O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa. Também pelo Facebook em www.facebook.com/portuguesesholanda
publicado por Alvaro Faustino, em 28.02.13 às 07:56link do post | | adicionar aos favoritos

 

Cerca de 70.000 pessoas de Portugal, Espanha, Itália e Grécia vivem na Holanda hoje em dia, uma grande diferença dos cerca de 25.000 residentes na viragem do século. Estes são os dados da CBS, o instituto de estatística holandês.

 

Um em cada sete vivem em Amsterdam, mas cidades como Rotterdam e Den Haag também são populares como escolha para viver. Cidades universitárias como Delft, Wageningen e Groningen, também têm tido um aumento das suas comunidades destes países.

Na província de Zeeland, no sul do país, a cidade de Reimerswaal, que tem cerca de 22.000 residentes, viu a sua população portuguesa crescer 3.000% nos últimos 12 anos, de sete para 218 portugueses a viverem na cidade.

Segundo o porta-voz do concelho municipal, eles foram atraídos pela indústria do mexilhão e agricultura. Segundo o mesmo porta-voz, "nós atingimos agora um máximo".

 

Notícia da DutchNews.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog www.portuguesesnaholanda.blogs.sapo.pt

Portugueses na Holanda Facebook www.facebook.com/portuguesesholanda

Portugueses na Holanda Email ptnanl@sapo.pt

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Trabalho na Holanda www.facebook.com/groups/trabalho.na.holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 18.02.13 às 20:13link do post | | adicionar aos favoritos

 

Em cooperação com o Trabalho na Holanda queremos lançar o alerta para a existência de fraudes que possam aparecer em ofertas de trabalho para a Holanda.

As fraudes e esquemas visam obter dinheiro dos candidatos que respondem ás suas ofertas de trabalho.

 

Caso lhe seja solicitado o pagamento de qualquer quantia para poder continuar o processo de recrutamento, queiram por favor reportar via e-mail ou reportem directamente às autoridades a situação. Nunca envie dinheiro ou cópia de documentos pessoais quando responde a ofertas de trabalho. Tudo isto é usado em fraudes e esquemas para obterem dinheiro e informações confidenciais aos candidatos.

 

Se pretendem obter informações sobre as empresas que trabalham na Holanda, o melhor local para as obter é na Secção Consular da Embaixada de Portugal em Haia.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog www.portuguesesnaholanda.blogs.sapo.pt

Portugueses na Holanda Facebook www.facebook.com/portuguesesholanda

Portugueses na Holanda Email ptnanl@sapo.pt

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Trabalho na Holanda www.facebook.com/groups/trabalho.na.holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 09.02.13 às 17:43link do post | | adicionar aos favoritos (1)

 

Ora cá está uma dúvida constantemente colocada através dos contactos e muitas vezes má respondida, inclusive por mim mesmo. Existe simplesmente muita confusão e burocracia em relação a este assunto, por isso mesmo, nestas últimas duas semanas andei a investigar, tanto nas autoridades competentes, como até nos locais que geralmente se vêem abraços com o mesmo problema, nomeadamente oficinas automóveis e no conversar com pessoas que já passaram por este processo.

Então, segundo o que apurei, estes são os pontos a ter em conta quando se trabalha, vive ou circula na Holanda com um carro de matricula portuguesa.

 

TRABALHA TEMPORARIAMENTE NA HOLANDA

 

Se trabalha temporariamente na Holanda e circula com um carro de matricula portuguesa, pode-o fazer sem problemas durante 6 meses consecutivos. Ao fim desse tempo terá de contactar as autoridades aduaneiras e finanças do país para registar o seu carro e pagar os impostos de circulação, tendo para isso que estar obrigatoriamente registado numa Gemeente ou o carro terá de regressar ao país por um período de três meses.

 

VIVER NA HOLANDA E CIRCULAR COM UM CARRO DE MATRICULA PORTUGUESA

 

Antes da entrada do carro no país, poderá pedir uma isenção de pagamento por um curto período de tempo, não mais de 14 dias por ano. Clique no link isenção do pagamento de impostos por um curto período de tempo para pedir a mesma via electrónica (informação em inglês está disponível neste local).

Esta é provavelmente, a pior solução apresentada. E isto porquê? Porque o carro paga impostos de circulação na Holanda, mas não deixa de estar obrigado a seguir a Lei portuguesa. O carro tem, a exemplo prático, obrigação de se apresentar ás Inspecções Periódicas em Portugal, com possível perda da cobertura do seguro automóvel se não o fizer. O período de isenção é normalmente usado durante o período de tempo que o carro está em Portugal para cumprir as obrigações. A inspecção automóvel holandesa não é legalmente válida em Portugal.

Deve-se também a ler as condições do contrato do seguro automóvel, uma vez que é possível que exista uma clausula sobre o tempo permitido que o carro pode circular fora do país. É usada normalmente pelas companhias de seguro portuguesas uma clausula de cerca de 90 dias para esse efeito.

Para legalizar o seu carro convenientemente terá depois de seguir os passos descritos a seguir.

 

VIVE NA HOLANDA E QUER IMPORTAR O SEU CARRO DE PORTUGAL

 

Se emigrou para a Holanda pode incluir o seu carro como um bem pessoal deslocável sob as leis europeias. E isto porquê? Para evitar pagar o Imposto Automóvel, aqui chamado de BPM.

Para ter este direito, estes são as regras e passos a seguir:

 

1- O carro terá de estar na sua posse no mínimo há 6 meses e terá de estar igualmente pago. Não pode haver créditos em pagamento sobre o mesmo.

2- Por isso mesmo terá de ter cópia da factura da compra do mesmo.

3- Precisa de uma declaração da sua Gemeente para provar há quanto tempo está registado no país.

4- Copia de um comprovativo de morada. A cópia do contrato de arrendamento da casa serve.

5- Tem de retirar a sua morada fiscal de Portugal e precisa da cópia desse mesmo comprovativo. Terá de tratar desse assunto nas Finanças em Portugal.

6- Uma cópia do registo automóvel.

7- Cópia do seu Cartão de Cidadão ou Passaporte.

8- Seguidamente precisa de imprimir este documento aanvraag vergunning vrijstelling bpm verhuizing, preencher e enviar para a seguinte morada:

 

Belastingdienst
Postbus 4
6400 AA Heerlen

 

Tomar atenção que são pedidos cópias de outros documentos, dependendo os mesmos, das respostas dadas no formulário.

Poderão assim ser pedidas cópias:

- de contrato de compra ou aluguer de casa em Portugal;

- cópia de seguro de saúde em Portugal, caso exista;

- conforme a razão da sua vinda para a Holanda, é pedida ainda a cópia:

. do contracto de trabalho;

. da declaração do empregador;

. da autorização de trabalho;

.da inscrição na Kamer van Koophandel;

. da declaração de estudante na Holanda

 

Enviar juntamente com o formulário, todos os outros documentos acima descritos e dentro de 3 a 4 semanas receberá a resposta.

 

Depois disso, terá de se deslocar ao Centro RDW da sua zona com os documentos originais do carro e a sua identificação para uma inspecção ao veículo. Terá de pagar por esta inspecção cerca de 180 €. Se o carro tiver passado na inspecção, no mesmo local terá de ir ao balcão BPM e entregar a carta de recebeu do Belasting. Se tudo estiver certo e tiver direito à isenção do pagamento do Imposto Automóvel (BPM) receberá dentro de uma semana os novos documentos e o registo de matrícula. Pode agora mandar fazer a sua matricula holandesa e colocar no seu carro. A partir deste momento, o carro terá de estar plenamente na sua posse durante 12 meses, sob pena de perder a isenção a que teve direito, mais uma possível multa. Antes de poder circular, terá igualmente de contratar um seguro automóvel holandês. Veja aqui o valor de BPM na eventualidade de o ter de pagar, com a ajuda deste calculador.

 

A má notícia é que dentro de 3 a 4 semanas receberá a primeira parcela de Imposto de Circulação (motorrijtuigenbelasting) referente ao seu carro para pagar. Para conhecer o valor do Imposto de Circulação referente ao seu carro, pode consultar a página do Belastingdienst.

Os valores podem ser pagos por trimestre ou anualmente e

dependem dos seguintes factores:

. O tipo de uso do veículo;

. A província em que vive;

.O tipo de combustível;

. A classe de peso.

 

Existem igualmente isenções para este imposto caso:

. Carros com mais de 25 anos;

. Carros a gasolina até 95 gramas/quilómetro de emissão de CO2;

. Carros a diesel até 70 gramas/quilómetro de emissão de CO2.

 

Mais informações sobre este assunto, pode consultar o Belastingdienst e a RDW.

Aconselhamos também a leitura do seguinte artigo Questões da Carta de Condução.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog www.portuguesesnaholanda.blogs.sapo.pt

Portugueses na Holanda Facebook www.facebook.com/portuguesesholanda

Portugueses na Holanda Email ptnanl@sapo.pt

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Trabalho na Holanda www.facebook.com/groups/trabalho.na.holanda

 


publicado por Alvaro Faustino, em 07.02.13 às 17:52link do post | | adicionar aos favoritos

 

E pela primeira vez desde 2006, o número de pessoas que chegam à Holanda caiu enquanto o número daquelas que saem, aumenta já pelo terceiro ano consecutivo. O número de novos imigrantes no ano de 2012, situou-se nos 156 000, apenas 7 000 a mais do que aqueles que deixaram o país.

A questão de muitos refugiados da Ásia e África, juntamente com muitos europeus de Este regressarem aos seus países de origem, contribuem para estas estatísticas.

Outra causa é a saída de jovens adultos para os mercados de trabalho da Bélgica e Alemanha, muito atractivos para esta faixa e também a saída de pensionistas para o Sul da Europa, França e Tailândia, contribuem para estes números.

Em termos de regressos aos seus países de origem, Turquia, Marrocos, Suriname e Antilhas Holandesas, são mais aqueles que voltam a estes países, do que aqueles que saem de lá para a Holanda. Por outro lado, países Sul Europeus, em particular Grécia e Espanha, tem vindo a aumentar o fluxo de pessoas que imigram para a Holanda.

 

Em termos populacionais, o aumento de população está a sofrer um abrandamento, sendo que existem apenas 35 000 mais habitantes em 2012, do que no ano anterior. As baixas temperaturas de Fevereiro e a epidemia de gripe em Março, fez situar o número da mortalidade em 141 000. Ao mesmo tempo, 175 000 nascimentos provocaram uma queda de 5 000 no total do que no ano anterior. Com estes números, a taxa de natalidade está ao nível dos anos 80.

Segundo o representante do instituto de estatística holandês, a CBS, isto deve-se ao facto de as mulheres terem o seu primeiro filho mais tarde e também à incerteza económica do país.

 

Todos os dados referidos são de comparação entre 2012 e 2011.

 

Notícia segundo a DutchNews.nl

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog www.portuguesesnaholanda.blogs.sapo.pt

Portugueses na Holanda Facebook www.facebook.com/portuguesesholanda

Portugueses na Holanda Email ptnanl@sapo.pt

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Trabalho na Holanda www.facebook.com/groups/trabalho.na.holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 02.02.13 às 19:00link do post | | adicionar aos favoritos

 

Chegou-me ao conhecimento de alguns portugueses estarem a passar por dificuldades e a terem de recorrer ao Banco Alimentar para a sua alimentação. Aproveitando assim esta má notícia, tentarei através deste artigo dar a conhecer o Banco Alimentar e como recorrer a ele no caso de alguém estar no momento a atravessar dificuldades na aquisição de bens alimentares. Serve também para dar a conhecer a outros esta importante informação, para que a possam passar a outros que estejam no momento a atravessar uma situação má e também para apelar à boa vontade e se assim o entenderem, fazerem um donativo a esta importante instituição. Lembrem-se que os donativos podem ser declarados no seu IRS holandês e porque um dia, poderemos ser nós a ter de recorrer a esta ajuda.

 

O Banco Alimentar 

 

O Banco Alimentar foi responsável pela distribuição de mais de 900.000 pacotes de ajuda alimentar no ano de 2012 através dos seus 5000 trabalhadores voluntários, mas mesmo assim é necessário dinheiro para custos de transporte e manutenção.

Estaria interessado em fazer um donativo? Pode fazer através do link Donativo Banco Alimentar

Estaria também interessado no trabalho voluntário? O Banco Alimentar tem algumas vagas. Podem ser consultadas nos seguintes links:

 

- A nível Nacional.

- A nível Regional.

 

(As vagas de trabalho no Banco Alimentar não são remuneradas. Todo o trabalho realizado é voluntário)

 

Para Quem Procura Ajuda

 

Existem alguns critérios para que o seu pedido possa ser aceite. Os critérios mudaram e desde 1 Janeiro de 2012 estes são os seguintes;

 

Depois dos deveres e obrigações contratuais que tem (como pagamento de renda, luz, gás, água, etc...), estes são os critérios mínimos para a aceitação do seu pedido.

 

O seu rendimento mensal mínimo de sobrevivência terá de ser menor que:

 

€ 180 por um adulto   +

€ 60 por cada adulto extra   +

€ 50 por cada criança a cargo.

 

Um exemplo prático.

Uma família de dois adultos e um menor que depois de pagas as suas obrigações e deveres contratuais tem um rendimento de € 250 para gastos na alimentação.

Será então € 180 por um adulto + € 60 pelo segundo, o que faz um total de € 240 + € 50 pela criança, faz um total de € 290. Este é o valor minimo de sobrevivência da família.

Neste exemplo prático, esta família terá então direito a um pacote de ajuda alimentar, uma vez que o seu rendimento é de € 250, abaixo dos € 290 mínimos para a sobrevivência.

 

Outro exemplo prático.

Um adulto e dois menores que depois de pagas as suas obrigações e deveres contratuais tem um rendimento de € 300 para gastos na alimentação.

Será então € 180 pelo adulto + € 100 pelas duas crianças (€ 50 por cada), o que perfaz um total de € 280. Será este o valor mínimo de sobrevivência para esta família.

Neste exemplo, a família não terá direito a um pacote de ajuda alimentar, uma vez que o seu rendimento é de € 300, acima dos € 280 mínimos para a sobrevivência.

 

Onde Encontrar O Banco Alimentar

 

Para além do nível local, existem os Bancos Alimentares a nível regional:

Zona 1 - Regio Noord/Oost -

Kratonstraat 6

7941 HK Meppel

06-45027099 / 0522-255773

vbnregiono@gmail.com

 

Zona 2 - Regio Salland en Twente -

Scheepvaartstraat 6E

7411 MB Deventer

0570-625 422

info@voedselbankdeventer.nl

 

Zona 3 - Regio Noord Holland -

Oosterburgermiddenstraat 150

1018 LL Amsterdam

020-6384477

info@voedselbank.org

 

Zona 4 - Regio Rotterdam -

Keilestraat 7

3029 BP  Rotterdam

010 425 4358

Rotterdam@voedselbank.nl

 

Zona 5 - Regio Arnhem -

Bruningweg 7

6827 BM  Arnhem

026-351 53 17

info@voedselbankarnhem.nl

 

Zona 6 - Regio Haaglanden -

Boomaweg 101

2553 EB  Den Haag

info@voedselbankhaaglanden.nl

 

Zona 7 - Regio Brabant en Zeeland -

Beelaerts Van Bloklandstraat 13

5042 PM Tilburg

013-4551000 / 06-47920487

info@tilburgsevoedselbank.nl

 

Zona 8 - Regio Limburg -

Voltastraat 20

6372 CK Landgraaf

045-5331933

info@voedselbanklimburg.nl

 

Para mais informações e moradas dos postos locais, consulte a página do Banco Alimentar Holandês.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog www.portuguesesnaholanda.blogs.sapo.pt

Portugueses na Holanda Facebook www.facebook.com/portuguesesholanda

Portugueses na Holanda Email ptnanl@sapo.pt

Portugueses na Holanda Comentários no Blog e Facebook

Trabalho na Holanda www.facebook.com/groups/trabalho.na.holanda

 

   


Entre em Contacto
Portugueses na Holanda no Facebook
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27


Links de Interesse
blogs SAPO
subscrever feeds