O principal meio de informação em português na Holanda. Notícias, informação e ponto de encontro da comunidade portuguesa. Também pelo Facebook em www.facebook.com/portuguesesholanda
publicado por Alvaro Faustino, em 16.03.17 às 19:03link do post | | adicionar aos favoritos

Os Vencedores e os Vencidos 

Rutte (VVD) mesmo perdendo, ganhou. Wilders (PVV) mesmo ganhando, perdeu. Sybrand (CDA) e Alexander (D66), serão prováveis vencedores. E Jesse (GroenLinks), o carismático Trudeau holandês, é sem dúvida, outro vencedor. Pelo menos, o mais destacado. Lodewijk (PvdA) perdeu redondamente a confiança dos seus eleitores.

Ainda sem resultados oficiais, o próximo governo na Holanda será de coligação, tal como vem acontecido desde o final da 2ª Guerra Mundial.

A última semana de campanha, foi muito, bastante interessante, ao ponto de causar receios e preocupação à comunidade. Mas desenganem-se. O receio e preocupação mantém-se. Os resultados eleitorais mostram isso mesmo. Tudo se vai manter. Liberais no poder e populismo "anti" a crescer.

Coincidência ou não, Rotterdam foi palco de um incidente diplomático entre a Holanda e a Turquia. Com a anunciada visita do Ministro turco dos Negócios Estrangeiros à Holanda para uma campanha a favor de um referendo a realizar na Turquia, vários partidos aproveitaram-se da situação para proveito político. Claro que o PVV, partido anti-imigração, foi logo o primeiro e a julgar pelas sondagens, quase que o conseguia.

 

Um Jogo de Xadrez

Mas numa brilhante jogada, ou simplesmente um erro de todo o tamanho, Rutte antecipou-se e chegou mesmo a expulsar uma Ministra turca, através do Presidente da Câmara de Rotterdam, que veio também ela, meio em segredo, para o tal comício na comunidade turca da cidade, em apoio ao seu presidente Ergodan. Esta jogada ou erro de Rutte, valeu-lhe provavelmente os votos necessários para a vitória, mas à custa de um preço, que para já é diplomático, mas que se poderá virar contra a sociedade em ambas as partes.

Tal como peões num jogo de xadrez, comunidade turca e holandesa foram usadas para proveito político dos seus dirigentes nacionais. Rutte ganhou mais uns votos e confiança de que, também ele, pode ser duro para "os outros" quando necessário. E Ergodan ganhou o apoio e solidariedade do seu povo na diáspora para a sua cruzada contra a Europa e inimigos internos. Ganharam os dois politicamente, mas a médio/longo prazo, vamos perder nós, socialmente.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Portugueses na Holanda, em 12.03.17 às 10:00link do post | | adicionar aos favoritos

A cidade de Rotterdam acorda hoje calmo e solarengo. O Estado de Emergência foi terminado hoje de manhã. 

Mas ao certo, o que se passou em Rotterdam, que levou ao mais grave incidente diplomático da actualidade.

 

Eis um resumo dos acontecimentos de ontem à noite. Devem igualmente tomar nota destas duas datas.

15 de Março, dia de eleições na Holanda, com uma campanha eleitoral nervosa e com chances do partido PVV, anti-imigração e contra a UE, de ganhar.

16 de Abril, dia de referendo na Turquia, com vista à mudança da Constituição do país, dando mais poderes ao Presidente da Turquia.

Holanda, 11 de Março. Governo holandês proíbe a aterragem e um voo do Ministro turco dos Negócios Estrangeiros, que se deslocava a Rotterdam para participar num comício político para a comunidade turca imigrada na cidade, lutando a favor do referendo.

Rotterdam, 11 de Março. 

19:00 - Toma-se conhecimento que um outro membro do Governo turco se desloca por carro até ao Consulado na cidade, vindo da Alemanha, com vista a discursar para a comunidade, a favor do referendo na Turquia. Ministra dos Assuntos Familiares é barrada pela Policia à entrada da cidade.

De-Turkse-minister-werd-eerst-tegengehouden-in-Rot

19:10 - Presidente da Câmara tem uma conversa telefónica com o Cônsul turco, onde lhe é garantido que não há qualquer visita de membros do seu governo. Os primeiros apoiantes turcos reúnem-se em frente ao Consulado.

19:35 - Policia impede a saída do corpo consular do edifício. O número de manifestantes turcos cresce. As autoridades não autorizam manifestações na zona.

20:05 - Grupos de manifestantes turcos, contra a vinda da Ministra, são impedidos pela Policia de entrar na zona do centro da cidade. As autoridades de Rotterdam activam o Estado de Emergência na zona.

transferir.jpg

20:20 - O número de manifestantes aumenta. São agora cerca e 200.

20:35 - Caravana diplomática da Ministra chega ao Consulado. Meios de comunicação turcos na Holanda apelam à mobilização da comunidade turca.

20:45 - Segurança que acompanha a Ministra faz a linha de defesa ao seu carro. Número de manifestantes aumenta. São já mais de 500.

C6rRnXaWwAE6BNw.jpg

21:07 - Equipa especial da Policia, impede a deslocação da Ministra, que desejava falar com os manifestantes.

C6qlJTbXUAA7Wgg.jpg

21:18 - Governo turco dá a conhecer que o Embaixador da Holanda, não é mais bem vindo à Turquia. Consulados holandeses em Ancara e Istambul são encerrados por segurança.

21:30 - Primeiros incidentes entre Policia e manifestantes nas traseiras do Consulado. No grupo principal, o número de pessoas cresce para 2000. Há tensão, mas o ambiente está calmo.

21:40 - Ministra turca diz no seu Twitter que a Holanda quebrou todas as Leis, Convenções e Direitos Universais ao impedir a sua entrada no Consulado do seu país. Afirma que não tem intenções de interferir na campanha eleitoral que decorre na Holanda. Primeiro-Ministro holandês responde que os membros do Governo turco não estão impedidos de entrar no país, desde que não tenham intenções de fazer campanhas políticas sobre a Turquia.

22:10 - O Cônsul da Turquia fala através de um megafone aos manifestantes. O ambiente torna-se mais tenso. Equipas de Policia de Intervenção tomam as suas posições.

C6rBHFjXAAApvsO.jpg

23:00 - Ministra turca continua a querer falar aos manifestantes. Policia continua a impedir acção. Autoridades negoceiam com a Ministra. É-lhe dito para tomar o caminho mais curto de volta à Alemanha, caso contrário, haverão consequências. Ministra recusa e permanece no local.

23:30 - Mais equipas especiais da Policia chegam. Equipas caninas, canhões de água e policia a cavalo tomam posições. Jornalistas são conduzidos pelas autoridades para locais seguros. Primeiros incidentes entre a Policia e o grupo de manifestantes, frente ao Consulado. Em Amsterdam e Deventer, grupos de turcos começam a reunir-se em frente aos seus consulados nas cidades, em solidariedade com os seus colegas em Rotterdam.

C6rGWnAWgAIQYCt.jpg

00:15 - Ministra turca é colocada sob detenção em carro blindado da Policia. Autoridades consideram-na "Pessoa Indesejada" e será deportada de volta à Alemanha. O Estado de Emergência é alargado a todo o centro da cidade.

00:45 - Membros do corpo diplomático da Ministra recusam mover os seus automóveis. Reboques da Policia são usados para os retirar do local.

01:00 - Autoridades não confirmam detenção da Ministra.

01:10 - A Ministra turca é conduzida para fora da zona. Autoridades confirmam a deportação para a Alemanha. Caravana é conduzida pela Policia até à fronteira.

01:15 - Várias estradas e auto-estradas estão fechadas em Rotterdam. Presidente da Câmara dá uma conferência de imprensa a partir do Centro de Crise.

01:30 - É dada ordem de desmobilização aos manifestantes. A situação escala e tem inicio a carga policial, com canhões de água, seguidos por policia a cavalo e de choque. Instala-se o pânico na zona.

ME-ers-maken-zich-rond-22-40-uur-op-om-in-te-grijp

01:40 - Manifestantes respondem à carga policial com o arremesso de objectos.

De-situatie-rond-01-00-uur-Foto-MediaTV (1).jpg

02:00 - A manifestação quebra-se. Há pequenas cargas policiais para retirar os manifestantes mais resistentes. Há receios dos manifestantes se reunirem noutro local da cidade.

De-situatie-rond-01-00-uur-Foto-MediaTV.jpg

02:15 - Presidente da Câmara confirma a deportação da Ministra para a Alemanha e reafirma o Estado de Emergência no centro até ás 08:00.

02:30 - O centro da cidade está mais calmo. A acção policial termina e os manifestantes desmobilizam. 

08:00 - Estado de Emergência é terminado. Há registo de 12 detenções e 7 feridos.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 08.03.17 às 17:50link do post | | adicionar aos favoritos

De forma a assinalar o Dia Internacional da Mulher, quero destacar estas seis mulheres holandesas, de que uma forma ou outra, foram memoráveis pelos seus feitos e acções.

 

Kenau Simonsdochter Hasselaer (1526 – 1588)

Kenau Hasselaer, a mulher guerreira, retrato de Pieter Anthony Wakkerdak 

Uma mercadora de madeira da cidade de Haarlem. Entre a verdade e o mito, ficou conhecida durante o cerco espanhol à cidade de Haarlem em 1573. De forma a proteger a cidade, toda a população foi chamada para as fileiras. Homens, mulheres e crianças ajudaram à defesa das fortificações contra os canhões espanhóis. O nome de Kenau ficou registado num relato anónimo, que refere um mulher sem medo, que trabalhou dia e noite, na entrega de madeira e terra para fortalecer as fortificações. Conta a lenda, que no dia em que a cidade caiu nas mãos espanholas, ainda enfrentou os soldados, à frente de um pequeno exército de 300 mulheres.

 

Anna Maria van Schurman (1607 – 1678)

Anna Schurman, a brilhante. Pintura a óleo de Jan Lievens 

Foi a primeira mulher a frequentar uma universidade na Holanda. Possivelmente até da Europa. Aos quatro anos já sabia ler. Foi pintora, escultura, poeta e uma destacável estudante. Falada 14 idiomas entre o Grego, Latim, Hebreu, Árabe, Aramaico e Etíope. Muito inteligente pelos padrões do século XVII. Lutou pelo direito à educação para as mulheres, mas não conseguiu graduar-se na universidade, mesmo tendo sido a mais brilhante aluna do seu tempo.

 

Aletta Henriëtte Jacobs (1854 – 1929)

Aletta Jacobs, a implementadora 

Ao contrário da anterior, Aletta foi a primeira mulher a frequentar uma universidade e a conseguir a sua graduação, com um doutoramento em medicina. Para além de introduzir o feminismo na Holanda, também implementou o controlo natalício e a assistência médica aos carenciados. Juntamente com o criador W.P.J. Mensinga, foi uma das pessoas que ajudou a desenvolver o diafragma como método contraceptivo.

 

Nancy Sophie Cornélie (Corry) Tendeloo (1897 – 1956)

 Corry, a Lutadora

Foi uma das maiores lutadoras na Holanda pelos Direitos da Mulher. Tendo nascido na Indonésia, na altura, colónia holandesa, veio para Amsterdam onde se formou como advogada. Com um discurso assertivo, foi subindo igualmente numa carreira política, onde exigia salários iguais para ambos os sexos e o direito a uma mulher seguir uma carreira profissional. A lei nesta altura na Holanda, proibia uma mulher casada de exercer uma profissão. Infelizmente faleceu antes de ver o seu sonho concretizado. A lei foi abolida um ano após a sua morte, em 1957.

 

Jannetje Johanna Schaft (1920 – 1945)

Hannie, a Rapariga do Cabelo Vermelho, a rebelde 

Comunista lutadora pela Resistência Holandesa durante a 2ª Guerra Mundial. O seu nome de código era Hannie, também com um livro e um filme que contam a história da Rapariga do Cabelo Vermelho, como ficou conhecida. Para além de lutar contra os nazis, ajudava judeus a esconderem-se, a fugirem ou simplesmente, na entrega de senhas de ração para alimentação. Procurada pelos nazis devido aos seus atentados e ataques eficientes, foi capturada em 21 de Março de 1945 na cidade de Haarlem, onde, mesmo desobedecendo a um acordo e ordens superiores, que não permitiam o fuzilamento de mulheres, foi morta pelas balas nazis. Supostamente, mesmo antes da ordem de fogo, disse em tom provocatório aos seus executores, "atiro melhor que tu".

 

Annelies Marie Frank (1929 – 1945)

Anne Frank, a sonhadora 

A mais famosa e conhecida mulher na Holanda e do Mundo: Anne Frank. Com o sonho de ser uma escritora, aos 13 anos foi obrigada a esconder-se num anexo na cidade de Amsterdam. Aos 15 anos, o esconderijo foi descoberto e ela e toda a sua família foi capturada pelas tropas nazis. Faleceu com 15 anos num campo de concentração, dias antes da libertação da Holanda pelas tropas Aliadas. Durante estes dois anos em que esteve escondida, escreveu um diário, que mais tarde o seu pai Otto o publicou. Hoje, "O Diário de Anne Frank" é traduzido para mais de 60 idiomas e é um dos mais famosos e vendidos em todo o Mundo.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Portugueses na Holanda, em 06.03.17 às 17:50link do post | | adicionar aos favoritos

São nada mais nada menos que vinte parques naturais existentes na Holanda. Longe do rebuliço citadino das grandes cidades, existem locais de natureza intocável e paz calmante para os animais que lá vivem ou visitam e para visitantes. 

Agora que se aproxima a Primavera, que tal experimentar algo diferente, ao ver a chegada das aves migratórias ou espreitar a vida e a nova geração que lá vive? Para além disso, são fantásticos locais para passar o dia em família ou com amigos.

Eis então as Vinte Pérolas da Holanda:

Logo Nationaal Park Duinen van Texel

Nationaal Park Duinen van Texel

 

Situado na área protegida de Waddengebied, nas ilhas a Norte da Holanda, em Friesland, este parque apenas é acessível através da ligação marítima que liga a ilha de Texel ao resto do país. A partir da estação ferroviária de Den Helder, há um bus especial (linha 28) que liga esta estação e Texel a cada 60 minutos, a cada hora certa + 12 minutos (12:12, 13:12, 14:12...). Uma vez que carros não são permitidos, é uma boa oportunidade de levar a sua própria bicicleta ou alugar uma no parque. O parque disponibiliza 140 quilómetros de ciclovia ou caminhos pedonais.

 Pôr do Sol no Parque

Cobre um total de área de 43 Km2 na parte Oeste da ilha. É um complexo sistema de dunas e vales de sedimentos, com algumas aberturas para o Mar do Norte e algumas curiosidades geológicas e sedimentares. Cheios de fauna de características dunares e muitos animais. Local de repouso para muitas focas e de alimentação para alguns golfinhos da espécie Bico Branco.

Nidificação do Colhereiro Europeu

 

Ganso de Faces Negras, Colhereiro Europeu, Pato Branco, Eider Edredão, Ostraceiro Europeu, Alfaiate, Abibe Comum e o Tartaranhão Azulado são também algumas das espécies de aves que é possível encontrar neste parque natural. É o local de nidificação de mais de 80 espécies de aves e onde se encontram algumas espécies de anfíbios como Salamandras, Sapo Comum ou Sapo do Pântano.

 

Home

Nationaal Park Weerribben-Wieden

 

Situado em Emmeloord, na província de Overijssel e com uma área de 100 Km2, consiste na verdade de duas áreas distintas. Weerribben, fundado em 1982, com um terreno mais pantanoso e que foi usado até à 2ª Guerra Mundial para produção de turfa e Wieden, adicionado no ano de 2009, com características mais aquáticas.

Imagem aérea do parque 

A pitoresca pequena cidade de Giethoorn, com os seus característicos canais em vez de ruas, situa-se nas imediações deste parque.

É possível observar lontras no parque

Aqui encontram-se espécies vegetais características de pântano tais como Soldado de Água ou Stratiote, Drosera; aves como a Gaivina Preta; insectos como a Libelinha da espécie Aeshna viridis e borboletas da espécie Lycaena dispar. Mais recentemente é possível observar a Lontra. Rica em espécies de crustáceos e peixes, o parque é um dos maiores pântanos do género da Europa. Neste parque é possível alugar canoas para um passeio diferente e observação de vida animal ao longo dos vários cursos de água.

 

 

 

 

Nationaal Park Zuid-Kennemerland

 

Podemos visitar este parque perto da cidade de Haarlem, na província da Noord Holland, não muito longe de Amsterdam. Com 38 Km2 de praias, dunas, floresta e até uma piscina natural, onde é possível nadar nos meses mais quentes. Com uma fauna e flora rica e variada, podemos encontrar nas dunas mais de 800 espécies, entre as quais, varias espécies de bagas, que atraem centenas de aves canoras.

Vista sobre a área dunar do parque 

 

Como fauna é possível observar Ouriços Cacheiros, Esquilos, Veados, Póneis e introduzido recentemente, Bisontes. Embora esta área esteja vedada ao público, é possível observar estes magníficos animais a partir de uma plataforma especialmente criada para esse efeito. No parque também é possível observar mais de vinte espécies de borboletas.

Bisonte, uma das recentes introduções 

Sendo um parque relativamente pequeno, o passeio a pé é mais recomendado, mas também é possível usar a bicicleta. Existem variadas actividades organizadas pelo parque, tais como yoga, excursões com guia ou observação e fotografia de vida selvagem.

 

 

Het Nationale Park De Hoge Veluwe

 

O mais famoso parque natural do país. Situado na província de Gelderland, entre as cidades de Ede, Wageningen, Arnhem e Apeldoorn. Criado em 1935, conta com mais de 55 km2 e é o único parque nacional que sobrevive sem subsídios estatais. Por isso mesmo, o principal rendimento deste parque é a venda de ingressos de entrada para os que o visitam. Mas vale a pena.

Veado vermelho, uma das espécies que podemos encontrar no parque 

Para além de uma riqueza histórica e geológica, tem igualmente um tesouro natural. Para além de uma flora riquíssima, existem várias espécies de veados, javalis, carneiros, raposas, texugos, morcegos e martas.

 

 

 

 

Nationaal Park De Biesbosch

 

Uma das maiores e das mais importantes zonas protegidas na Holanda. Perto da cidade de Dordrecht, a cerca de 30 minutos de Rotterdam, entre as províncias de Zuid Holland e Noord Brabant, conta com cerca de 90 Km2 e é um dos últimos parques da Europa com água doce a ser influenciada pelas marés, criado em 1994, entre o delta do Reno e Mossa. Dividido naturalmente em três zonas, conta com uma variedade de espécies aquáticas, terrestres e de aves, onde é possível navegar num cruzeiro ao longo dos vários braços do delta.

Sliedrechtse Biesbosch, uma das poucas áreas na Holanda onde ainda existe um sistema dunar fluvial. Fortemente influenciado pelas marés, é uma zona de península entre dois braços do rio Beneden Merwede.

Hollandse Biesbosch, a maior zona recuperada do parque original, famosa pela quantidade de aves possíveis de observar e fotografar.

Brabantse Biesbosch, a maior área do parque, já na província de Noord Brabant, separada do restante parque pelo Nieuwe Merwede, é caracterizada pela sua floresta de salgueiros.

Imagem aérea do sistema de ilhas e cursos de água do parque 

Outras áreas do parque foram convertidas em terrenos agrícolas e zonas recreativas para a população das cidades adjacentes. Para além das florestas de salgueiros, tem vastas áreas de prados húmidos e caniçal, espalhados por um labirinto de riachos e pequenas ilhas. Usada por uma variedade de aves aquáticas, é o local mais importante para para a migração do Ganso. Uma grande variedade de flora floresce no parque. Várias espécies de Urtigas, uma espécie de Circaea lutetiana, Lythrum, Impatiens Epilobium Hirsutum. Como fauna, encontramos a Enguia, Perca, Carpa ou Pardelha dos Alpes, como espécies de peixes; Tritão Comum, Sapo Comum, Rã Castanha ou Rã Verde, como anfíbios; para além do Ganso, encontramos também o Mergulhão Pequeno, Corvo Marinho de Faces Brancas, Abetouro, Garça Vermelha, Andorinha do Mar Comum, Coruja Pequena ou Guarda Rios, são algumas das espécies de aves presentes no parque. Desde 2011, também é possível encontrar a Águia Pesqueira, devido a uma tentativa de introdução desta ave no local.

 

Barragem construida por um castor

Uma grande variedade de roedores, sendo o Castor Europeu, a grande estrela do parque. Há igualmente planos de introdução da Lontra Europeia no parque nos próximos anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Veluwezoom

 

50 Km2 em plena província de Gelderland, dividido pelos Municípios de Arnhem, Rheden e Rozendaal, este parque natural situa-se a poucos quilómetros de outro: o de Hoge Veluwe. Por isso mesmo, são poucas as diferenças entre eles em relação a animais. Criado em 1930, é o mais antigo parque da Holanda e totalmente administrado por uma associação privada.

Imagem da charneca do parque 

Acessível tanto com automóvel, como comboio, tem zonas recreativas onde se pode inclusive realizar refeições ao ar livre, graças ao mobiliário de parque existente, com mesas e bancos para o efeito.

Veado Vermelho, um dos animais que se encontram no parque 

Maioritariamente constituído por floresta e charneca, terrenos áridos e pedregosos, cobertos por vegetação xerófila. Neste parque encontramos variedades de Urze e Cytisus. Como animais, encontram-se alguns de grande porte, tais como Veados Vermelhos, Gamos e Corça. Mas também mais pequenos como Texugos e Arminhos. Guarda Rios, Ógea, Tartaranhão Apívoro, Noitibó Europeu e Pica Pau Verde e Negro, são algumas das espécies de aves do parque. É dos poucos locais na Holanda onde se encontram repteis venenosos em liberdade. Víbora Europeia, Cobra Lisa Austríaca, Cobra de Água de Colar, como cobras e Licranço, Lagarto Ágil e Lagarto Vivíparo, como espécies de lagartos.

 

CCF17122012_00000.jpg

 

 

Nationaal Park De Loonse en Drunense Duinen

 

Criado em 2002 com apenas 35 Km2, situa-se em Noord Brabant a cerca de seis quilómetros da cidade de Tilburg e faz fronteira com o famoso parque temático de Efteling. Com pequenas áreas de floresta coníferas, pântano e turfa, tem um vasto espaço de dunas, que lhe dá a alcunha de Sahara Holandês . Nas proximidades há variedade de alojamento e campismo. Apenas a zona nordeste do parque tem restrições a acesso a público em geral, pois até ao inicio da década de 1990 foi usado como local de treino militar.

Paisagem característica do parque 

Com uma pequena curiosidade geológica, neste parque encontram-se várias zonas de areias movediças, que partilham o espaço com floresta de pinheiros, urze e molina, onde se encontram vários anfíbios da espécie Rã Arborícola Europeia, também conhecida por Rela, Rã Azul e Tritão de Crista.

Rela ou Rã Arborícola, são uma das espécies do parque 

Infelizmente, devido ao forte desenvolvimento urbano da região, é um parque pouco escolhido pelas aves migratórias e devido ao seu tamanho e geologia, não é fácil a introdução de grandes mamíferos. 

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park De Groote Peel

 

Desde 1993, estes 15 Km2 são uma das mais ricas e intocáveis áreas naturais na Holanda. Na fronteira das províncias de Noord Brabant e Limburg, este parque conta com um terreno pantanoso , muitas vezes inacessível, turfa, pequenas dunas e lagos.

O percurso pedonal está bem assinalado e em bom estado 

Sendo um dos mais importantes locais de repouso e nidificação de aves na Europa, conta com uma população residente de Mergulhão de Pescoço Preto e nos meses de Outubro e Novembro, costuma receber a migração do Grou Comum. Entre outras espécies de aves mais pequenas, existe igualmente uma grande variedade de insectos, anfíbios e peixes.

Grou Comum, uma das espécies que visitam o parque 

Existe um percurso de 3 Km assinalado por pequenos postes vermelhos ao longo do parque. Não sendo obrigatório o seguimento desta rota, é pedido cuidado em aventuras fora do trilho oficial. Não se esqueçam que é uma zona de pântano.

 

 

 

 

 

Nationaal Park De Maasduinen

 

Junto à fronteira com a Alemanha, este parque fundado em 1996 e com 45 Km2, situa-se na província de Limburg e faz parte de uma área maior que está no lado alemão. Sendo possível excursões e percursos pedonais e em ciclovia, é constituído por floresta e charneca, com Carvalho, Bétula, Pinheiro Faia e Amieiro, bem como a rara Genciana de Turfeiras, em planalto arenoso e dunar ao longo do Rio Mossa.

Uma das rotas em ambiente dunar e de charneca 

 

Rico em variedade réptil e anfíbia, encontramos facilmente a Cobra Lisa Austríaca, Sapo Corredor, Sapo de Alho e Licranço, onde também é possível encontrar uma grande variedade de aves, como Grou Comum, Águia Sapeira, Pica Pau Preto e Guarda Rios.

Guarda Rios é uma das aves que podemos encontrar 

Também se observam alguns mamíferos, Castor, Morcego Anão, e Morcego Orelhudo Castanho. Há também registadas pelo menos 26 espécies de Libelinhas e 33 de Borboletas.

 

 

 

 

 

Nationaal Park De Oude Venen (De Alde Feanen) 

 

Em pleno coração da província da Friesland, no triângulo entre as cidades de Leeuwarden, Heerenveen e Drachten, encontramos este espaço natural de 23 Km2, estabelecido em 2006, tornando-o assim um dos mais recentes espaços protegidos. Com serviços que vão desde o aluguer de bicicleta, ao aluguer de canoas, há muitas e variadas maneiras de visitar este parque.

Esquema da Trilveen, uma espécie característica do Norte da Holanda 

Parte da área pertence ao Lago Princehof e podemos encontrar, observar e fotografar aqui, mais de 450 espécies de plantas e mais de uma centena de espécies de aves. A planta mais interessante e característica desta zona é uma espécie de relva ou musgo flutuante, chamado de Trilveen. Encontramos também o Junco, a Violeta do Pântano, a Sambamaia ou o Morango da Água.

Rouxinol é uma das espécies observadas no parque 

Para além de seis espécies de anfíbios, vinte e duas de Libélulas, vinte de borboletas, tanto diurnas como nocturnas e uma quantidade de outras espécies de peixes, encontramos igualmente a Lontra, reintroduzida em 2011, depois de ter desaparecido nos anos 80 do século passado, e grande variedade de aves, como o Rouxinol Barbudo, Franga D'Água Grande, Combatente, Gaivina Preta, várias espécies de Gansos, Milhafre Preto, Falcão Peregrino ou Maçarico Bastardo.

 

 

 

 

 

Nationaal Park Drentsche Aa

 

Na província de Drenthe e com 100 Km2, foi implementado em 2002 para ajudar a proteger uma paisagem rural intocável desde o séc. XIX, pois escapou à implementação das reformas agrícolas da Holanda do séc XX. Com uma oferta variável de formas de visita que passa também por passeios a cavalo, este parque situa-se perto da cidade de Assen, com um número considerável de pequenas cidades no seu interior.

Paisagem do parque 

Para além de uma variada fauna e flora, a criação deste parque visa essencialmente proteger a paisagem da zona, controlando acima de tudo, o desenvolvimento urbano e da agricultura na zona. Mesmo assim, encontram-se várias espécies de plantas características de zonas de cultivo e animais de pequeno porte, tais como espécies de roedores, insectos e aves como a Coruja das Torres, Falcão Peregrino e Milhafre Preto.

Coruja das Torres é uma das aves típicas dos meios rurais 

Todo o parque está ainda em forte planeamento, esperando para já importantes decisões do Governo para que possa crescer em biodiversidade e formas de protecção natural.

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Drents-Friese Wold

 

Localizado entre as províncias de Friesland e Drenthe encontra-se este parque natural de 61 Km2 desde o ano 2000. Com presença humana desde a Idade da Pedra, observam-se em muitos locais antigos locais fúnebres dos povos que aqui viveram.

A Marta Europeia é uma das muitas espécies observáveis 

 

É atravessado por um dos poucos cursos de água naturais da Holanda, o Rio Vledder Aa. Com algumas zonas dunares, tem igualmente uma variedade de floresta com pinheiros, carvalhos e abetos. Como vida animal, observam-se a Marta Europeia, Cobra Lisa, Lagarto Ovíparo e o Corvo Comum, entre muitos outros, tais como Falcões e outras aves de rapina. 

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Dwingelderveld

 

Com 37 Km2 e também situado na província de Drenthe, perto da cidade de Dwingeloo, conta com curiosidades arqueológicas, desde ruínas de antigos acampamentos celtas, a linhas de comboio usadas pelo alemães para transporte de mercadorias na 2ª Guerra Mundial. Existe nas imediações do parque uma boa oferta de restaurantes, hotéis e parque de campismo. Também há um centro de astronomia, o Planetron, que pode ser visitado pelos turistas.

Um dos pequenos charcos de água do tempo da última Era Glaciar 

Uma paisagem maioritariamente de pequenas colinas de areia, vestígios de antigas dunas, salpicadas por pequenos charcos e lagoas de água, algumas vindo do tempo da última Era Glaciar, o parque oferece uma variedade de vida animal e vegetal.

Orquídeas são umas das espécies que se encontram naturalmente no parque 

Urze, Erica, Baga Negra, usada como corante alimentar natural, Andrómedas e algumas espécies de Orquídeas, são algumas das espécies vegetais que se encontram. Como espécies animais, três espécies de cobras e uma variedade de espécies de borboletas, algumas delas raras, podem ser observadas. 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Lauwersmeer

 

Entre as províncias de Friesland e Groningen encontramos este parque com 60 Km2, desde 2003. Na sua maioria, o parque é o delta do Rio Lauwers. Depois do encerramento do dique de protecção, toda a zona tornou-se num lago, chamado agora de Lauwersmeer. Isto faz com que o parque tenha uma grande área aquática e por conseguinte, uma variedade de peixes que habitam estas águas.

Um fabuloso delta faz parte da maioria do parque 

Em terra encontram-se várias espécies de aves. Colhereiro Europeu, Tartaranhão Caçador, Rouxinol e Pisco de Peito Azul são as aves residentes, mas recebem também aves migratórias. Piadeira, Cisne Pequeno e o Ganso de Faces Brancas, são algumas das espécies.

Cavalos e Gansos são duas das espécies existentes 

Várias espécies de mamíferos são igualmente usados para manter uma vegetação baixa. Entre elas encontram-se Póneis, Gado das Terras Altas, como Gado Escocês, para além de Cavalos.

 

 

 

 

Nationaal Park De Meinweg

 

Faz parte de um maior parque transfronteiriço entre a Holanda e a Alemanha. Esta é a parte holandesa. Com apenas 18 Km2, perto da cidade de Roermond na provincia de Limburg, foi estabelecido em 1990. Geologicamente, a zona foi formada há mais de dez mil anos, através de infiltrações sucessivas nos planaltos dunares entre os rios Reno e Mossa. Hoje, toda a área está a cerca de 80 metros acima do nível do mar.

Vista área sobre uma parte do parque 

Várias espécies de bagas estão entre a Flora encontrada, mas também tem Droseras, plantas carnívoras característica dos pântanos, NartheciumMyrica gale e Genciana de Turfeiras.

A raposa é uma das espécies observáveis 

Em relação a vida animal, Javali, Raposa, Tourão e outras espécies de Martas, Corça e Arminho, são alguns deles. 110 espécies de aves, entre as quais, o Grou Comum. 60 espécies nidificam no parque. Várias espécies de repteis e anfíbios também se observam. Entre várias espécies de rãs e sapos, encontram-se a Rã Verde e o Sapo Corredor. O Tritão Alpino ou o Tritão Palmado, encontram-se entre as espécies de répteis conhecidas do parque.

Para além disso, foram já registadas 50 espécies de borboletas diurnas e mais de 340 nocturnas

 

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Oosterschelde

 

Com 370 Km2 na província de Zeeland, este é o maior parque natural da Holanda desde 2002, embora apenas cerca de 20 Km2 sejam de áreas secas. Limitado pelas ilhas de Zeeland, por barragens e diques construídos pelos Homens, era um local de encontro entre água doce e salgada, muito influenciado pelas marés.

Bancos de areia durante a maré baixa 

Com o fechamento do Deltawerken e de todas as ligações com o mar em 1986, tornou-se num local onde a Natureza regredia. Por isso mesmo, recentemente, foi autorizada a abertura de certas barragens para que as marés, a mistura da águas doce e salgada e a migração de peixes entre o mar e o rio fosse possível.

Toninha, um mamífero da família dos golfinhos 

A Foca e a Toninha são visitantes regulares destas águas, muito famosas como local de mergulho desportivo. Com a baixa maré e a exposição de bancos de areia, observam-se milhares de aves que se alimentam de pequenos crustáceos. Ao longo dos diques, encontram-se facilmente várias espécies de crustáceos, entre caranguejos e camarão de água doce. Debaixo de água, o Choco e a Anémona, são duas das espécies que se observam.

 

 

 

 

 

Nationaal Park Sallandse Heuvelrug

 

Em Overijssel, desde 2004, encontramos estes 35 Km2 de parque natural, perto das cidades de Nijverdal e Holten. Com vestígios de uma floresta do Holoceno, a maioria desapareceu com o surgimento do Homem na zona. A necessidade de terrenos de cultivo na Idade Média, levou ao quase desaparecimento desta floresta. No inicio do séc. XX, os vários programas de reflorestação conseguiram salvar uma parte.

Panorama do parque a partir de um dos caminhos pedonais 

Dentro do parque existe um dos maiores cemitérios militares da Europa, construído para albergar 1393 campas de soldados canadianos, mortos em combate na 2ª Guerra Mundial

As corças são umas das espécies mais vistas do parque 

Com uma paisagem de colina, encontram-se uma variedade de espécies de Pinheiro e outras Coníferas. Bétula, Carvalho e Faia são outras espécies que se encontram, juntamente com espécies de arbustos de flor e de baga. Com variedade de répteis e anfíbios, especialmente nas zonas húmidas, encontram-se igualmente a Corça, Texugo e Doninha Anã. Aves, encontram-se o Cartaxo Comum e o Corvo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nationaal Park Schiermonnikoog

 

Ocupando a maior parte da ilha de Schiermonnikoog com 54 Km2, no arquipélago das ilhas Frísia na província de Friesland, foi fundado em 1989 e apenas é acessível por barco a partir de Lauwersoog, uma das cidades de um Parque Nacional acima referido, o Nationaal Park Lauwersmeer. Para além de viagens a cavalo, a bicicleta é outro meio aconselhado. A ilha sofreu uma grande erosão. Constituída maioritariamente por areias e outros sedimentos, a força das marés erodiu uma grande superfície. Só no séc. XX, com a permanência de uma população, foi possível a realização de obras para a preservação da ilha, nomeadamente a construção de diques e plantação de árvores e outra vegetação para impedir a erosão.

Vista aérea do parque 

Para além de praias e de uma pequena vila, existem dunas, florestas e bancos de areia, que ficam acima da superfície durante a maré baixa, permitindo assim a um grande número de aves alimentarem-se. O Cacongo, Ostraceiro e  Maçarico, são algumas espécies de aves existentes. A Foca Comum e a Foca Cinzenta também são visitantes assíduos do parque.

É possível a observação de espécies de Maçaricos 

Nas suas dunas, o avistamento de coelhos era fácil, mas devido a uma doença, quase que desapareceu da ilha. O Espinheiro Branco, Espinheiro Marítimo, Madresilvas, Lavanda, Aster e Salicornia são das espécies de plantas mais comuns na ilha.

 

 

 

 

Nationaal Park Utrechtse Heuvelrug

 

Em pleno coração da província de Utrecht e não muito longe da cidade de mesmo nome e Veenendaal, encontramos este parque com 100 Km2, estabelecidos em 2003, com a fundação do parque e em 2013, com um alargamento do mesmo. Com uma paisagem típica de Colina, foi formado ao longo dos séculos pela força das águas e do Homem. Hoje é a segunda maior área de floresta do país, com relíquias pós Idade do Gelo, como vastas áreas de Carvalho e Faia.

Um dos percursos do parque 

 

O Texugo Europeu, Marta do Pinheiro são alguns dos mamíferos que aqui vivem. Em relação a aves, encontram-se mais de 100 espécies, entre as quais, Pica Pau Preto e o Corvo. Na região pantanosa encontra-se uma ave rara. A Garça Pequena ou Garçote é uma ave protegida com a classificação de "Vulnerável".

Marta do Pinheiro, uma das espécies que aqui se encontram 

Anfíbios, répteis, morcegos, borboletas e libélulas são outras das espécies que aqui vivem.

 

201105230920541991.jpg

 

 

 

 

Grenspark De Zoom-Kalmthoutse Heide

 

É o segundo parque natural fronteiriço e partilhado com outro país. Desta vez com a Bélgica. Com uma área total de 37.5 Km2 e criado em 2001, é divido mais ou menos em partes iguais, entre a província belga de Antwerpen e a holandesa de Noord Brabant. Na parte belga, o parque é mais visitado. Na parte holandesa é mais calmo, o que poderá ser até melhor, pois os animais preferem o sossego e mais facilmente poderemos observa-los.

Transição entre o bosque e a charneca no parque 

Constituído maioritariamente por bosque, charneca e pequenos charcos de água, a diversidade de fauna e flora é grande. Besouros, Formiga Leão e Abelha da Areia, são alguns dos insectos que existem, para além de várias espécies de Libélulas e Borboletas.

Algumas espécies de Besouros encontram-se no parque 

Nos pequenos charcos, encontram-se várias Rãs e Sapos. Quanto a aves, existe aqui a maior comunidade de Noitibós na Holanda e da Bélgica, com cerca de 80 casais a nidificar dentro do parque. O Mergulhão de Pescoço Preto é a mascote do parque e divide território com a Cotovia Pequena, entre muitas outras espécies de aves.

 

Acaba assim a apresentação dos vinte Parques Naturais da Holanda. Mas claro, que não podemos ficar por aqui. Existem pelo menos mais quatro locais que queremos partilhar:

Paisagem Protegida de Zuid Limburg 

Bem no Sul da Holanda, em redor da cidade de Maastrich, encontramos ao que se chama de, as Colinas da Holanda. É o ponto mais alto do país, atingindo os 322 metros em Vaalserberg. Curiosamente, neste local também podemos encontrar a fronteira entre a Holanda, a Bélgica  e a Alemanha. Paisagem rica em desníveis e castelos, encontramos várias curiosidades geológicas que não se encontram em mais nenhum local do país; Grutas. Mais propriamente, uma espécie de mina, pois foi escavada pelo Homem ao longo de mais de 1000 anos para recolher pedra Calcária, usada em variadas construções. Não só por isto, mas também pelos castelos, pela paisagem e pela cidade de Maastrich, merece uma visita.

Rotterdam Zoo

Aberto em 1857, foi severamente danificado na 2ª Guerra Mundial. No final da guerra foi deslocado para a localização actual. É o maior e um dos mais antigos zoológicos da Holanda e conta com uma variedade enorme de espécies animais e plantas. Todos os continentes estão representados e tem inclusive um Oceanário e um Pavilhão de Borboletas. Está inscrito em mais de 70 programas de procriação para tentar salvar espécies ameaçadas ou em vias de extinção. Elefante Asiático, Dragão de Komodo, Panda Vermelho e Grou da Manchúria, são algumas das espécies destes programas.

Keukenhof

Conhecido como o Jardim da Europa, é o maior parque de flores do Mundo, onde se exibem mais de 7 milhões de flores todos os anos entre os meses de Março e Maio. Situado em Lisse, perto de Amsterdam, nasceu em 1949 e pretendia ser um local onde os produtores de flores na Holanda, pudessem exibir os seus produtos. Acessível a partir de Amsterdam, Schiphol e Leiden com um autocarro especial que os liga directamente a partir destas cidades ao parque, neste ano de 2017, o Keukenhof estará aberto de 23 de Março a 21 de Maio.

Den Haag Japanese Garden

Em Den Haag encontramos este pequeno Jardim Japonês. Não é muito grande, visita-se em uma hora, mas é de uma beleza diferente. É o único do género na Holanda. Criado em 1910 pela Baronessa van Briene, mais conhecida por Lady Daisy, trazia das suas viagens ao Japão, várias plantas e sementes com que foi criando este belíssimo jardim. Devido à sua fragilidade, apenas abre durante curtos espaços de tempo ao longo do ano. Em 2017 estará aberto de 29 de Abril a 11 de Junho e de 14 a 29 de Outubro com entrada gratuita. Sendo um jardim relativamente pequeno, prefira dias que não coincidam com grandes festividades ou Domingos, caso contrário, devido à afluência de visitantes, o jardim torna-se caótico e sem possibilidade de uma observação digna da calma e arquitectura paisagística japonesa.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 26.02.17 às 19:31link do post | | adicionar aos favoritos

 

Aproximam-se as eleições para a eleição de deputados do Parlamento Holandês, a Tweede Kamer. No próximo dia 15 de Março, todos os holandeses e estrangeiros naturalizados, maiores de 18 anos, irão escolher quem vai governar a Holanda nos próximos quatro anos.

Mas nós também fazemos parte da sociedade holandesa. Trabalhamos e vivemos também neste país. Pagamos impostos, seguro de saúde e se calhar, muitos de nós, não usufruem de todos os direitos a que podemos. Mesmo assim, a democracia e lei, deixam-nos de lado. Considero mesmo que somos os "Sem Voz".

Como eu, pensam muitos outros e Carrie Ballard, um escritor americano a viver em Den Haag, e Hugo Shoppek, um alemão que trabalha como especialista em sustentabilidade, ambos foram os responsáveis pela organização no passado dia 21 de Janeiro da Marcha das Mulheres em Amsterdam, vêm agora com uma Carta Aberta a toda a Holanda, dar a voz aos que não têm voz.

Transcrevo aqui esta Carta Aberta:

 

"Caros Países Baixos,

Somos todos pessoas que vivem na Holanda. Somos pessoas normais; Seus vizinhos. Alguns de nós são estrangeiros, e alguns de nós são holandeses. Todos nós nos importamos com a Holanda.

Os Estados Unidos acordaram para a eleição de Donald J. Trump apenas algumas semanas atrás. Muitas pessoas ficaram chocadas. Sua campanha apelou para os americanos que foram deixados para trás pela economia moderna, sentiam-se enganados, fora de seu direito a um futuro bom, a classe média branca cujas opiniões não foram compreendidas ou abordadas e que sentem que são desprezados por uma suposta elite.

Eles são racistas? Não, mas eles testemunham minorias ficando à frente deles e quando as pessoas são de uma cor ou religião diferente, é fácil dirigir raiva e medo a eles.

 

Um futuro melhor?

Os partidários do actual presidente dos EUA achavam que votar anti sistema e exclusão (a "proibição muçulmana") faria um futuro melhor para eles. Na realidade eles estão vendo leis em que não votaram e que estão a mudar o carácter do país.

Pedimos ao povo da Holanda para fazer melhor do que os EUA fizeram na eleição para a Presidência. Na Holanda, há manifestações pacíficas de milhares de pessoas comuns, muitas mulheres e crianças, contra Trump e contra o ódio aqui na Holanda.

As pessoas de boa vontade querem mudanças também, mas não à custa de ficar atrás no progresso social e ter mais e mais problemas e divisão na sociedade. Medo e preconceito não fará nada além de mal a todos nós. Acreditamos que os Países Baixos podem encontrar outras soluções, melhores para as diferenças entre aqueles que vivem aqui e aqueles que estão vindo, soluções em linha com os valores holandeses de abertura e respeito, de equidade, de norma e comportamento respeitoso.

 

Aceitação

Podemos viver juntos se aceitarmos algumas diferenças entre nós. A cultura holandesa tem normas e valores, como todas as culturas. Se vivemos aqui, devemos respeita-los em nosso comportamento diário.

E para os outros? Podemos beneficiar das coisas que outras culturas podem contribuir? Cultura, trabalho, comida, música, aprendizagem, piedade? Nós queremos chegar a todos. Queremos fazer a paz com os outros e dentro de nossos próprios pensamentos.

Nós gostaríamos de juntarmos para fazer a nossa parte, para manter a Holanda, o nosso lar, um país de inclusão, solidariedade, valores, justiça para todas as pessoas de boa vontade. Por favor junte-se a nós. Pode ser que gostamos de alguém que é mau para nós ou que odiamos alguém que é bom para nós, mas não nos esqueçamos de fazer aos outros como gostaríamos que eles nos fizessem a nós. Vamos concentrar-nos nas coisas que fazem os holandeses tão orgulhosos, holandeses e estrangeiros que admiram este país.

Diga "Não" ao ódio e à divisão, e "Sim" à democracia que funciona bem, a um ambiente limpo e seguro, a uma economia justa, ao respeito pelos cidadãos e a um bom futuro para nossos filhos.

Obrigado."

 

Se pretende assinar esta Carta Aberta, que será enviada a todos os jornais holandeses, envie email para: lovelettertoNL@gmail.com

A carta original pode ser encontrada na Dutch News.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 15.01.17 às 14:31link do post | | adicionar aos favoritos

 

A primeira impressão aos recém-chegados é a diferença dos sistemas de saúde holandês e português.

E a primeira grande diferença é a obrigação de adquirir um seguro de saúde na Holanda. Não há excepções. Para quem vive ou trabalha na Holanda, é mandatário.

No nosso caso, nacionais portugueses, logo comunitários, estamos obrigados a contratar um seguro básico de saúde até quatro meses após o nosso registo no Município. E acreditem. Eles sabem se estão registados e com seguro em dia.

Se estão a trabalhar através de uma empresa e contrato português e estão destacados temporariamente na Holanda, não estão obrigados a adquirir um seguro de saúde na Holanda, mas há outras formalidades a seguir. Ver Trabalhadores Destacados no Estrangeiro.

 

Estudantes

Os estudantes portugueses na Holanda não estão sempre obrigados a contratar um seguro de saúde. Existem algumas excepções, que dependem essencialmente da duração da estadia, se estão a realizar trabalho ou estágio e se estão seguros em Portugal.

No fundo, os estudantes portugueses têm três hipóteses relacionadas com as excepções acima descritas:

  1. Contratar um Seguro de Saúde na Holanda.
  2. Ter na posse um Cartão de Saúde Europeu válido.
  3. Ter na posse um Seguro de Saúde Privado válido.

Para mais informação, consulte a página Study in Holland (em inglês).

 

Sistema de Seguradoras na Holanda

Como habitual na Europa, o Governo da Holanda é responsável pela qualidade e acesso ao Sistema de Saúde no país, mas ao contrário dos outros países Europeus, não é responsável pela sua gestão.

O novo sistema de saúde holandês foi criado em Janeiro de 2006 e é uma combinação de sistemas públicos e privados de saúde, construídos nos princípios de igualdade social, solidariedade, eficiência e valor para o paciente. 

O seguro de saúde na Holanda é mandatário para quem vive ou trabalha na Holanda e serve para cobrir os custos de saúde de cada individuo.

Com as devidas excepções, regra geral, todos os estrangeiros na Holanda têm de ter um seguro de saúde, mesmo que estejam cobertos no seu país.

O sistema de saúde na Holanda é financiado através das taxas obrigatórias dos seguros e da tributação dos rendimentos.

Depois do registo no Município, tem quatro meses para contratar um pacote básico de seguro e saúde (basisverzekering).

 

Prémio e Franquia

Ao contratar um seguro, passa a ter dois principais custos:

  • O prémio de seguro (premie), de valor fixo, pago mensalmente através de débito directo ou factura em papel ou email.
  • A franquia (eigen risico), um valor anual de 385 Euros anuais (2017). Um custo para o pagamento dos seus custos de tratamentos. Quer isto dizer que os primeiros 385 Euros de custos hospitalares ficam a cargo do segurado, sendo que o restante valor é pago pela seguradora.
  • Para além desta franquia obrigatória, existe uma voluntária e facultativa (vrijwilling risico), onde o segurado paga um valor extra anual, até aos 800 Euros, tendo desconto no prémio mensal do seguro.

Se não tiver qualquer custo hospitalar ou médico durante o ano, não pagará estas franquias.

 

Que Acontece Se Não Contratar um Seguro

Se não contratar um seguro ao fim de quatro meses após o seu registo no Município e as autoridades tomarem conhecimento dos factos, receberá uma carta em casa, do Zorg Instituut Nederland, com o pedido para realizar um contrato com uma seguradora nos próximos três meses.

Caso falhe na contratação do seguro nestes três meses, receberá outra carta com uma multa a rondar os 366 Euros (valores de 2016). Ao fim de seis meses, caso continue a não ter seguro, receberá uma outra carta com uma outra multa de mesmo valor.

Se ao fim de nove meses, a contar da primeira carta, não contratar um seguro de saúde, o próprio Zorg Instituut contrata um em seu nome e fará o débito directamente do seu salário.

Caso adoeça ou precise de tratamento hospitalar e médico e não tenha seguro de saúde, todos os custos inerentes terão de ser pagos pelo próprio.

 

Tipos de Seguro

Existem dois:

  • O seguro básico mandatário (basisverzekering).
  • Pacote opcional (aanvullende verzekering)

 

Seguro Básico Mandatário

Os seguros básicos são iguais para todas as seguradoras e são decididas pelo Governo.

Estes seguros básicos tem um custo a rondar os 100 Euros mensais e cobrem:

  • Consultas com médico de família (huisarts).
  • Internamentos hospitalares, cirurgias e tratamentos hospitalares (ziekenhuis).
  • Transporte de doentes e ambulância (ambulancevervoer).
  • Receitas médicas (medicijnen).
  • Testes clínicos (sangue, bloedonderzoek).
  • Tratamento dentário para crianças menores de 18 anos (tandarts).
  • Tratamento dentário a maiores de 18 anos, limitados a cirurgia dentária, raios-x dentários e dentaduras.
  • Tratamento psiquiátrico (geestelijke gezondheidszorg).
  • Consultas de especialidade médica, tais como dermatologia, alergistas e especialistas internos (medisch specialist).
  • Gravidez, parto e serviços de parteira (zwangerschaps- en geboortezorg).
  • Cuidados de maternidade (kraamzorg).
  • Tratamentos de fertilidade (vruchtbaarheidsbehandelingen).
  • Cuidados com deficiência (gehandicaptenzorg).
  • Geriatia (ouderenzorg).
  • Enfermagem ao domicilio (wijkverpleging).
  • Alguns serviços terapêuticos, tais como, terapia da fala, terapia ocupacional e dietista.
  • Fisioterapia para desordens crónicas, cobertas a partir do 21º tratamento (fysiotherapie).

 

Seguro Básico e Franquia

Nota importante: A maioria dos serviços acima descritos requerem o pagamento da franquia (eigen risico).

A excepção, são os seguintes serviços:

  • Consultas com médico de família (huisarts).
  • Tratamento dentário e fisioterapia a menores de 18 anos.
  • Gravidez, parto e serviços de parteira (zwangerschaps- en geboortezorg).
  • Cuidados de maternidade (kraamzorg), no entanto, estes serviços por vezes requerem o pagamento de uma taxa horária.

As actualizações podem ser encontradas no Governo da Holanda.

 

Pacote Opcional

Caso pretenda serviços ou tratamentos adicionais, terá de contratar os pacotes opcionais e é aqui que as seguradoras (zorgvezekeraars) competem entre si, para lhe fazer chegar os melhores serviços para o seu estilo de vida ou necessidades.

Alguns exemplos destes pacotes opcionais incluem:

  • Tratamento dentário a maiores de 18 anos, incluindo exames dentários, enchimentos, higiene dentária, limpeza e implantes dentários.
  • Cuidados de saúde em viagens ao estrangeiro.
  • Tratamento médico alternativo, tais como, acupunctura, quiromancia, homeopatia (alternatieve geneeswijzen).
  • Vacinas fora do programa nacional (vaccinaties).
  • Contracepção (anticonceptie).
  • Óculos e lentes de contacto (brillen en lenzen).
  • Aparelhos auditivos (gehoorapparaten).
  • Cirurgia plástica (plastische chirurgie).

 

Médico de Família

Depois de contratar um seguro de saúde, deve de seguida registar-se num médico de família.

A partir daqui torna-se mais fácil realizar uma consulta para seguir a sua saúde. Mesmo precisando tratamento especializado, deve primeiro consultar o seu médico de família que o reencaminhará para o tratamento, clínica ou hospital.

Para encontrar um médico de família, deve procurar através da Internet, escrevendo "huisarts" e o nome da cidade.

Será também aconselhável fazer um registo na farmácia da sua área. Torna assim mais fácil a comunicação entre médico de família, hospital e farmacêutico, ficando este último, com um registo histórico das suas medicações.

 

Crianças e o Sistema de Saúde

Os menores de 18 anos também terão de ter um seguro de saúde, normalmente associado ao seguro de um dos pais, mas poderá ser de outra seguradora. Os seguros para menores de 18 anos são gratuitos, sem prémio mensal ou franquia. Só a partir do primeiro mês depois dos 18 anos, pagará o prémio mensal e a franquia anual.

Os recém nascidos deverão inscrever-se numa seguradora até aos 4 meses depois do nascimento.

 

Dicas e Sugestões

  • Os seguros de saúde são obrigados por Lei a fornecer o pacote básico. Não poderá ser recusada devido a género, idade ou perfil médico.
  • Apenas é permitida a mudança de seguro de saúde uma vez ao ano, regra geral, no final de cada ano, em Dezembro.
  • Se o seu rendimento for abaixo de um certo limite, é provável que tenha direito a um subsidio por parte do Estado (zorgtoeslag).
  • Algumas empresas têm acordos colectivos com companhias de seguro, oferenço vantagens ou descontos aos seus empregados.
  • Tome atenção que em alguns serviços poderá encontrar uma lista de espera.
  • É expectável que todos os médicos falem inglês.

 

Principais Companhias de Seguro de Saúde

Holanda:

Internacional, válidos na Holanda:

Subsidio:

Para o pedido de subsidio (zorgtoeslag) deverá contactar Belastingdienst (em holandês). O pedido pela internet só é possivel com um DigiD.

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Portugueses na Holanda, em 08.01.17 às 13:22link do post | | adicionar aos favoritos

Polémicas à parte. Todos os Homens erram. Todos os Homens são heróis.

Mário Soares, antigo Primeiro-Ministro e Presidente da Republica de Portugal. Lutador pela democracia, inimigo da Ditadura de Salazar, fundador do PS. Hoje estamos aqui na Holanda devido ao trabalho por ele iniciado, na entrada de Portugal para a União Europeia e Espaço Schengen, que nos permite estar aqui neste país emigrados, livres e em democracia, com direitos e deveres iguais aos restantes comunitários da união.

Com todos os altos e baixos da sua carreira, não podemos tapar os olhos ao que hoje temos e conquistamos em democracia e liberdade.

 

A Mário Soares, os Portugueses na Holanda apenas querem dizer: Obrigado.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Portugueses na Holanda, em 01.01.17 às 09:39link do post | | adicionar aos favoritos

Feliz 2017.

E estamos a 1 de Janeiro do novo ano de 2017 e como é "tradição" é o primeiro dia dos aumentos anuais. Não só o nosso salário será ligeiramente maior, mas também alguns dos nossos gastos e impostos sobem. Mas nem tudo são más noticias neste primeiro de Janeiro. Também haverão benefícios sociais que aumentam.

 

RENDIMENTO

  • O salário mínimo para maiores de 23 anos, sobe 2.2%, para os €1409.93 netto (€1537.20 bruto).
  • O segundo escalão de impostos sobe dos 40.4% para 40.8%.
  • O imposto de 1.2% sobre activos será completamente reformulado e será substituído por três taxas. Os primeiros €25.000 de activos serão isentos, os seguintes, até €75.000, serão taxados a 0.87%. Até €975.000, a taxa é de 1.41% e acima disso, 1.65%.
  • A idade da pensão estatal sobe para 67 anos e 9 meses e os valores a receber subirão para os €1199 para uma pessoa singular e €1640.36 para um casal.
  • O subsidio de desemprego para quem ficar desempregado no primeiro trimestre de 2017, será pago até a um máximo de 33 meses. Um mês a menos que em 2016.
  • O valor máximo de subsidio de saúde (Zorgtoeslag) sobe €5 por mês, até €88.

FAMÍLIA

  • Os valores das creches subirão para €8.18 à hora para as creches e €6.69 para o BSO, até a um máximo de €230 por mês.
  • O Abono de Família sobe ligeiramente para os €198.38 para crianças abaixo dos seis anos, €240.89 para crianças entre os seis e doze anos e €283.40 para as restantes até aos 18. Os valores são trimestrais.
  • Para as famílias de baixos rendimentos, o complemento familiar sobe €100 anuais, fazendo que o primeiro filho receba €1142 anuais. 
  • Estudantes que sigam um colégio MBO, poderão pedir o cartão de viajem para estudantes.

HABITAÇÃO

  • As doações até €100.000 estarão isentas de taxas, desde que a doação seja direccionada para habitação de pessoas com idades entre os 18 e 40 anos. A doação também poderá ser dividida por três anos.
  • A percentagem de crédito habitação desce dos 102% para os 101% do valor patrimonial.
  • A redução do imposto hipotecário para os titulares com rendimentos acima dos €67.072 é cortado em 0.5% para os 50%.
  • A Nationale Hypotheekgarantie, a garantia nacional de hipotecas, irá cobrir casas de valor até €247.450.
  • A Vereniging van Eigenaren, a associação de proprietários, passará a estar obrigado por Lei, a reservar 0.5% anuais do valor estimado para uma renovação do edifício.
  • Os custos energéticos poderão subir cerca de €56 por ano, sendo que metade desse aumento será devido à subida de taxas.
  • As rendas sociais aumentam 2.8% para famílias de baixo rendimento e 4.3% para as restantes.
  • O subsidio de renda (Huurtoeslag) aumenta €10.50 mensais.

OUTRAS MUDANÇAS

  • Todas as companhias de seguro terão de disponibilizar um balcão para queixas e todas as companhias de seguro de saúde serão obrigadas por Lei a informar os seus pacientes se alguma correu mal durante os seus tratamentos.
  • Os benefícios fiscais para carros de empresa híbridos desaparece. Apenas carros 100% eléctricos continuarão a receber esse beneficio até os 4%.
  • Bicicletas eléctricas de alta velocidade passam a ter de usar matricula
  • A Policia passa a ter o direito de realizar testes de álcool e droga a suspeitos sempre que se verifique uma detenção violenta do mesmo. 
  • Refugiados com Permissão de Residência deixam de ter prioridade no acesso à habitação social a partir de Abril.
  • Empresas que tenham negócios com o Governo, passarão a ter de emitir facturas electrónicas.
  • Um único pacote de regras e leis irá substituir as actuais três leis que regulam a protecção da natureza e vida selvagem.

Noticia original (em inglês): Dutch News

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Portugueses na Holanda, em 30.12.16 às 19:29link do post | | adicionar aos favoritos

Maria de Fátima em um espectáculo ao vivo com os seus músicos

Um fantástico artigo da nossa querida e colaboradora, a jornalista Sónia Graça, publicado hoje no jornal Público, sobre Maria de Fátima. A fadista portuguesa que encantou a Holanda com o seu Fado.

 

"Começou a cantar aos nove anos, aos 14 venceu a Grande Noite do Fado e aos 20 emigrou para a Holanda. Ao longo de mais de três décadas passadas a cantar em igrejas, teatros e grandes salas de Amesterdão, Maria de Fátima ganhou o coração dos nórdicos. Uma arma secreta, dizem os críticos."

 

Leia a reportagem completa em:

Maria de Fátima, uma 'arma do fado' na Holanda

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


publicado por Alvaro Faustino, em 29.12.16 às 20:46link do post | | adicionar aos favoritos

 Em Rotterdam é lançado o Fogo de Artificio oficial da Holanda na Passagem de Ano

Aproxima-se a grande noite de Fim de Ano na Holanda e como de costume e tradição, o lançamento de fogo de artificio por parte da população é um momento alto das festividades.

E mais uma vez, os vários avisos das autoridades e Municípios, para com a segurança deste tipo de lançamento, fazem-se ouvir. A intenção é que seja uma noite de festa e não de idas ao hospital.

O primeiro aviso, protecção ocular: Existem à venda em vários locais, óculos de protecção, para que as faúlhas não entrem para os olhos. É aconselhável ás pessoas que os lancem e ás crianças.

Protecção contra fogo: Aconselhável ás pessoas que os lançam. É aconselhável ter pelo menos uma manta anti-fogo nas imediações para o caso das nossas roupas pegarem fogo.

Protecção contra o barulho: Para quem lança, o uso de protecção para os ouvidos é aconselhável, principalmente se lançarem fogos de artificio de grande calibre.

E por último, estar atento ás Zonas Livres no seu Município. Este ano, 77 Municípios irão ter uma ou mais Zonas Livres. Nestas Zonas Livres, é absolutamente proibido o lançamento de fogo de artifício. Outra regra importante: O horário oficial para o lançamento e uso de fogos de artificio é entre 31 de Dezembro das 18.00 a 1 de Janeiro ás 02.00. O uso de fogo de artificio fora deste horário é proibido. 

As Zonas Livres estão identificadas com o seguinte sinal:

Caso verifique situações perigosas ou fora das regras nacionais e regionais, pode e deve contactar as autoridades para a denuncia destas situações.

Para além dos 77 Municípios, as Zonas Livres das quatro maiores cidades da Holanda, são as seguintes: 

Amsterdam:

CENTRUM
Poezenboot - Singel 38
Artis - Plantage Kerklaan 36
Kinderboerderij de Dierencapel - Bickersgracht 207

NOORD
Dierenpension Amsterdam-Noord - Termietergouw 12
Manege Zunderdrop - Broekergouw 1
Kinderboerderij de Buiktuin - Noordhollandschkanaaldijk 19
Manege Fort Noord - Vikingpad 24
Kinderboerderij de Bokkesprong - Heggerankweg 87
Manege - Liergouw 54

OOST
Kinderboerderij Jeugdland Oost - Valentijnkade 131
Kinderboerderij De Werf - Archimedeslaan 59
Manege Waveren - Zuider IJdijk 20

WEST
Zimmerhoeve Kinderboerderij - Schimmelstraat 44
Buurtboerderij Ons Genoegen - Spaarndammerdijk 319
Hollandsche Manege - Overtoom 177
Paardenschool Kakelbont - Spaarndammerdijk 318
Kinderboerderij Westergasfabriek - Overbrakerpad 10
Kinderboerderij Nieuw Bos en Lommer - Wachterliedplantsoen 1

NIEUW-WEST
Dierenhotel Pocahondas - Lutkemeerweg 300
Dierenopvangcentrum Amsterdam - Ookmeerweg 271
Paardenopvang - Osdoperweg 663
Kinderboerderij Sloterpark - President Allendelaan 2
Manege - Bok de Korverweg
Manege - Dubbele Buurt 64
Kinderboerderij De Strohalm - Cort van der Lindenkade 5
Manege Geuzeneiland - Geleyn Bouwenszstraat 2
Kinderboerderij Uktuktuk - Botteskerksingel 30B
Manege Het Molenpaardje - Lutkemeerweg 46
Kinderboerderij de Uylenburg - Staalmeesterslaan 420
Manege De Ruif - Sloterweg 675

ZUIDOOST
Vogelopvang De Toevlucht - Bijlmerweide 1
Kinderboerderij 't Brinkie - Meerkerkdreef 27
Prins Willem Alexander Manege - Loosdrechtdreef 9
Manege APC Waveren - Provincialeweg 56

ZUID
Kinderboerderij De Pijp - Lizzy Ansinghstraat 82
Kinderboerderij Amstelpark - Amstelpark 17

 

Rotterdam:

IJsselmonde
- Kinderboerderij de Kooi
- Verzorgingstehuizen:
  Lelie Zorggroep – de Koningshof
  Lelie Zorggroep – Oranjehof
  Aafje – De Twee Bruggen
  Aafje – Meerweide
  Aafje – Smeetsland
  Laurens – Dijkveld
  Laurens – woonzorgcentrum Zomerhoek
  Laurens – Psychiatrisch Verpleeghuis Aesopus
  Humanitas – de IJsselburgh 
  Humanitas IJsselmonde – De Wetering
  Humanitas IJsselmonde – Jan Meertensflat
  Sonneburgh Verzorgingshuis Ravenswaard
- Het terrein rondom het Maasstad Ziekenhuis
- AZC Rotterdam

Delfshaven
- Het Dakpark
- Kinderboerderij de Bokkesprong

Charlois
- Het Zuiderpark

Centrum
- Stadhuisplein
- Omgeving Erasmusbrug

Feijenoord
Omgeving vuurwerk Erasmusbrug
- De Feijenoordse kade: ten westen van de Erasmusburg tot aan het Koninginnehoofd
- De Feijenoordse kade: ten oosten van de Erasmusbrug tot aan het havenhoofd van de Spoorwegen
- Noordereiland: Van der Takstraat, Maaskade, Prinsenhoofd, Prins Hendrikkade

Rozenburg
- Raadhuisplein en omgeving
- De Landtong
- Kinderboerderij de Beestenboel
- Entree woonzorgcentrum Blankenburg

Hoogvliet
- Kinderboerderij de Oedenstee
- Manege Hoogvliet
- Het Ruigenplaatbos
- Oudelandse park

Prins Alexander
- Manege de Prinsenmolen
- Kinderboerderij de Blijde Wei

 

Den Haag:

Centrum
– Festivalterrein Hofvijver
– MCH Westeindeziekenhuis
– Stadsboerderij Woelige Stal
– Stadsboerderij Schildershoeve
– Kinderboerderij ’t Beestenspul
– Stadsboerderij Jacobahof

Escamp
– Haga Ziekenhuis Leyweg / Juliana Kinderziekenhuis
– Stadsboerderij Op den Dijk
– Stadsboerderij Herweijerhoeve
– Buurtboerderij Nijkamphoeve
– Dierencentrum Lozerlaan
– Knaagdierenopvang Westhovenplein

Haagse Hout
– Ziekenhuis Bronovo
– Stadsboerderij Reigershof

Laak
– Stadsboerderij Molenweide

Leidschenveen-Ypenburg
– Stadsboerderij Landzigt

Loosduinen
– Stadsboerderij Kakelhof
– Kinderboerderij Pluk
– Vogelopvang Meer en Bos

Scheveningen
– Stadsboerderij ’t Waaygat
– Kinderboerderij Beestenboel Tesselweide

Segbroek
– Haga Ziekenhuis Sportlaan
– Stadsboerderij Gagelhoeve

 

Utrecht:

- De Voorveldse Polder

 

Se vive numa outra cidade, terá de se informar com as autoridades ou Município.

 

Por uma comunidade forte, unida e informada.

Portugueses na Holanda Blog

Portugueses na Holanda Facebook

Grupo Trabalho na Holanda


Entre em Contacto
Portugueses na Holanda no Facebook
pesquisar
 
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Links de Interesse
Comentários Recentes
Olá Carlos. Pode através dos links de agências imo...
Olá boa tarde antes de mais felicitações pro blogu...
Olá Ricardo. Sobre as leis de trabalho na Alemanha...
Ola Boa Noite,Estou a terabalhar ja ha 3 anos na h...
Gostaria de saber que direitos tenho e o que devo ...
Olá Ana. Para procurar trabalho, use uma das nossa...
Bom dia, o meu marido encontra-se a trabalhar em R...
Ola estou a morar na Holanda ha 3 meses. Trabalho ...
Caro José. Uma vez que é a Holanda que lhe irá pag...
Boa noite no caso de ser despedido poderei receber...
Tráfego internet
blogs SAPO
subscrever feeds