão mais que suficiente para interditar o espaço aéreo naquela zona.
  • Outros envolvidos na aviação civil, incluindo a ICAO, não consideraram todos os potenciais riscos na zona do conflito armado. Operadores, incluindo a Malaysia Airlines, assumiram que o espaço aéreo sobre a Ucrânia não apresentava riscos. A ICAO não emitiu avisos para aquela zona. 

Causas da queda do voo MH17

 

  • O gravador de dados do avião mostra que este voava a uma altitude de 33.000 pés e nivelado. Ás 15:20 (hora da Holanda), o gravador de voz regista um pico sonoro. A triangulação do som, mostra que este veio do exterior da cabine de voo, na dianteira à esquerda e acima do avião.
  • Na altura e segundo o radar do Controle de Voo, o avião mais próximo estava a 33 Km.
  • A cabine de voo estava bastante danificada e com marcas de várias penetrações a alta velocidade. Os corpos da tripulação que pilotava o voo apresentavam também inserções de metal nos seus corpos.
  • Juntamente com os destroços, foram encontrados partes de um sistema de mísseis. A perícia forense conseguiu determinar que estes destroços tinham a mesma origem dos que foram encontrados no avião.
  • A ogiva foi identificada como 9N314M, usada nos mísseis Buk.
  • A origem precisa deste míssil está ainda a ser averiguada por uma investigação criminal, mas calcula-se que o míssil terá sido disparado de uma área de 320 Km2

Conselhos

 

  • A investigação aconselha que se crie um sistema de controle do espaço aéreo que tenha em conta as zonas de conflito armado.
  • Qualquer país deve ter a soberania do espaço aéreo assegurada. Qualquer falha dessa soberania deverá ter ser tomada em conta na realização dos planos de voo das companhias civis.
  • Não existe uma avaliação de riscos nas zonas de conflito capaz de assegurar uma informação fidedigna ás autoridades de aviação civil.

Este relatório tem em vista conhecer as causas da queda do voo MH17 da Malaysia Airlines e não atribuir culpas. Essas serão conhecidas no final de uma investigação criminal, que está ainda em curso.

 

Para ler o relatório: Report Crash Flight MH17 (inglês).

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Portugueses na Holanda Email

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 03.10.15 às 10:18link do post | | adicionar aos favoritos

A Holanda é um país pequeno, mas não quer dizer que não tenha grandes nomes associados à História. Alguma dessa História está associada a coisas más, como guerras e escravidão, mas houveram grandes progressos no que diz respeito a coisas boas e que transformaram a forma de viver de uma sociedade, melhorando-a ou dando-lhe ferramentas para tentar perceber o nosso lugar no Universo e melhorar a nossa qualidade de vida.

Eis aqui uma pequena lista de invenções holandesas que para isso contribuíram e que provavelmente já usamos.

 

O Submarino

Embora o conceito de submarino tenha sido criado em 1578 pelo inglês William Bourne, foi na década de 1620 que o inventor holandês Cornelis Brebbel construiu pela primeira vez um submarino totalmente funcional. Drebbel trabalhou para a English Royal Navy e a sua criação foi testada pela primeira vez no rio Tamisa, com um exterior em cabedal e gordura, colocado sobre uma armação em madeira e um sistema de propulsão de remos e asas em couro.

 

O Telescópio

A invenção deste aparelho de observação é normalmente atribuída erradamente a Galileu Galilei. A verdade é que o telescópio foi inventado na Holanda em 1608 por Zacharias Janssen ou Hans Lipperhey, não havendo certezas de qual destes dois foi realmente o inventor. Sabe-se é que o desenvolvimento do telescópio aconteceu na cidade de Middelburg.

Os primeiros telescópios eram simples tubos com uma lente convexa e uma lente concava e era difícil de observar através deles devido a uma má qualidade de imagem e é aqui que entra Galileu Galilei. Ele foi, no ano a seguir à invenção deste instrumento, o primeiro a usá-lo para observações astronómicas e a melhorar a qualidade das imagens. E foi com esta invenção holandesa, por ele melhorada, que conseguiu observar Júpiter e descobrir 4 das suas luas e com isso colocar em causa a verdade clerical do geo-centrismo do nosso planeta.

 

O Microscópio

Também este instrumento de observação foi inventado na Holanda no séc. XVI ou XVII, mas por quem exactamente é uma matéria de grande debate. Muito mencionado como o verdadeiro inventor é Antoni van Leeuwenhoek, embora já existissem versões anteriores mais simples desde 1595 da autoria dos mesmos que inventaram o telescópio, Zacharias Janssen ou Hans Lipperhey. O microscópio de Van Leeuwenhoek era capaz de um aumento de 237 vezes, enquanto as versões anteriores conseguiam um aumento de apenas 30.

Uma versão com um perfil mais conhecido só apareceu depois de 1670 pelas mãos do inglês Robert Hooke.

 

O Exame à Visão

É surpreendente a quantidade de invenções ligadas à visão pelos holandeses. Esta é mais uma. O famoso teste à visão, conhecido pelos profissionais por tabela de Snellen, com as suas linhas de letras de vários tamanhos foi inventado por Herman Snellen em 1862. 

 

A Mangueira de Incêndio

A moderna mangueira de incêndio enrolada numa caixa na parede, foi inventada por Jan van der Heyden em 1673. Graças a isso, grandes incêndios puderam ser combatidos com mais eficiência. Ele também desenvolveu um melhorado e mais avançado sistema de bombeamento de água.

 

A Chama Olímpica

A famosa chama olímpica apareceu em 1928 nos Jogos Olímpicos de Amesterdão. O arquitecto Jan Wils desenhou uma torre alta onde a sua intenção era chamar a atenção para o fumo que dela saía, uma vez que era mais visível durante o dia, mas foi a sua chama que chamou a atenção e assim passaram a incluir a chama no Jogos Olímpicos seguintes. Mas só em 1936 nos Jogos Olímpicos de Berlim, a chama foi transportada por um atleta.

 

Radar de Velocidade

É para muitos, a pior invenção holandesa.

Foi o piloto de rali holandês Maus Gatsonides que inventou o sistema que o colocou em comercialização em 1958. O sistema original consistia em dois tubos de borracha que activavam e desactivavam um cronómetro, permitindo saber ao certo o tempo que este demorava a percorrer uma distância pré estabelecida.

 

O CD

O Compact Disc foi desenvolvido pela Sony em parceria com a holandesa Philips de Eindhoven. Os seus inventores são Joop Sinjou e Kees Schouhamer Immink. O tamanho do disco foi baseado numa moeda de 10 cêntimos de florim holandesa e a primeira canção gravada em cd foi The Visitors dos ABBA em 1982.

A Philips sempre colaborou com outras marcas no desenvolvimento de outros produtos, especialmente as cassetes, DVD e Blu-Ray.

 

Bluetooth

Foi inventado na década de 1990 por Jaap Haartsen que trabalhava para a companhia sueca Ericsson. Hoje, milhões de produtos usam esta tecnologia para se comunicarem entre eles sem necessidade de cabos.

 

WiFi

Todos usamos hoje esta invenção que apareceu pela primeira vez em 1997, graças a um grande projecto de Victor Hayes, mas foi Cees Links que revelou pela primeira vez o nome desta tecnologia. WiFi é uma mistura de HiFi (High Fidelity) e Wireless. A tecnologia que usamos hoje em casa, no trabalho, na rua, no metro e também no avião, foi depois desenvolvida para o público pela companhia australiana CSIRO.

 

Rumores

Existem depois os rumores de outras criações holandesas, embora estas não estejam provadas ou estão oficialmente atribuídas a indivíduos de outras nacionalidades. Eis aqui alguns exemplos:

  • Texto impresso
  • Moinhos de vento
  • Barra de chocolate
  • Donuts

Todas as informações e fotos foram retiradas de várias páginas de internet.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Portugueses na Holanda Email

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Grupo Trabalho na Holanda

 


Entre em Contacto
Portugueses na Holanda no Facebook
pesquisar
 
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Links de Interesse
blogs SAPO
subscrever feeds